Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 5
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anatomia de espécies anfíbias de Cyperaceae de lagoas do semi-árido, BA, Brasil Acta Botanica
Leite,Kelly Regina Batista; França,Flávio; Scatena,Vera Lúcia.
Foi estudada a anatomia de raízes, rizomas, folhas e escapos de Cyperus odoratus L., Oxycaryum cubense (Poep. & Kunth) Lye e Pycreus macrostachyos (Lam.) Raynal (Cyperaceae-Poales) de lagoas do semi-árido da Bahia visando caracterizar anatomicamente as espécies e levantar estruturas adaptativas à forma de vida anfíbia. As espécies apresentam raízes com epiderme unisseriada, córtex com exoderme e lacunas de ar. Os rizomas apresentam feixes vasculares anfivasais ou colaterais no cilindro vascular. As folhas apresentam epiderme unisseriada, com células de parede periclinal externa mais espessada que a interna, estômatos somente na face abaxial, parênquima clorofiliano alternado com lacunas de ar e feixes vasculares colaterais. Os escapos apresentam...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anatomia ecológica; Cyperaceae; Lagoas temporárias; Poales; Semi-árido.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062009000300019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anatomia dos órgãos vegetativos e do escapo floral de Leiothrix crassifolia (Bong.) Ruhl., Eriocaulaceae, da Serra do Cipó-MG Acta Botanica
Scatena,Vera Lúcia; Rocha,Clélio Lázaro de Melo.
L. crassifolia (Eriocaulaceae) é uma planta perene, que cresce nos solos pedregosos e arenosos dos campos rupestres da Serra do Cipó - MG - Cadeia do Espinhaço. Essa planta está exposta a períodos secos e chuvosos, ventos constantes, alta luminosidade e mudanças bruscas de temperatura, características climáticas peculiares dos campos rupestres. Sua caracterização anatômica tem aplicação taxonômica para o grupo e suas estruturas são adaptadas aos fatores ambientais. A raiz apresenta parênquima cortical formado por dois tipos de células, que formam o aerênquima lisígeno, facilitando sua sobrevivência nos solos alagados durante a estação chuvosa. A endoderme é formada for uma única camada de células de paredes espessas. As estrias de Caspary são detectadas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anatomia; Leiothrix crassifolia; Campo rupestre; Eriocaulaceae.
Ano: 1995 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33061995000200002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Morfoanatomia de rizomas e raízes de Tillandsia L. (Bromeliaceae) dos Campos Gerais, PR, Brasil Acta Botanica
Segecin,Simone; Scatena,Vera Lúcia.
Foi estudada a morfoanatomia dos rizomas e das raízes de Tillandsia crocata (E. Morren) Baker, T. gardneri Lindl., T. geminiflora Brongn., T. mallemontii Glaziou ex Mez., T. linearis Vell., T. lorentziana Griseb., T. recurvata L., T. stricta Soland. ex Sims., T. streptocarpa Baker, T. tenuifolia L. e Tillandsia sp., epífitas dos Campos Gerais, Paraná, Brasil. Os rizomas são horizontais, ou levemente inclinados e apresentam raízes intracorticais. São revestidos por epiderme unisseriada ou súber estratificado. O córtex parenquimático é constituído por células isodiamétricas, apresenta idioblastos de ráfides e grãos de amido. A endoderme é unisseriada, com células de paredes finas. O periciclo é uni ou multisseriado, com células de paredes finas ou...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Tillandsia; Morfologia; Anatomia; Rizomas; Raízes.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062004000200005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Morfologia do desenvolvimento pós-seminal de Syngonanthus elegans e S. niveus (Eriocaulaceae): Eriocaulaceae Acta Botanica
Scatena,Vera Lúcia; Lemos Filho,José Pires de; Lima,Ana Amélia Araújo.
As espécies S. elegans (Bong.) Ruhl. e S. niveus (Kunth.) Ruhl. (Eriocaulaceae) são conhecidas como sempre-vivas e ocorrem nos campos rupestres da Serra do Cipó - MG. Devido a sua utilização como ornamental, ressalta-se a importância dos dados sobre sua germinação e desenvolvimento pós-seminal. As sementes foram colocadas para germinar em câmara de germinação, em condições controladas, e no ambiente de laboratório no claro e no escuro. Para cada tratamento foram utilizadas 4 repetições com 25 sementes em placas de Petri com papel de filtro umedecido. Os resultados mostraram que as sementes de S. elegans e S. niveus são fotoblásticas positivas. As etapas do desenvolvimento pós-seminal são semelhantes para ambas espécies e, na germinação, observa-se a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Germinação; Desenvolvimento pós-seminal; Syngonanthus.
Ano: 1996 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33061996000100008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Morphology and anatomy of the vegetative organs and scapes from Aphorocaulon (Paepalanthus, Eriocaulaceae) BABT
Scatena,Vera Lúcia; Rosa,Michele Marcelino.
The roots, stems, scapes and leaves anatomy of species of Paepalanthus subsect. Aphorocaulon were studied. The plants showed short stems with rosulate leaves and possessed an aerial axis branching, the paraclades. These species had roots with uniseriate epidermis and cortex with isodiametric cells. Short stems and paraclades presented a thickening resulting from the activity of the pericycle named prymary thickening meristem (PTM). They presented a similar anatomical feature. The scapes presented discontinuous endodermis, sinuous pericycle, and the cortex had proeminent ribs (5-6) and the leaves showed epidermis with elongated cells in the longitudinal orientation, cell walls slightly thickened, stomata present only on the abaxial surface, with special...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Morphology; Anatomy; Paepalanthus; Aphorocaulon.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-89132001000100007
Registros recuperados: 5
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional