Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Tropical maize synthetics breeding in moisture-stress tolerance for small-scale farmers in brazilian Semi Arid regions.
Autores:  GAMA, E. E. G. e.
PARENTONI, S. N.
DURAES, F. O. M.
LEITE, C. E. P.
SANTOS, M. X. dos
PACHECO, C. A. P.
OLIVEIRA, A. C. de
Data:  2004-08-16
Ano:  2004
Palavras-chave:  Sintetico
Zea mays L
Synthetic
Yield
Maize.
Milho
Produção
Seca.
Water stress.
Resumo:  O objetivo deste estudo foi avaliar 144 progênies S2 de cada um das duas populações sintéticas de milho, Syndent e Synflint, oriundas de programa de melhoramento para tolerância à seca, visando a obtenção de sintéticos com alto potencial produtivo e com bom comportamento agronômico sob condições de seca da região semi-árida do Brasil. As 288 progênies S2 dos dois sintéticos foram avaliadas usando-se um delineamento de látice 12 x 12 com duas repetições e em duas condições: com estresse de seca (WS) e sem estresse de seca (NS), em Janaúba, MG, Brasil, em 2000. Na análise de variância conjunta, foram detectados efeitos altamente significativos (P<0.01) para ambientes e progênies e para a interação entre eles para o Synflint, mas somente significante (P<0.05) para a interação para o Syndent. As estimativas para herdabilidade no sentido amplo para produção de espigas, para o Synflint, foram de h2 = 0.382 e 0.752 para WS e NS, respectivamente; e, para o Syndent, as estimativas foram de h2 = 0.607 e 0.635 para WS e NS, respectivamente. As estimativas da variância genética foram maiores no NS que no WS ambientes. As estimativas para a variância do erro foram maiores para a interação WS x NS para os dois sintéticos. As respostas esperadas para a seleção foram direcionadas para melhores ganhos na produção quando a seleção é feita no ambiente NS que no ambiente WS. Existe suficiente variabilidade nos dois sintéticos para tolerância à seca e na expressão dos caracteres relacionados com a tolerância, indicando a viabilidade de ganhos na seleção para tolerância ao estresse de seca por meio de seleção recorrente.
Tipo:  Artigo de periódico
Idioma:  Inglês
Identificador:  Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas, v. 3, n. 1, p. 69-76, 2004.

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/487785
Direitos:  openAccess
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional