Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Ciência Rural
País:  Brazil
Título:  Índice de mortalidade durante procedimentos anestésicos: estudo retrospectivo (1996-2006)
Autores:  Corrêa,André Luís
Oleskovicz,Nilson
Moraes,Aury Nunes de
Data:  2009-12-01
Ano:  2009
Palavras-chave:  Causas de óbito
Anestesia
Cães
Gatos
Resumo:  O objetivo deste estudo é reportar a incidência de óbitos anestésico-cirúrgicos durante um período de 11 anos (1996-2006), no qual não eram realizados exames complementares e/ou laboratoriais previamente ao encaminhamento para anestesia. Dessa forma, realizou-se um estudo retrospectivo, avaliando-se as fichas anestésicas utilizadas durante os procedimentos realizados no Hospital de Clínica Veterinária (HCV) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Analisaram-se 7.012 procedimentos anestésicos, sendo 5.500 (78,4%) realizados em cães e 1.512 (21,6%) em gatos, submetidos à anestesia geral. Os óbitos considerados foram os ocorridos durante os períodos trans-anestésico e o pós-operatório imediato, não sendo levada em consideração a classificação da American Society of Anesthesiologists (ASA), a idade dos pacientes, o sexo ou procedimento cirúrgico realizado. Todos os animais foram submetidos aos procedimentos anestésico-cirúrgicos somente com avaliação clínica pré-anestésica, sem exames complementares prévios, e foram monitorados no período trans-anestésico, tomando-se como base a anestesia clínica. Nesse período, observaram-se 63 óbitos decorrentes da anestesia, sendo 49 em cães (77,8%) e 14 em gatos (22,2%). O índice de mortalidade observado em cães foi de 0,89% e, em gatos, de 0,92%. O protocolo anestésico com maior índice de mortalidade em cães foi a associação atropina, xilazina, tiopental e halotano (20,4%), não havendo um protocolo de destaque em relação a esse índice nos gatos. Os fármacos associados com maior taxa de mortalidade foram diazepam, etomidato e isofluorano, tanto para cães, quanto para gatos, quando analisados individualmente.
Tipo:  Info:eu-repo/semantics/article
Idioma:  Português
Identificador:  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000900021
Editor:  Universidade Federal de Santa Maria
Relação:  10.1590/S0103-84782009005000211
Formato:  text/html
Fonte:  Ciência Rural v.39 n.9 2009
Direitos:  info:eu-repo/semantics/openAccess
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional