Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Caracterização de autoincompatibilidade gametofítica de clones superiores de Coffea canephora.
Autores:  LOPES, T. A.
Data:  2021-12-13
Ano:  2015
Palavras-chave:  Rondônia
Amazônia Ocidental
Western Amazon
Café
Coffea Canephora
Clone
Variação Genética
Hibridação
Melhoramento Genético Vegetal
Genetic variation
Plant breeding
Hybridization
Resumo:  A capacidade de se evitar a autofecundação é uma característica que evoluiu como uma forma de evitar os efeitos deletérios da endogamia em várias espécies vegetais alógamas, incluindo o Coffea canephora. O objetivo deste trabalho foi realizar hibridações direcionadas para identificar plantas testadoras da autoincompatibilidade do Coffea canephora e caracterizar uma população de melhoramento a partir da visualização do desenvolvimento dos tubos polínicos durante a polinização. As hibridações foram realizados em delineamento de dialelo parcial sem cruzamentos recíprocos para caracterização da genealogia do gene S, que governa a expressão dessa característica. Para verificar a probabilidade de ocorrência da genealogia obtida em função da hipótese H0 de que todos os genótipos fazem parte do mesmo grupo de compatibilidade foi utilizado o teste da razão de verossimilhança. Observou-se que a genealogia obtida foi 109 vezes mais provável do que a hipótese H0, e que os genótipos 194, 125, 160, 130, 199 se agruparam em três grupos de compatibilidade. A partir desses resultados os clones 194, 125 e 160 foram selecionados como plantas testadoras para inferir a compatibilidade de uma população segregante. Além dos grupos de compatibilidade I, II e III, observados nas frequências de 0,38, 0,25 e 0,19, também foram encontradas plantas compatíveis com os três testadores (0,18) indicando a existência de pelo menos mais um grupo de compatibilidade. A existência de outros grupos de compatibilidade indica a ocorrência de pelo menos mais uma forma alélica do gene S, diferindo das informações da literatura que sugerem a segregação de apenas três formas alélicas em germoplasma brasileiro. Diferente das avaliações realizadas no centro de origem, as frequências observadas não estão em Equilíbrio de Hardy Weinberg (EHW) a 5% de probabilidade, indicando que a população avaliada nesse estudo não apresenta a variabilidade alélica do gene S no centro de origem dessa espécie. The ability to avoid self-pollination is a trait that has evolved as a manner of averting the deleterious effects of inbreeding in various allogamous plant species, including Coffea canephora. The objective of this study was to carry out hybridizations to identify tester plants of Coffea canephora autoincompatibility and characterize a breeding population, since the plant selection may reduce the variability of this trait. Hybridizations were carried out in a partial diallel design in a greenhouse and in the field. The likelihood ratio test was used to control the occurrence of the type I error (which occurs when the hypothesis H0, that the individuals are part of the same compatibility group, is erroneously rejected) and of the type II error (which occurs when incompatible plants produce fruits due to contamination in the procedure). Based in the genealogy the clones 194, 125 and 160 were selected as testers plants to infer the compatibility of a segregating population. Besides the compatibility groups I, II and III, observed in the frequencies of 38%, 25% and 19% respectively, were found genotypes compatible to the three testers (18%), indicating the existence of at least one more compatibility group. The existence of others compatibility groups indicates the occurrence of, at least, one more allelic form, differing from the scientific literature that suggests the segregation of only three allelic forms in Brazilian germplasm. Unlike evaluations conducted in the center of origin, the observed frequencies differ from the expected proportions for a population in Hardy Weinberg Equilibrium (HWE) a 5% probability, indicating that the segregating population does not present the genetic variability of the S gene in the center of origin of this specie.

Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável e Diagnóstico Ambiental) - Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente, Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho. Orientador: Rodrigo Barros Rocha.
Tipo:  Teses
Idioma:  Português
Identificador:  2015.

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1137712
Formato:  64 f.
Direitos:  openAccess
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional