Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  UnB - FAB
País:  Brazil
Título:  Formação de mudas de maracujazeiro por enxertia em espécies silvestres e em híbridos inter e intraespecíficos
Formation of passion fruit seedling by grafting in wild species and in inter and intra-specific hybrids
Autores:  Leão, Antonio José Pacheco
Data:  2011-06-30
Ano:  2011
Palavras-chave:  Maracujá - doenças e pragas
Produtos químicos agrícolas
Maracujá - enxertia
Resumo:  Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2011.

O Brasil destaca-se no cenário mundial como o maior produtor e consumidor de maracujá. Por outro lado, a alta incidência de doenças tem causado perdas expressivas na quantidade e na qualidade dos frutos, bem como, reduzindo sensivelmente a vida útil dos pomares comerciais no campo. Tais fatores têm incentivado o uso demasiado de defensivos agrícolas no controle de doenças, muitas vezes, sem alcançar com sucesso este objetivo, e muitas vezes, causando fitotoxidez nas plantas, contaminação do meio ambiente e do próprio homem. Diante deste cenário, esse trabalho teve como objetivos: 1) Comparar tipos de fixadores (grampo e fita) do enxerto ao porta-enxerto; 2) Determinar a eficácia de fungicidas e indutores de resistência no índice de pegamento de enxertos; 3) Determinar os índices de pegamento de enxertos sobre porta-enxerto de espécies silvestres e híbridos inter e intra-específicos e avaliar o desenvolvimento inicial dessas plantas em campo. 4) Avaliar a eficiência do uso da enxertia por encostia visando à produção de mudas com sistemas radiculares múltiplos. Como enxertos, utilizaram-se ponteiras da cv. BRS Gigante amarelo. Como porta-enxertos, foram utilizados os híbridos interespecíficos (geração F1) entre P. caerulea x Passiflora edulis “flavicarpa” comercial, P. vitifolia x P. setacea; um híbrido intraespecífico de P. edulis (BRS Gigante Amarelo) e a espécie silvestre P. serrato-digitata. As enxertias foram realizadas pelos métodos de “Garfagem em Fenda Cheia” e “Encostia” na altura 10 cm e de 05 cm a 20 cm respectivamente. Os experimentos foram conduzidos na Embrapa Cerrados, em Planaltina-DF, sob condições controladas em casa de vegetação e em campo. Foram comparados os efeitos do uso do grampo já utilizado para enxertia em cucurbitáceas e da fita de plástico convencional já utilizada nas enxertias do tipo garfagem para frutíferas em geral. Após a enxertia por Garfagem em Fenda Cheia, foram colocados sacos de plástico apropriado cobrindo o local da enxertia para evitar desidratação do enxerto, conforme recomendado para outras espécies de frutíferas. Para a enxertia tipo Encostia, utilizou-se somente fitas de plástico para fixação do enxerto ao porta-enxerto. Para comparar o efeito do grampo e da fita, utilizou-se delineamento inteiramente casualizado com dois tratamentos (fita e grampo), 10 repetições e três plantas úteis por parcela. Para o experimento referente ao efeito de fungicidas e indutores de resistência, utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com 4 repetições de 10 plantas úteis e 10 tratamentos. Para avaliar o potencial dos porta enxertos, experimento foi montado na casa de vegetação usando delineamento experimental em blocos ao acaso, com quatro repetições de cinco plantas úteis, quatro porta-enxertos e a cultivar BRS Gigante Amarelo, oriunda de sementes (pé-franco) como testemunha, totalizando cinco tratamentos. Para analisar o desempenho inicial dos porta-enxertos em campo, as mudas, formadas em sacos de polietileno de 2,5 litros de capacidade, foram plantadas em covas medindo 40 x 40 x 40cm, localizadas em Latossolo-Vermelho-amarelo (LVA) com histórico de podridão-do-colo (Fusarium solani) e adubadas com 5 litros de esterco de galinha poedeira, 500 gramas de superfosfato simples e 50 gramas de calcário dolomítico Filler. As plantas estão sendo conduzidas em espaldeiras verticais com um único fio de arame a 1,90 m do solo e irrigadas por gotejamento. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com quatro repetições de cinco plantas úteis, três porta-enxertos e a cultivar BRS Gigante Amarelo, oriunda de sementes (pé-franco) como testemunha, totalizando cinco tratamentos. Para avaliar a eficácea da enxertia por “Encostia” na formação de m udas de sistemas radiculares múltiplos, utilizaram-se como porta-enxertos, o híbrido interespecífico F1 entre P. caurulea x P. edulis “roxo” silvestre (CPAC – ERE) e o híbrido intraespecífico P.edulis “flavicarpa” x P. edulis “flavicarpa” (BRS Gigante amarelo). O delineamento foi em blocos ao acaso com 6 tratamentos, 5 repetições 4 plantas úteis por parcela. Verificou-se que: 1) Não houve diferença significativa ao nível de 5% pelo teste de Tukey, entre os dois tipos de fixadores (fita e grampo) no índice de pegamento dos enxertos, embora esse índice tenha sido melhor com o uso do grampo; 2) O tratamento com Nativo a 0,1% pulverizado nos cortes e, posteriormente na muda toda, foi o mais eficaz; 3) Índices de pegamentos de enxertos de 40,0%, 93,3%, 96,6% e 100,0% foram obtidos respectivamente sobre porta-enxertos de P. caerulea x RC3 (P. edulis “flavicarpa” x P. edulis “roxo” silvestre), P. vitifolia x P. setacea, P. serrato-digitata e BRS Gigante amarelo (P. edulis “flavicarpa” x P. edulis “flavicarpa”. O híbrido entre P. caerulea x P. edulis “flavicarpa” apresentou alta susceptibilidade ao nematóide das galhas (Meloidogyne javanica), fato que pode ter comprometido o índice de pegamento da enxertia; 4) A enxertia por “Encostia” mostrou-se promissora para produção de mudas de maracujá com sistema radicular múltiplo e simples, propiciando índices de pegamento satisfatórios; 5) Em campo, os melhores desempenhos, até o momento, tem sido observados nas mudas enxertadas sobre P. vitifolia x P. setacea e sobre P. serrato-digitata, seguidos por BRS Gigante amarelo sobre BRS Gigante amarelo em relação à testemunha pé franco oriunda de sementes de BRS Gigante amarelo. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT

Brazil stands out on the world scenery as the largest producer and consumer of passion fruit. On the other hand, the high incidence of disease has caused significant losses in fruit quantity and quality as well as reducing significantly the commercial orchard lifetime in the field. These factors have encouraged the overuse of pesticides to control diseases, many times without achieving successfully this goal, and often causing phytotoxicity in plants, and contamination of the environment and of the human being. Facing this scenery, this study aimed to: 1) compare types of holders (staples and tape) from the graft to the rootstock; 2) To determine the efficacy of fungicides and resistance inducers in the grafting success ratio, 3) To determine the grafting success ratio on rootstock of wild species and inter and intra-specific hybrids and evaluate the initial development of these plants in the field. 4. To evaluate the efficiency of the use of approach grafting aimed at producing seedlings with multiple root systems. As grafts were used tips of BRS – Gigante amarelo. As rootstock were used inter-specific hybrids (F1 generation) between P. caerulea x commercial Passiflora edulis "flavicarpa", P. vitifolia x P. setacea; an intra-specific hybrid of P. edulis (BRS Gigante amarelo), and the wild species P. serrato-digitata. The grafts were realized by the "cleft grafting and the approach grafting" methods that were held at 10 cm height for the cleft and from 5 cm to 20 cm height for the approach method made along of the rootstock stem. The experiments were conducted at Embrapa Cerrados, in Planaltina-DF, under controlled conditions in greenhouse and field. It was compared the effects of using the clip already used for grafting on other species of plants and the conventional plastic tape already used in the grafts for fruit trees in general. It was used the completely randomized design with two treatments, 10 replications and three plants per plot. After the graft by cleft grafting, were placed appropriate plastic bags covering the grafting place of the graft to avoid dehydration, as recommended for other fruit species. For the approach type, were used only plastic tapes to fix the graft to the rootstock. To evaluate the effect of fungicides and resistance inducers in the grafting success ratio, was used the "cleft" grafting and the fixation of the grafts with plastic tape, being the graft and the rootstock, the BRS Gigante amarelo cultivar. The experimental design was completely randomized design with four replications, 10 plants per plot; It was used several fungicides and resistance inducers sprayed in the cuts of the graft and rootstock and then sprayed all over the seedling before putting the plastic bag to protect the graft. Some fungicides and resistance inducers were also sprayed on rhizosfere of rootstock and grafting seedlings. To analyze the grafting success ratio on rootstock of wild species and inter and intra-specific hybrids and evaluate the initial performance of rootstocks in the field the seedlings were formed in polyethylene bags of 2.5 liters, planted in holes measuring 40 x 40 x 40 cm, located in a Dystrophic Red-Yellow soil (LVA) with history of root rot (Fusarium solani) and fertilized with 5 liters of chicken manure, 500 grams of superphosphate and 50 grams of lime Filler. Plants are being conducted on vertical trellises with a single wire at 1.90 m from the soil and drip irrigated The experimental design used was randomized blocks with four repetitions of five useful plants, four rootstocks and the BRS Gigante amarelo cultivar, originated from seeds (ungrafted) as the control, totalizing five treatments. On field conditions was not analyzed the hybrid P. caerulea x P. edulis.To evaluate the efficiency of the use of approach grafting aimed at producing seedlings with multiple root systems was used the experimental design randomized blocks with six treatments, five repetitions and four usefull plants. It was verified that: 1) There was no significant difference at 5% by Tukey test, between the two types of holders (tape and staple) in the grafting success ratio, although this index has been better with the clip staple use. 2) The treatment with Nativo at 0.1% sprayed into the cuts and then all over the seedling, was the most effective. 3) The grafting success ratio of 40.0%, 93.3%, 96.6% and 100.0% were obtained respectively on rootstocks of P. caerulea x RC3 (P. edulis "flavicarpa" x P. edulis "purple" wild), P. vitifolia x P. setacea, P. serrato-digitata and BRS Gigante amarelo (P. edulis "flavicarpa" x P. edulis "flavicarpa." The hybrid between P. caerulea x P. edulis "flavicarpa" showed high susceptibility to root-knot nematode (Meloidogyne javanica), which may have affected the grafting success ratio. 4) The use of approach grafting was usefull in producing seedlings with multiple root systems. 5) In the field, the best performance so far, has been observed on plants grafted on P. vitifolia x P. setacea and on P. serrato digitata, followed by BRS Gigante amarelo on BRS Gigante amarelo.
Tipo:  Dissertation
Idioma:  Português
Identificador:  LEÃO, Antonio José Pacheco. Formação de mudas de maracujazeiro por enxertia em espécies silvestres e em híbridos inter e intraespecíficos. 2011. 88 f. Dissertação(Mestrado em Agronomia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.

http://hdl.handle.net/10482/9655
Direitos:  Open Access
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional