Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 7
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Morphological cladistic analysis of Pseudobombax Dugand (Malvaceae, Bombacoideae) and allied genera Rev. Bras. Bot.
Carvalho-Sobrinho,Jefferson Guedes de; Queiroz,Luciano Paganucci de.
(Morphological cladistic analysis of Pseudobombax Dugand (Malvaceae, Bombacoideae) and allied genera). Pseudobombax Dugand belongs to the family Malvaceae subfamily Bombacoideae and aggregates 29 species restricted to the Neotropics. A morphological cladistic analysis of Pseudobombax and allied genera was carried out to test the monophyly of the genus and to provide hypotheses on its phylogeny. Parsimony analyses were based on 40 morphological characters and 28 species, 14 belonging to Pseudobombax and 14 to other species of Bombacoideae, Matisieae (Malvoideae) and Ochromeae. Nine most parsimonious trees (144 steps, ci 0.40, ri 0.67) were produced when 10 multistate characters were taken as ordered while only two most parsimonious trees (139 steps, ci...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Biogeography; Evolution; Morphology; Phylogeny; Taxonomy.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000200007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Morfologia dos tricomas das pétalas de espécies de Pseudobombax Dugand (Malvaceae, Bombacoideae) e seu significado taxonômico Acta Botanica
Carvalho-Sobrinho,Jefferson Guedes de; Santos,Francisco de Assis Ribeiro dos; Queiroz,Luciano Paganucci de.
O gênero Pseudobombax Dugand apresenta cerca de 30 espécies, é restrito à região Neotropical e apresenta taxonomia complexa, com muitas de suas espécies mal circunscritas. Parte de seus problemas taxonômicos é conseqüência do fato de que suas espécies perdem as folhas na floração e, portanto, a maioria delas é representada apenas por flores nas coleções de herbário. Neste trabalho, investigou-se a morfologia dos tricomas presentes nas pétalas de oito espécies de Pseudobombax. O estudo utilizou microscopia óptica e eletrônica de varredura a partir de amostras obtidas de material de herbário e flores fixadas em etanol a 70%. Em todas as espécies de Pseudobombax analisadas, foram encontrados dois tipos principais de tricomas: (a) tricomas 2-4-armados,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Morfologia; Tricomas; Pseudobombax; Malvaceae.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062009000400003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alienígenas na sala: o que fazer com espécies exóticas em trabalhos de taxonomia, florística e fitossociologia? Acta Botanica
Moro,Marcelo Freire; Souza,Vinicius Castro; Oliveira-Filho,Ary Teixeira de; Queiroz,Luciano Paganucci de; Fraga,Claudio Nicoletti de; Rodal,Maria Jesus Nogueira; Araújo,Francisca Soares de; Martins,Fernando Roberto.
A presença cada vez mais disseminada de organismos exóticos (muitos dos quais se tornam invasores) nas diferentes regiões do planeta levou ao surgimento de uma linha de pesquisa na ecologia voltada às invasões biológicas. E para permitir a comunicação entre autores também foi desenvolvido um arcabouço terminológico. Mas, apesar disso, a terminologia relativa às bioinvasões tem sido ignorada por boa parte dos botânicos no Brasil. Há uma boa dose de confusão entre botânicos sobre o que seja uma espécie exótica, naturalizada, invasora, daninha e ruderal, levando ao uso inconsistente da terminologia. Além disso, diferentes autores têm adotado posturas praticamente opostas ao lidar com espécies exóticas em suas áreas de estudo, seja na preparação de tratamentos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Conceitos; Espécies exóticas; Invasões biológicas; Floras.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062012000400029
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diversidade arbórea das florestas alto montanas no Sul da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil Acta Botanica
Nascimento,Francisco Haroldo Feitosa do; Giulietti,Ana Maria; Queiroz,Luciano Paganucci de.
A região do extremo Sul da Chapada Diamantina abriga as maiores altitudes do Nordeste brasileiro. Situam-se nessas serras as maiores elevações da região Nordeste, entre elas, o Pico do Barbado (2.033 m.s.n.m.). Dois dos rios mais importantes da Bahia nascem nestas serras: o Rio de Contas e o Rio Paramirim. A região é bem conhecida botanicamente, porém, este foi o primeiro inventário quantitativo realizado enfocando as formações florestais. Comparou-se a composição florística de 12 fragmentos de floresta montana, entre 1.350 e 1.750 m.s.n.m., tendo sido amostrados os indivíduos com PAP> 8 cm. Registrou-se a presença de 116 espécies em 84 gêneros de 48 famílias. As famílias com maior número de espécies foram Myrtaceae (N=20) e Lauraceae (N=10). Os gêneros...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Diversidade arbórea; Floresta alto-montana; Chapada Diamantina; Fitogeografia.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062010000300011
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Uma nova espécie de Passiflora L. (Passifloraceae) para o Brasil Acta Botanica
Nunes,Teonildes Sacramento; Queiroz,Luciano Paganucci de.
Uma nova espécie de Passifloraceae é descrita e ilustrada, Passiflora mucugeana T.S. Nunes & L.P. Queiroz. Esta espécie é conhecida até o momento, na região da Chapada Diamantina, Bahia, em áreas próximas aos municípios de Mucugê, Ibicoara e Barra da Estiva, em áreas de florestas estacionais e campo rupestre (Complexo Espinhaço), chegando a uma altitude de 1.200 metros. Passiflora mucugeana é inserida no subg. Passiflora supersect. Stipulata Feuillet & MacDougal sect. Granadillastrum Triana & Planch., por apresentar caracteres morfológicos que a assemelham a P. imbeana Sacco.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Passiflora mucugeana; Passifloraceae; Bahia; Brasil.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062007000200022
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Papilionoideae (Leguminosae) na Mata Atlântica do Rio Grande do Norte, Brasil Biota Neotropica
São-Mateus,Wallace Messias Barbosa; Cardoso,Domingos; Jardim,Jomar Gomes; Queiroz,Luciano Paganucci de.
This study presents a taxonomic account of the Papilionoideae (Leguminosae) from remnants of Atlantic Forest in the Brazilian state of Rio Grande do Norte. We recorded 68 species and 32 genera within the following tribes: Phaseoleae (11 genera/24 species), Dalbergieae (9/20), Swartzieae (3/3), Millettieae (2/4), Sophoreae (2/2), Abreae (1/1), Crotalarieae (1/3), Desmodieae (1/7), Indigofereae (1/3), and Sesbanieae (1/1). Ten genera and 32 species are newly recorded for the flora of Rio Grande do Norte. The most species-rich genera were Desmodium (7 species), Centrosema (5), Stylosanthes (5), Aeschynomene (4), and Macroptilium (4). Herbaceous and shrubby species have predominated with 60% (41 spp.) of the total species diversity, following by the vines and...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Fabaceae; Floristics; Northeastern Brazil; New records.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032013000400315
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Pollination of Peltogyne chrysopis: an endemic tree of the Atlantic Forest Acta Botanica
Souza,Isys Mascarenhas; Funch,Ligia Silveira; Queiroz,Luciano Paganucci de.
ABSTRACT Peltogyne chrysopis is an arboreal legume endemic to the Atlantic Forest and known only from the state of Bahia, Brazil. Focal observations were made of anthesis, pollen availability, stigma receptivity, nectar production, and the presence of osmophores and UV-reflective pigments for the species. Floral visitors were also observed and classified based on the timing and frequency of their visits and their foraging behavior. The breeding system was inferred from the pollen-ovule ratio and pollen tube growth after pollination treatments. Peltogyne chrysopis was found to be melittophilous, with anthesis occurring from 02h00min to 05h00min, and protogynous and xenogamous, with flower scent emission and pollen release before sunrise. Xenochlora...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anthesis; Compatibility system; Floral rewards; Leguminosae; Melittophily; Pollinator efficiency; Xenochlora nigrofemorata.
Ano: 2018 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062018000300493
Registros recuperados: 7
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional