Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 5
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização de frutos e árvores de populações naturais de Hancornia speciosa Gomes do cerrado Rev. Bras. Frutic.
Ganga,Rita Maria Devós; Ferreira,Gislene Auxiliadora; Chaves,Lázaro José; Naves,Ronaldo Veloso; Nascimento,Jorge Luiz do.
O trabalho objetivou caracterizar árvores e frutos de populações naturais de Hancornia speciosa Gomes, bem como avaliar a distribuição da variabilidade fenotípica existente. Populações de mangabeiras foram amostradas no Cerrado, incluindo os Estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Bahia, abrangendo 109 matrizes de 35 populações das variedades botânicas pubescens, gardneri, speciosa e cuyabensis. Os resultados mostraram que, nas condições do Cerrado, as matrizes de H. speciosa apresentam elevados níveis de variação fenotípica quanto a caracteres de frutos, sendo que a maioria dessas variações está entre populações. Há, também, uma grande variação fenotípica dentro das variedades botânicas. H. speciosa var. gardneri e H. speciosa var....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Mangaba; Variabilidade fenotípica; Espécie nativa.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452010000100014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização de quatro grupos de jabuticabeira, nas condições de Jaboticabal-SP Rev. Bras. Frutic.
Jesus,Natanael de; Martins,Antonio Baldo Geraldo; Almeida,Eduardo José de; Leite,José Basílio Vieira; Ganga,Rita Maria Devós; Scaloppi Junior,Erivaldo José; Andrade,Renata Aparecida de; Moreira,Ricardo Franco Cunha.
O presente trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar as características morfológicas e físicas da planta e do fruto de jabuticabeiras, pertencentes à coleção da FCAV-UNESP, Câmpus de Jaboticabal-SP. A coleção conta com 160 plantas, das quais 40, que apresentavam frutificação no momento da seleção, foram agrupadas, preliminarmente, segundo características semelhantes, em quatro grupos denominados JAB 01, JAB 02, JAB 03 e JAB 04. Mediram-se nestes grupos a altura da planta, diâmetro do tronco a 20 cm do solo, diâmetro de copa, comprimento do entrenó e largura da folha. Os frutos, foram avaliados quanto a comprimento, largura, massa fresca da casca, da semente, da polpa e total, bem como o número de sementes por fruto. O delineamento utilizado foi o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Myrciaria cauliflora; Crescimento; Fruto; Caracterização morfológica.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452004000300026
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diversidade genética em maracujazeiro-amarelo utilizando marcadores moleculares fAFLP Rev. Bras. Frutic.
Ganga,Rita Maria Devós; Ruggiero,Carlos; Lemos,Eliana Gertrudes de Macedo; Grili,Gisele Ventura Garcia; Gonçalves,Michele Mantovani; Chagas,Edvan Alves; Wickert,Ester.
Marcadores moleculares fAFLP foram utilizados para estimar a diversidade genética entre 36 acessos de maracujá-amarelo (Passiflora edulis f. flavicarpa Deg.) coletados em 18 estados do Brasil. Os resultados obtidos permitiram concluir que os marcadores fAFLP se mostraram consistentes na avaliação da variabilidade genética, detectando e quantificando a ampla divergência genética entre os 36 acessos analisados, bem como a não-formação de estruturação geográfica. Tais resultados podem auxiliar na definição de estratégias mais eficientes a serem utilizadas em programas de melhoramento de maracujá-amarelo.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Maracujá; Passiflora edulis f. flavicarpa Deg.; Variabilidade genética.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452004000300029
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Propagação de Dovyalis sp. pelo processo de mergulhia aérea Rev. Bras. Frutic.
Almeida,Eduardo José de; Jesus,Natanael de; Ganga,Rita Maria Devós; Benassi,Antonio Carlos; Scaloppi Junior,Erivaldo José; Martins,Antonio Baldo Geraldo.
Com objetivo de avaliar a capacidade de propagação vegetativa de Dovyalis sp. pelo método da alporquia, realizou-se o presente trabalho. Foram utilizados ramos com cerca de 50 centímetros, os quais receberam os tratamentos: 0; 1.000; 3.000; 5.000 e 7.000 mg/kg de ácido indolbutírico (AIB) diluídos em lanolina, em duas épocas do ano: outono e primavera. No outono, considerou-se como subparcelas as localizações dos alporques por toda a planta, analisando-as como alporques da parte superior e inferior da copa e das faces norte e sul da planta. Na primavera, por insuficiência de ramos, apenas foram consideradas as doses com AIB. Nas épocas estudadas, o outono foi a que demonstrou maior percentagem de enraizamento e número de raízes (93,93 e 10,26 %,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Dovyalis; Alporquia; Auxina; Propagação vegetativa.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452004000300033
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Propagação vegetativa de jambeiro vermelho [Syzygium malaccense (L.) Merr. & L.M. Perry] Ciência e Agrotecnologia
Almeida,Eduardo José de; Scaloppi,Eliana Mayra Torrecillas; Jesus,Natanael de; Benassi,Antonio Carlos; Ganga,Rita Maria Devós; Martins,Antonio Baldo Geraldo.
O jambeiro vermelho [Syzygium malaccense (L.) Merr. & L.M. Perry] se apresenta como opção ao fruticultor por apresentar frutos atrativos e bem aceitos pelo consumidor. A dificuldade de cultivo dessa espécie reside no fato de que a planta possui um porte demasiadamente alto e longo período juvenil quando propagada por semente, com isso, é desejável sua multiplicação vegetativa visando a antecipar o período produtivo e diminuir seu porte. Foi estudada a possibilidade de clonagem dessa espécie pelas técnicas de estaquia, alporquia e enxertia. No experimento por estaquia, testaram-se três doses de ácido indolbutírico (AIB) (0, 1.000 3.000 e 5.000 mg L-1) em dois comprimentos de estacas herbáceas (15 e 25 cm). No experimento de alporquia, avaliaram-se...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Enxertia; Alporquia; Estaquia; Auxinas.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542010000700012
Registros recuperados: 5
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional