Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Estudo da cinética de secagem e extração de compostos bioativos presentes em egletes viscosa less (macela-da-terra).
Autores:  MARTINS, C. M.
Data:  2018-12-20
Ano:  2018
Palavras-chave:  Soxhlet
Desejabilidade
PLE
Asteraceae
Response surface methodology
Resumo:  A Egletes viscosa (Asteraceae), herbácea popularmente conhecida como ?macela-da-terra?, é utilizada na medicina tradicional brasileira devido às propriedades terapêuticas dos seus capítulos florais, os quais contêm ternatina (1), lactona do ácido hawtriwaico (2) e ácido centipédico (3) como princípios ativos. O objetivo do presente trabalho foi determinar as melhores condições de processamento para a obtenção dessas substâncias. Nesse contexto, foi realizado um estudo da cinética de secagem e de extração com solvente líquido pressurizado (PLE). A secagem foi efetuada em estufa de circulação e renovação de ar a três temperaturas (50, 60 e 70 °C), apresentando 16,5 % de umidade final nos capítulos florais. A curva de secagem experimental mostrou apenas um período de diminuição da umidade e redução do tempo com o aumento das temperaturas testadas. O material seco foi extraído por infusão em água, que é a forma utilizada popularmente para fins medicinais, e os compostos do chá foram quantificados em UPLC/QDA-SIM. Não houve diferença significativa (p ? 0,05) entre as concentrações dos compostos bioativos nas diferentes temperaturas testadas, revelando que, em menor tempo de processo, os capítulos florais podem ser secos a temperaturas elevadas (70 °C) sem que sua qualidade seja alterada. O modelo de secagem gerado a partir da segunda Lei de Fick apresentou difusividade efetiva de umidade (????) entre 5,55 x 10-9 e 1,72 x 10-9 m2 /s e energia de ativação de 45,14 KJ/mol. Este, embora seja simplista para a complexa estrutura do material estudado, foi considerado satisfatório. Para os experimentos de extração foram realizados testes preliminares que mostraram a eficiência da PLE e do solvente etanol. Em seguida, a otimização da extração foi efetuada a partir de um planejamento experimental do tipo composto central, tendo como variáveis independentes temperatura (70-130 °C) e proporção dos solventes etanol/água (20-80 %). Os resultados das extrações revelaram que a temperatura, o tempo de extração e as diferentes proporções dos solventes etanol/água foram significativas para a extração dos compostos (1-3). A melhor condição operacional obtida com a otimização da extração em PLE foi com 92,4 % de etanol, 100 °C, um ciclo e 15 minutos de extração. A extração em PLE mostrou-se promissora, sendo possível estabelecer parâmetros operacionais para uma máxima extração dos compostos de interesse, com exceção da ternatina que atingiu maior concentração na extração em Soxhlet.

Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza. Orientador: Edy Sousa de Brito. Coorientador: Kirley Marques Canuto.
Tipo:  Teses
Idioma:  Português
Identificador:  2018

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1102191
Formato:  69 p.
Direitos:  openAccess
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional