Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Emergência e crescimento inicial de feijão guandu em função dos substratos e salinidade da água de irrigação.
Autores:  ARAÚJO, B. de A.
MOREIRA, F. J. C.
GUEDES, F. L.
Data:  2019-12-09
Ano:  2019
Palavras-chave:  Tolerância
BRS Mandarim
Estresse
Vigour
Cajanus Cajan
Vigor Hibrido
Salinização
Solo Salino
Stress tolerance
Soil salinization
Brazil
Resumo:  Resumo: Um dos fatores de maior preocupação na agricultura atual é a salinização do solo, especialmente a irrigada, sendo o manejo inadequado da irrigação e dos fertilizantes utilizados na atividade agrícola um dos principais determinantes responsáveis pelo aumento de áreas com solos degradados. No semiárido nordestino a evapotranspiração supera a precipitação e, por consequência, impossibilita a percolação da água através do perfil e, consequentemente, não acorre a lixiviação dos sais do solo. Diante das condições presentes na região Semiárida e dos problemas ocasionados pela salinização dos solos, o presente trabalho teve como objetivo avaliar emergência e crescimento inicial de feijão guandu em função de dois substratos e níveis de salinidade da água de irrigação. O experimento foi conduzido em Telado Agrícola, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará ? Campus Sobral. O ensaio foi disposto em Delineamento Inteiramente Casualizado (DIC), em esquema fatorial 5 x 2, sendo cinco níveis de salinidade (0,27; 1,5; 3,0; 4,5; 6,0 dS m-¹), e dois tipos de substratos (arenoso e argiloso), com 4 repetições de 18 sementes cada. Realizou-se a Análise de Variância (ANOVA), utilizando o programa estatístico R Development Core Team (2011). De acordo com os resultados observados no ensaio, a cultivar BRS Mandarim obteve maior taxa de sobrevivência, com o aumento do nível de salinidade em substrato argiloso; todas as variáveis analisadas sofreram influência dos tratamentos; a cultivar germinou normalmente até o nível 3,0 dS m-1 , comportando-se como uma planta com capacidade moderada de tolerância à salinidade. [Emergency and initial growth of guandu beans in the function of substrates and salinity of irrigation water]. Abstract: One of the factors of greatest concern in current agriculture is the salinization of soil, especially irrigated land, with inadequate management of irrigation and fertilizers used in agriculture, one of the main determinants responsible for increasing the area with degraded soils. In the northeastern wilderness, evapotranspiration overcomes precipitation and, as a consequence, makes it impossible to percolate the water through the profile and, consequently, does not result in the leaching of soil salts. Considering the conditions present in the northeastern semi-arid region and the problems caused by salinization of soils, the present study had the objective of evaluating emergence and initial growth of pigeon pea as a function of two substrates and irrigation water salinity levels. The experiment was conducted at Green House, at the Federal Institute of Education, Science and Technology of Ceará - Campus Sobral. The experiment was conducted in a completely randomized design (DIC), in a 5 x 2 factorial scheme, with five salinity levels (0.27, 1.5, 3.0, 4.5, 6.0 dS m-¹), and two types of substrates (sandy and clayey), with 4 replicates of 18 seeds each. The Analysis of Variance (ANOVA) was performed using the statistical program R Development Core Team (2011). According to the results observed in the trial, the cultivar BRS Mandarim obtained a higher survival rate, with the increase of the level of salinity in clayey substrate; All variables analyzed were influenced by treatments; the cultivar normally germinated up to the level 3.0 dS m-1 , behaving like a plant with moderate capacity of tolerance to the salinity.

bitstream/item/206440/1/CNPC-2019-Emergencia.pdf
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  39345

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1116304

10.32406/v2n42019/90-101/agrariacad
Editor:  Revista Agrária Acadêmica, v. 2, n. 4, p. 90-101, jul./ago. 2019.
Relação:  Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional