Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  UnB - FAB
País:  Brazil
Título:  Reação de genótipos de maracujazeiro-azedo aos nematóides de galhas (Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica)
Reaction of passion fruit genotypes to root knot nematodes (Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica)
Autores:  El-Moor, Renata Dario
Peixoto, José Ricardo
Ramos, Maria Lucrécia Gerosa
Mattos, Jean Kleber de Abreu
Data:  2011-01-21
Ano:  2009
Palavras-chave:  Maracujazeiro-azedo
Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deneger
Maracujá - doenças e pragas
Plantas - resistência à doenças e pragas
Nematóides
Meloidogyne spp.
Resumo:  O nematóide das galhas é apontado como uma das causas da baixa produtividade de inúmeras lavouras de maracujá-azedo. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a reação de genótipos de maracujazeiro-azedo aos nematóides das galhas, formado pela mistura de Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica. O ensaio foi conduzido em casa-de-vegetação utilizando o delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições e 6 plantas úteis por unidade experimental, em esquema de parcela subdividida com quatro níveis de inóculo: 0; 25; 50 e 75 ovos/ml de substrato, correspondendo as populações iniciais de 0; 3.000; 6.000 e 9.000 ovos por muda, respectivamente, distribuídos nas parcelas e quatro genótipos: Redondão, Yelow Máster FB-100, F1 (Marília x Roxo Australiano) e MAR 20#41, nas subparcelas, totalizando 16 tratamentos. Mudas produzidas em bandejas de poliestireno, contendo substrato artificial à base de vermiculita mais casca de Pinus spp. foram inoculadas aos 40 dias após a semeadura. Avaliações no crescimento vegetativo das plantas e número de galhas foram realizadas noventa dias após a inoculação. Não foram observadas diferenças significativas no crescimento das plantas em função do nível de inóculo. O uso de 3.000 e 6.000 ovos do nematóide por planta resultou em diferença significativa no número de galhas. O genótipo Redondão foi superior às demais cultivares quanto às variáveis relacionadas ao crescimento vegetativo, exceto quanto à massa da matéria fresca de raiz. O genótipo Redondão apresentou moderada resistência quando inoculado com 3.000 ovos por planta do nematóide e moderada suscetibilidade com 6.000 e 9.000 ovos por planta, enquanto o híbrido F1 (Marília x Roxo Australiano) mostrou moderada suscetibilidade com 3.000 ovos por planta e suscetibilidade com 6.000 e 9.000 ovos por planta. Os demais genótipos mostraram moderada suscetibilidade nas três diferentes concentrações de inóculo de Meloidogyne spp (Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica). _____________________________________________________________________________________ ABSTRACT

The root knot nematode has been the main reasons for low productivity of several passionfruit plantations in Brazil. The aim of this study was to evaluate the reaction of passionfruit genotypes to knot root nematode Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica. The experiment was carried out in greenhouse with four randomized blocks and six plants per experimental unit, with a split plot design and four levels of inoculum (0; 25; 50 e 75 eggs/ml of substrate, corresponding to initial population of 0; 3.000; 6.000 e 9.000 eggs per seedling, respectively), as the main plot four genotypes (Redondão, Yelow Máster FB-100, F1 (Marília x Roxo Australiano) and MAR 20#41), were the sub plots, with a total of sixteen treatments. Seedlings were grown in polystyrene trays, with an artificial substrate of vermiculite plus Pinus spp bark inculated 40 days after planting. Evaluations of plant growth and number of root knot were carried out ninety days after inoculation. There were no significant differences on plant growth in relation to level of inoculum. The use of 3.000 and 6.000 eggs of nematodes/plant led to a significant difference in number of root knot. The genotype Redondão was superior for all parameters related to vegetative growth, with exception of root fresh weight. The genotype Redondão showed moderated resistance, when inoculated with 3000 eggs of nematode per plant, while the hybrid F1 (Marília x Roxo Australiano) showed moderated susceptibility with 3.000 eggs per plant and susceptibility with 6.000 and 9.000 eggs per plant. The other genotypes showed moderated susceptibility at all different inoculum concentration of Meloidogyne spp (Meloidogyne incognita and Meloidogyne javanica).
Tipo:  Article
Idioma:  Português
Identificador:  EL-MOOR, Renata Dario et al. Reação de genótipos de maracujazeiro-azedo aos nematóides de galhas (Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica). Bioscience journal, Uberlândia, v. 25, n. 1, p. 53-59, jan./fev. 2009. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/viewFile/6775/4472>. Acesso em: 20 jan. 2011.

http://hdl.handle.net/10482/6544
Direitos:  Open Access
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional