Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
País:  Brazil
Título:  Avaliação do estresse e do desempenho de suínos na fase de creche, empregando-se técnicas de enriquecimento ambiental
Autores:  Bezerra,B.M.O.
Silva,S.S.C.
Oliveira,A.M.A.
Silva,C.V.O.
Parente,R.A.
Andrade,T.S.
Evangelista,J.N.B.
Pinheiro,D.C.S.N.
Data:  2019-02-01
Ano:  2019
Palavras-chave:  Suínos
Móbiles
Parâmetros oxidantes e antioxidantes
Fisiologia animal
Comportamento animal
Resumo:  RESUMO O enriquecimento ambiental é uma ferramenta importante dentro dos sistemas de produção, a fim de promover o bem-estar e favorecer a saúde dos animais. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do enriquecimento ambiental sobre o estresse de suínos na fase de creche. Foram utilizados 32 leitões, alojados em granja experimental, distribuídos em quatro grupos (n= 8): corda, corrente, garrafa PET e controle negativo. Amostras de sangue foram coletadas no início e no final do experimento para contagem de leucócitos circulantes e determinação de antioxidantes não enzimáticos, óxido nítrico, malondialdeído, e de saliva para avaliação do cortisol. Foi aplicado etograma e fez-a ganho médio de peso diário e a conversão alimentar. Os parâmetros avaliados no primeiro dia do experimento não variaram entre os grupos (P>0,05). No último dia do experimento, os valores de neutrófilos e da relação neutrófilo/linfócito foram mais elevados nos leitões do grupo corrente, assim como os valores de cortisol salivar (P<0,05). O ácido úrico apresentou-se mais elevado nos leitões do grupo corrente e o malondialdeído (MDA) nos do grupo garrafa (P< 0,05). Os enriquecimentos ambientais estimularam comportamentos positivos nos leitões, tendo a corda se destacado como o mais atrativo. Por outro lado, a corrente apresentou efeito negativo sobre a fisiologia dos animais, gerando estresse, assim como a garrafa, que induziu a peroxidação lipídica e um menor ganho de peso nos leitões.
Tipo:  Info:eu-repo/semantics/article
Idioma:  Português
Identificador:  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352019000100281
Editor:  Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Relação:  10.1590/1678-4162-10209
Formato:  text/html
Fonte:  Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia v.71 n.1 2019
Direitos:  info:eu-repo/semantics/openAccess
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional