Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Avaliação do valor nutritivo do bagaço de cana-de-açúcar amonizado com uréia.
Autores:  CÂNDIDO, M. J. D.
NEIVA, J. N. M.
PIMENTEL, J. C. M.
VASCONCELOS, V. R.
SAMPAIO, E. M.
MENDES NETO, J.
Data:  2011-05-30
Ano:  1999
Palavras-chave:  Subproduto agroindustrial
Cana-de-açúcar
Subproduto
Agroindústria
Bagaço
Resíduo
Uréia
Amonização
Valor nutritivo
Byproducts
Sugar byproducts
Bagasse
Sugar cane
Urea
Ammoniation
Residues
Resumo:  Resumo: O trabalho foi desenvolvido objetivando-se avaliar o efeito da adição de uréia em doses crescentes, na presença ou ausência de urease, sobre o valor nutritivo do bagaço de cana-de-açúcar. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em arranjo fatorial (4 x 2) + 1 (controle), com quatro repetições. Os fatores avaliados foram níveis de uréia (2,0; 4,0; 6,0; e 8,0% da matéria seca), níveis de urease (presença, 20,0% da matéria fresca da uréia, e ausência) e um tratamento controle (0,0% de uréia e ausência de urease). Houve efeito da adição de uréia (63,3%) em relação ao controle (69,6%) e efeito da presença de urease (64,4%) em relação à sua ausência (62,1%), para o teor de matéria seca (MS). O menor teor de MS (62,5%) foi observado no nível de 6,2% de uréia. O teor de proteína bruta (PB) cresceu linearmente com a adição de uréia (12,0%) em relação ao controle (1,2%), sem urease. O teor de fibra em detergente neutro (FDN) dos materiais amonizados (81,4%) foi menor que o controle (84,7%), com efeito linear negativo das doses crescentes de uréia. Houve teores mais elevados de FDN nos tratamentos com presença de urease (82,1%) em relação aos tratamentos sem a mesma (80,8%). A digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) média do tratamento controle (23,2%) foi inferior à DIVMS média dos tratamentos com uréia (28,5%), com efeito linear positivo dos níveis crescentes de uréia. Não houve efeito da urease sobre a DIVMS do bagaço. A amonização com uréia melhorou o valor nutritivo do bagaço de cana-de-açúcar, sem a necessidade de adição de urease. [Evaluation of the Nutritive Value of Sugarcane Bagasse Ammoniated with Urea]. Abstract: The objective of this work was to evaluate the effect of the addition of crescent levels of urea, with or without urease, on sugarcane bagasse nutritive value. The experimental design was a completely randomized design in a factorial arrangement (4 x 2) + 1 (control), with four replicates. The evaluated factors were urea levels (2.0, 4.0, 6.0 and 8.0% DM), urease levels (presence - 20% of urea fresh matter - and absence) and a control treatment (0.0% urea and without urease). There was an effect of urea addition (63.3%) on the control (69.6%) and effect of urease presence (64.4%) on its absence (62.1%) for the dry matter (DM) content. The smallest estimated DM content (62.5%) was observed at 6.2% urea level. The crude protein (CP) content linearly increased with the addition of crescentlevels of urea (12.0%) as compared to the control (1.2%), without urease effect. The neutral detergent fiber (NDF) content of ammoniated materials (81.4%) was smaller than the control (84.7%), with a negative linear effect of the crescent levels of urea. There was higher NDF content in the treatments with the presence of urease (82.1%) than on the treatments without urease (80.8%). The average in vitro dry matter disappearance (IVDMD) of the control treatment (23.2%) was lower than average urea addition treatments (28.5%), with positive linear effect by the crescent addition of the urea levels. There was no urease effect on IVDMD. The ammoniation with urea improved the sugar cane bagasse nutritive value, without necessity to add urease.

1999
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  24254

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/890030

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/35569/1/API-Avaliacao-do-valor-nutritivo-do-bagaco.pdf
Editor:  Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, MG, v. 28, n. 5, p. 928-935, 1999.
Relação:  Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional