Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Ácido indolbutírico e substratos no desenvolvimento de estacas de umbuzeiro em três estádios fenológicos.
Autores:  ATAÍDE, E. M.
SILVA, M. de S.
SOUZA, J. M. A.
BASTOS, D. C.
Data:  2018-02-21
Ano:  2017
Palavras-chave:  Regulador vegetal
Bioma caatinga
Plant growth regulators.
Planta nativa
Umbu
Regulador de crescimento
Auxina
Spondias Tuberosa.
Resumo:  As frutas nativas passaram a ser vista como excelente alternativa para os agricultores das diversas regiões do país, principalmente, do semiárido nordestino. Contudo, observa-se que muitas espécies do bioma caatinga sofrem devastação, especialmente o umbuzeiro. Portanto, é importante difundir tecnologias com vista a preservação destas espécies, especialmente voltadas para produção de mudas pelo método vegetativo, que possibilitará maior uniformidade e produtividade das espécies nativas. Desta forma, objetivou-se neste trabalho avaliar o uso de ácido indolbutirico e diferentes substratos e estádios fenológicos no enraizamento de estacas de umbuzeiro. O experimento foi conduzido na Unidade Acadêmica de Serra Talhada em condições em viveiro telado com 50% de sombreamento. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, sendo quatro concentrações de AIB e três tipos de substratos, com três repetições com 10 estacas por parcela. O experimento foi repetido em três épocas de coleta (setembro, novembro e fevereiro), avaliando-se de forma isolada cada uma. Com base nos principais resultados foi possível inferir que o uso de AIB nas doses concentrações utilizadas não promoveu enraizamento e brotações satisfatórias das estacas de umbuzeiros. Avaliando-se os substratos, verifica-se que a areia em associação com a concentração de 9.000 mg L-1 de AIB, proporcionou melhores resultados de enraizamento e desenvolvimento das brotações.
Tipo:  Artigo de periódico
Idioma:  Português
Identificador:  Agrarian Academy, Centro Científico Conhece, Goiânia, v. 4, n. 8, p. 21-33, 2017.

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1087953

10.18677/Agrarian_Academy_2017b3
Direitos:  openAccess
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional