Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A capacidade de troca de catíons das frações orgânica e mineral em solos Bragantia
Raij,Bernardo van.
Foi estudada a capacidade de troca de cations (C.T.C.), da matéria orgânica e da fração mineral, em 103 amostras de 22 perfis de solos do Estado de São Paulo. A C.T.C. da matéria orgânica variou de 190 a 400 e.mg por 100 g, em amostras superficiais, e de 160 a 490 em subsuperficiais. Verificou-se estreita correlação entre a C.T.C. da matéria orgânica e o pH dos solos. A C.T.C. da fração mineral no horizonte B variou entre 2,7 e 20,0 e.mg. Em média, a contribuição da matéria orgânica à C.T.C. foi de 74% para amostras superficiais. Atingiu a 58% para os horizontes A2 e A3, a 47% para o B1 e a 35% para B2 e B22.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1969 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051969000100008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capacidade de troca de catíons em solos: estudo comparativo de alguns métodos Bragantia
Raij,Bernardo van; Küpper,Alfredo.
É apresentado um estudo comparativo e crítico de alguns métodos de determinação da capacidade de troca de cations em solos. A capacidade de troca de cations foi determinada diretamente, pelo método do acetato de amônio, e indiretamente, somando as bases trocáveis com a acidez extraída dos solos por percolações, respectivamente pelo acetato de cálcio neutro e pelo cloreto de bário tamponado pela trietanolamina a pH 8,2. No método do acetato de cálcio, foram ainda estudadas duas simplificações, utilizando uma técnica de agitação, e outra aplicando um cálculo hiperbólico às duas primeiras percolações. Foram encontradas excelentes correlações entre o método de percolação pelo acetato de cálcio e os demais métodos. Os métodos do acetato de amônio é acetato de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1966 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051966000200005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Correlações entre o pH e o grau de saturação em bases nos solos com horizonte B textural e horizonte B latossólico Bragantia
Raij,Bernardo van; Sacchetto,Maria Thereza Dovichi; Igue,Toshio.
Estudando amostras superficiais e amostras do B2 de perfis com B textural e B latossólico, verificou-se em cada caso a existência de correlação altamente significativa entre o pH e o grau de saturação em bases. A uma mesma saturação em bases, o pH mostrou-se mais elevado para as amostras do horizonte B2 de solos com horizonte B latossólico, mais baixo para o B2 de solos com horizonte B textural e intermediário para as amostras superficiais dos dois grupos de solos.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1968 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051968000100017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Determinação de cálcio e magnésio pelo EDTA em extratos ácidos de solos Bragantia
Raij,Bernardo van.
Foi estudada marcha analítica para determinação de cálcio e magnésio, pelo EDTA, em soluções que continham também ferro, alumínio, manganês e cobre. Para extratos ácidos de solos, é proposta uma marcha analítica com as seguintes etapas: separação de ferro, alumínio e manganês, por precipitação em meio amoniacal, em presença de água oxigenada; titulação do cálcio com solução de EDTA a um pH maior que 12, empregando como indicador a murexida; destruição da murexida por acidificação e aquecimento; complexação do cobre com o dietilditiocarbamato de sódio e determinação do magnésio pela solução de EDTA, a pH 10, com o indicador preto de eriocromo T.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1966 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051966000200004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Determinação de cargas elétricas em solos Bragantia
Raij,Bernardo van.
As cargas elétricas dos solos estudados variaram em função da concentração da solução, do pH e da valência dos íons trocáveis. Optou-se pela determinação das cargas em condições de equilíbrio relativamente a pH e concentração da solução, omitindo-se uma lavagem total do excesso de solução salina. Cargas positivas e negativas variaram com o sal empregado, para amostras do horizonte B2 de um Latossolo Roxo e de uma Terra Roxa Estruturada, aumentando na ordem NaCl<CaCl2<MgS0(4), para determinados valores de concentração e pH.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1973 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051973000100007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Determinação do ponto de carga zero em solos Bragantia
Raij,Bernardo van.
São apresentados os fundamentos e dois métodos de determinação do ponto de carga zero (PCZ) em solos. Por um dos métodos o PCZ foi determinado como sendo o pH do ponto de cruzamento de curvas de titulação dos solos em soluções de NaCl 1; 0.1; 0 01; c 0,001N. Pelo outro método o PCZ foi determinado por extrapolação ou interpolação da carga líquida dos solos, determinada por retenção de íons em soluções de NaCl 0,2N, CaCl2 0,01N e MgSO4 0,01N, ao valor de pH em que a carga líquida era nula.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1973 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051973000100018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo de materiais calcários usados como corretivos do solo no Estado de São Paulo. II - Composição química Bragantia
Raij,Bernardo van; Sacchetto,Maria Thereza Dovichi; Küpper,Alfredo.
Foram feitas determinações de óxido de cálcio (CaO), óxido de magnésio (MgO), sesquióxidos (R203), perda ao fogo (P.F.), resíduo insolúvel (R.I.), umidade (H20), poder de neutralização (P.N.) de 16 calcários sedimentares, 11 calcários metamórficos, 1 calcário magmático e 2 escórias de siderurgia, materias utilzados como corretivos do solo no Estado de São Paulo.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1968 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051968000200019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Formas e níveis de manganês em alguns solos com e sem calagem Bragantia
Küpper,Alfredo; Sacchetto,Maria Thereza Dovichi; Raij,Bernardo van.
Ano: 1968 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051968000100024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Sílica solúvel em solos Bragantia
Raij,Bernardo van; Camargo,Otávio Antônio de.
Determinou-se a silica solúvel nos horizontes superficial e B2 de 44 perfis de solos do Estado de São Paulo. A extração da silica com solução 0,0025M de cloreto de cálcio evitou a dispersão dos solos e forneceu resultados em média apenas 8% menores do que a silica solúvel em água. Os resultados variaram de 2,2 a 92,2 ppm de SiO2. Verificou-se que, para solos com teores semelhantes de argila, os teores de silica solúvel foram maiores para solos com horizonte B textural, quando comparados com solos de horizonte B latossólico. Dentro dos agrupamentos de solos com horizonte B textural e horizonte B latossólico, os teores de silica solúvel foram maiores para os solos mais argilosos. Não foi observada relação entre silica solúvel e o pH dos solos.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1973 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051973000100011
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional