Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 7
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estoque de duas espécies arbóreas ameaçadas de extinção aos 30 anos após a exploração na Amazônia oriental. Repositório Alice
GOMES, J. M.; CARVALHO, J. O. P. de; RUSCHEL, A. R.; SILVA, J. N. M.; RAMOS, E. M. L. S.; CASTRO, T. C.; THOMPSON, I. S.; FREITAS, L. J. M. de.
O manejo sustentável das espécies ameaçadas de extinção deve ser utilizado como uma estratégia de conservação, portanto é de fundamental importância conhecer seus comportamentos em relação à exploração florestal e à taxa de recuperação do seu estoque dentro do ciclo de corte estabelecido para a floresta. Assim, avaliou-se a abundância, área basal, volume e a distribuição diamétrica de Hymenaea parvifolia Huber e Hymenolobium excelsum Ducke, consideradas ameaçadas de extinção e que tiveram suas madeiras colhidas em duas áreas experimentais da Embrapa Amazônia Oriental, localizadas na Floresta Nacional do Tapajós, sendo uma no Km 67 e outra no Km 114 da BR 163, ambas no município de Belterra, Pará. Foram utilizados dados de inventários realizados a 100% de...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Manejo florestal; Estrutura diamétrica; Volume de árvores; Ciclo de corte; Espécie em Extinção; Exploração Florestal; Hymenaea Parvifolia; Hymenolobium.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1106551
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estoque comercial para o segundo ciclo de corte na Floresta Nacional do Tapajós - área experimental KM 67 - Embrapa. Repositório Alice
MAZZEI, L.; RUSCHEL, A..
O estudo apresenta o estoque comercial para o segundo ciclo de corte do experimento km 67 da Embrapa Amazônia Oriental. Este volume é de 69,7 m³/ha para o grupo de espécies comerciais colhidas em 1979, considerando diâmetro mínimo de corte de 50 cm. A média de produtividade em volume comercial para este grupo de espécies comerciais foi de 1,47 m³/ha/ano no período de 31 anos de monitoramento. Logo após a exploração de 1979, as espécies comerciais iniciaram a recuperação de sua estrutura, na comparação entre o volume após a exploração (1981) e o volume disponível 31 anos depois, houve um acréscimo de 45,5 m³/ha em árvores dessas espécies com diâmetro acima do DMC.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Ciclo de corte; Produtividade; Espécies comerciais; Resiliência.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1009629
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Intensidade e ciclo de corte de uma população de Protium altsonii sandwith (breu vermelho) na região do alto Rio Capim, Paragominas, Pará. Repositório Alice
BRITO, K.; GOMES, F.; CASTRO, E.; FREITAS, L. J. M. de.
bitstream/item/210045/1/Anais-Iufro-Final-01-10-163.pdf
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Protium altsonii sandwith; Breu vermelho; Ciclo de corte.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1114772
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Planejamento do segundo ciclo de Manilkara huberi (Ducke) Standl. no estado do Acre. Repositório Alice
BRAZ, E. M.; MATTOS, P. P. de; CANETTI, A.; THAINES, F.; RUY, C. C.; MARTINS, L. P..
O manejo das florestas naturais tropicais não considera estratégias de melhoria da capacidade de recuperação da floresta. A maçaranduba (Manilkara huberi (Ducke) Standl) é uma espécie de grande valor econômico para o estado do Acre e para a Amazônia como um todo. Entretanto: sua extração, como das demais espécies, não considera a adequação da estrutura remanescente para uma melhor recuperação. Independentemente deste fator, muitas avaliações ou simulações de recuperação das espécies individualmente não atingem 100%, causando discussões e controvérsias sobre a capacidade do manejo florestal ser ferramenta capaz de garantir a sustentabilidade da floresta de produção. Este trabalho visa sugerir estratégias de otimização da estrutura diamétrica no primeiro...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Manilkara huberi; Manejo florestal; Recuperação volumétrica; Sustentabilidade; Ciclo de corte.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1025353
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da distribuição diamétrica das espécies dominates de uma área explorada há 30 anos da Floresta Nacional do Tapajós. Repositório Alice
SILVA, W. da; RUSCHEL, A.; BENTES, D.; SOARES, M..
O manejo florestal é realizado com o intuito de minimizar as alterações na dinâmica e estrutura de uma floresta quando submetida à exploração florestal. As avaliações dos parâmetros fitossociológicos auxiliam para o monitoramento do crescimento da floresta e nas tomadas de decisão para o manejo. Uma área de 65 ha da Flona Tapajós, explorada sob manejo em 1979 vem sendo monitorada a fim de que se tenham subsídios à realização de uma nova colheita. Neste trabalho foi observada a distribuição diamétrica das espécies dominantes para assim conhecer o estoque e o estado real da floresta explorada após 30 anos da primeira colheita. A distribuição diamétrica mostra que as maiorias das espécies avaliadas seguem um padrão de ?J-invertido‟. As 15 espécies...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Distribuição diamétrica; Espécies dominantes; Ciclo de corte.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/899801
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Manejo de produção em florestas naturais da Amazônia: mitos e verdades. Repositório Alice
BRAZ, E. M.; MATTOS, P. P. de.
O manejo de florestas naturais é o único uso da terra que garante a manutenção da floresta. O número de árvores remanescentes atinge 88%. Apesar disto, é uma atividade penalizada na mídia como responsável pela destruição ou deterioração das florestas naturais. Além disso, pesquisas sobre manejo de florestas naturais, principalmente na Amazônia, muitas vezes se apoiam nestes mitos, produzindo pesquisas pontuais desconectadas com a realidade do manejo de floresta de produção. Este trabalho tem por objetivo apresentar, discutir e correlacionar os seguintes tópicos: a) restrições relativas ao aumento do ciclo em floresta de produção; b) questões referentes à estrutura inicial da floresta e c) sua capacidade de recuperação em volume pós-exploração; e d) a...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Manejo de floresta; Ciclo de corte; Estrutura remanescente.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1032729
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Manejo de regeneração natural de espécies florestais. Infoteca-e
CARVALHO, J.O.P. de..
1984
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Floresta; Ecologia; Inventario; Estrutura; Crescimento; Exploracao florestal; Ciclo de corte; Regeneracao natural; Amazonia; Brasil; Forest; Ecology; Inventory; Structure; Growoth; Forest exploitation; Cut cycle.
Ano: 1984 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/382052
Registros recuperados: 7
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional