Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anestesia epidural cranial com lidocaína e morfina para campanhas de castração em cães Ciência Rural
Tamanho,Renato Batista; Oleskovicz,Nilson; Moraes,Aury Nunes de; Flôres,Fabíola Niederauer; Dallabrida,Ademar Luiz; Regalin,Doughlas; Carneiro,Ruiney; Pacheco,Acácio Duarte; Rosa,Ademir Cassiano da.
A castração de machos e fêmeas tem sido preconizada como a principal técnica para redução do grande número de cães errantes. No entanto, vários são os entraves com relação à escolha do melhor protocolo anestésico, em relação à eficácia, segurança e redução de custos. Objetivou-se, com este trabalho, avaliar os efeitos cardiorrespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da utilização de lidocaína em um volume maior, associada à morfina, pela via epidural em cadelas submetidas à ovariosalpingohisterectomia (OSH), com ou sem suplementação de oxigênio. Utilizaram-se 12 cadelas, com peso médio de 11,5±3,7kg e idade de um a quatro anos. Os animais receberam como medicação pré-anestésica (MPA) acepromazina (0,1mg kg-1) e meperidina (5mg kg-1), pela via...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cães; Morfina; Epidural; Campanhas de castração.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782010000100019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Associação de cetamina S(+) e midazolam pelo método convencional de cálculo e pela extrapolação alométrica em bugios-ruivo (Alouatta guariba clamitans): resposta clínica e cardiorrespiratória Ciência Rural
Chagas,Joana Aurora Braun; Oleskovicz,Nilson; Moraes,Aury Nunes de; Flôres,Fabíola Niederauer; Corrêa,André Luís; Souza Júnior,Júlio César; Soares,André Vasconcelos; Costa,Átila.
O objetivo deste estudo foi avaliar o protocolo de contenção química com cetamina S(+) e midazolam em bugios-ruivos, comparando o cálculo de doses pelo método convencional e o método de extrapolação alométrica. Foram utilizados 12 macacos bugios (Alouatta guariba clamitans) hígidos, com peso médio de 4,84±0,97kg, de ambos os sexos. Após jejum alimentar de 12 horas e hídrico de seis horas, realizou-se contenção física manual e aferiram-se os seguintes parâmetros: frequência cardíaca (FC), frequência respiratória (f), tempo de preenchimento capilar (TPC), temperatura retal (TR), pressão arterial sistólica não invasiva (PANI) e valores de hemogasometria arterial. Posteriormente, os animais foram alocados em dois grupos: GC (Grupo Convencional, n=06), os quais...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Alouatta; Midazolam; Cetamina S(+); Extrapolação alométrica.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782010000100018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Azaperone e sua associação com xilazina ou dexmedetomidina em suínos Ciência Rural
Flôres,Fabíola Niederauer; Tavares,Sabrina Geni; Moraes,Aury Nunes de; Oleskovicz,Nilson; Santos,Luiz César Pereira; Minsky,Vanessa; Keshen,Emília.
O estudo objetivou avaliar o efeito sedativo do azaperone e de sua associação com a xilazina ou dexmedetomidina na espécie suína, assim como verificar a possibilidade de o agente butirofenônico contrabalançar os efeitos causados pelos agonistas α2-adrenérgicos nos parâmetros cardiovasculares. Foram estudados 18 suínos hígidos da linhagem Dambread X MS 50, de 50 dias de idade, pesando 17,3kg (±1,7). Todos os animais foram submetidos a anestesia com isofluorano para instrumentação necessária ao protocolo experimental e, 30 minutos após a recuperação anestésicas, os parâmetros basais foram mensurados e os animais alocados aleatoriamente em três grupos de seis animais cada: GA (Azaperone 2mg kg-1 + Cloreto de sódio 0,5ml - IM), GAD (Azaperone 2mg kg-1 +...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Azaperone; Xilazina; Dexmedetomidina; Suínos.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000400022
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Dexmedetomidina epidural em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia sob anestesia total intravenosa com propofol e pré-medicadas com cetamina S(+) e midazolam Ciência Rural
Dorigon,Otávia; Oleskovicz,Nilson; Moraes,Aury Nunes de; Dallabrida,Ademar Luiz; Flôres,Fabíola Niederauer; Soares,André Vasconcelos; Mores,Thiago José.
O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da administração epidural de dexmedetomidina em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia (OSH), sob infusão contínua de propofol. Para tanto, foram utilizadas 12 gatas adultas, hígidas, com peso médio de 3,3±0,4kg, e entre um e quatro anos de idade. Como medicação pré-anestésica, os animais receberam cetamina S(+) (5mg kg-1) e midazolam(0,5mg kg-1), pela via intramuscular, e propofol como agente indutor (4mg kg-1), pela via intravenosa. Em seguida, os animais foram intubados para receber oxigênio a 100% , por meio de sistema sem reinalação de gases, e a infusão contínua de propofol (0,3mg kg-1 min-1) foi iniciada. Os animais foram alocados em dois grupos, nos quais foram administrados dexmedetomidina...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Gatos; Epidural; Dexmedetomidina; Propofol.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000300024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com hidroxietilamido 130/0,4 em felinos domésticos com hipovolemia induzida Ciência Rural
Soares,André Vasconcelos; Oleskovicz,Nilson; Moraes,Aury Nunes de; Flôres,Fabíola Niederauer; Tamanho,Renato Batista; Pacheco,Acácio Duarte; Regalin,Doughlas; Carneiro,Ruiney; Armando,Aline Meireles.
O objetivo deste estudo foi comparar os efeitos da expansão volêmica produzida pelo hidroxietilamido 130/0,4 (HES 130/0,4) ou pelo sangue em gatas com hipovolemia induzida. Foram utilizadas 12 gatas adultas, sem raça definida (SRD), com peso médio de 2,85±0,28kg e hígidas. Os animais foram induzidos à anestesia geral com isofluorano a 5V%, intubados e conectados a um sistema sem reinalação de gases. Após a instrumentação, os animais foram mantidos sob anestesia com isoflurano em 1,3V% e mantidos em ventilação mecânica, ciclada a pressão. Em seguida, foi induzida a hipovolemia por meio da retirada de 30ml kg-1 de sangue da artéria femoral. Após 60 minutos da estabilização do paciente, os tratamentos foram iniciados. No grupo hidroxietilamido (GH, n=06), os...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Felino; Hipovolemia; Hidroxietilamido; Sangue.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000200017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Sulfato de atropina nos parâmetros hemodinâmicos e hemogasométricos de cães anestesiados com clorpromazina, dexmedetomidina e isoflurano Ciência Rural
Flôres,Fabíola Niederauer; Moraes,Aury Nunes de; Oleskovicz,Nilson; Oliveira,Flávia de; Bortoluzzi,Neida; Minsky,Vanessa; Soares,André.
Seis cães, pesando 17,9kg (±3,9), foram anestesiados em duas ocasiões, com intervalo de sete dias, obedecendo estudo cego. A indução e a manutenção anestésica foram realizadas com isoflurano em ventilação mecânica. Depois da instrumentação, a concentração final de isoflurano foi fixada em 1,3V% durante o estudo. Após período de estabilização de 30 minutos, foram mensurados os parâmetros hemodinâmicos e hemogasométricos (M-15); na seqüência, administrou-se atropina (grupo atropina) ou cloreto de sódio 0,9% (grupo salina). Passados 15 minutos, os parâmetros foram avaliados novamente (M0) e aplicou-se clorpromazina e dexmedetomidina (Clor-Dex). As variáveis foram mensuradas por mais 65 minutos depois da Clor-Dex. Empregou-se ANOVA de uma via e teste Student...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Atropina; Dexmedetomidina; Clorpromazina; Cães.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782008000400018
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional