Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: 

RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 13
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Bioestimulante na germinação de sementes de açaizeiro (Euterpe precatoria Mart.). Repositório Alice
GUILHERME, J. P. M.; BRITO, J. F. de F. de; ANDRADE NETO, R. de C.; LUNZ, A. M. P.; ARAÚJO, C. S. de; SANTOS, R. S. dos.
Embora o consumo do açaí tenha crescido sobremaneira durante os últimos anos, a oferta deste parece evoluir em ritmo inferior, o que tem despertado o interesse de produtores no cultivo do açaizeiro e, consequentemente, intensificado a procura por mudas de qualidade. Contudo, o mecanismo de propagação dessa espécie é por meio de sementes, que apresentam germinação lenta e desuniforme, indicando a existência de algum mecanismo de dormência atuando na germinação destas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o uso de um bioestimulador na germinação de sementes e biomassa de plântulas de Euterpe precatoria Mart.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Cinetina; Citocinina; Giberelina; Germinación de las semillas; Experimentación en invernadero; Sustancias de crecimiento vegetal; Citoquininas; Açaí; Semente; Germinação; Estufa; Regulador de Crescimento; Ácido Indolbutírico; Auxina; Ácido Giberélico; Euterpe precatoria; Seed germination; Greenhouse experimentation; Plant growth substances; Auxins; Indole butyric acid; Gibberellins; Gibberellic acid; Cytokinins.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1099286
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Enraizamento de estacas herbáceas de kiwizeiro tratadas com ácido indolbutírico. Repositório Alice
GUASSO, L. Z.; MARODIN, F. A.; ALTMANN, T.; SILVEIRA, S. V. da; SOUZAM, P. V. D. de.
O gênero Actinidia abrange diversas espécies, dentre as quais Actinidia deliciosa (A. Chev) C. F. Liang & A. R. Ferguson e Actinidia chinensis Planch, conhecidas como kiwi, são as que possuem maior importância econômica. São frutíferas oriundas de regiões montanhosas, no sudeste da China. Devido a sua fácil adaptação, atualmente, a cultura do kiwizeiro está amplamente disseminada em diversos países (CACIOPPO, 1989; HUANG, 2016).
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Enraizamento de estacas herbáceas; Kiwiseiro; Kiwi; Ácido Indolbutírico.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1102363
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Enraizamento de porta-enxertos de videira com o uso do ácido indolbutírico (AIB). Infoteca-e
BORBA, C. S.; KUHN, G. B..
bitstream/item/60788/1/CNPUV-PESQ.AND.-16.pdf
Tipo: Séries anteriores (INFOTECA-E) Palavras-chave: Porta-enxerto; Propagação.; Ácido Indolbutírico; Enraizamento; Estaca; Uva; Viticultura..
Ano: 1988 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/535942
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Enraizamiento de estacas juveniles de Bertholletia excelsa con diferentes concentraciones de ácido indol-butírico. Repositório Alice
CORDEIRO, I. M. C. C.; LAMEIRA, O. A.; OLIVEIRA, F. de A.; WENDLING, I..
El comportamiento recalcitrante y la germinación lenta e irregular son factores limitantes en la producción de plántulas de Bertholletia excelsa mediante el proceso convencional. El objetivo de este estudio fue evaluar el enraizamiento de estacas juveniles de B. excelsa asociadas a la aplicación de ácido indolbutírico (AIB) en propagador de subirrigación. El diseño experimental fue completamente al azar con un arreglo factorial 3?3?2 de tratamientos: tres dosis (0, 1000 y 3000 mg L?1) de AIB como regulador de crecimiento; tres tipos de estacas (apical, media y basal); y dos tiempos de inmersión (1 s y 60 s). Los datos se analizaron con un ANDEVA y las medias de los tratamientos se compararon con la prueba de SNK (p?0.05). A los 180 d se evaluó el número y...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Castanha do Brasil; Estaquillas; Reguladores del crecimiento; Bertholletia excelsa; Castanha do Pará; Espécie nativa; Propagação vegetativa; Estaca; Reprodução vegetal; Ácido Indolbutírico; Vegetative propagation; Growth regulators; Plant cuttings.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1042821
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estaquia de erva-mate. Infoteca-e
GRACA, M. E. C.; COOPER, M. A.; TAVARES, F. R.; CARPANEZZI, A. A..
bitstream/item/215499/1/circ-tec18.pdf
Tipo: Circular Técnica (INFOTECA-E) Palavras-chave: Erva mate; Enraizamento de estacas; Substrato; Estaquia; Propagação; Espécie nativa; Ácido Indolbutírico; Ilex Paraguariensis; Propagação Vegetativa; Rooting.
Ano: 1988 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/291005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influencia do AIB (acido indolbutirico) e do tipo de estacas sobre o enraizamento do porta enxerto de videira IAC 572. Repositório Alice
MELO, N. F. de; RESENDE, G. M. de; ASSIS, J. S. de; COSTA, A. C.; COSTA, C. M.; FREIRE, D..
A utilizacao de estacas arboreas para producao de mudas de videira e uma pratica de propagacao usual. No entanto, ate o momento o aproveitamento de estacas herbaceas (menores que 3 mm de f) nao tem sido empregada. Aliado a esta forma de producao de mudas, objetivou-se verificar o efeito do regulador de crescimento AIB (acido indolbutirico) sobre o enraizamento das estacas herbaceas. O experimento foi conduzido em casa de vegetacao e foram utilizados quatro tratamentos a saber. 1. estacas de 10 cm de comprimento com f maior que 3 mm e na presenta de AIB; 1. estacas de tamanho e diametro igual a anterior e sem reguladores; 3. estacas de 10 cm de comprimento com f menor que 3 mm e com AIB e 4. estacas de proporcoes iguais a anterior e sem regulador. O...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Root stock; Indolbutyric acid; Uva; Ácido Indolbutírico; Enraizamento; Estaca; Porta Enxerto; Grapes; Rooting.
Ano: 1996 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/132533
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Manejo do kiwizeiro: Alternativas para aumento da produtividade. Infoteca-e
MARODIN, F. A.; GUASSO, L. Z.; SILVEIRA, S. V. da; SOUZA, P. V. D. de.
bitstream/item/189693/1/Pagina2Senafrut2018.jpg
Tipo: Artigo de divulgação na mídia (INFOTECA-E) Palavras-chave: Kiwizeiro; Estacas herbáceas; Kiwi; Ácido Indolbutírico.
Ano: 2018 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1102938
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Miniestquia de erva-mate em quatro épocas do ano. Repositório Alice
SÁ, F. P. de; PORTES, D. C.; WENDLING, I.; ZUFELLATO-RIBAS, K. C..
Ilex paraguariensis é uma espécie florestal que apresenta múltiplas potencialidades, sendo utilizada na indústria alimentícia, farmacêutica e cosmética. Contudo, a propagação seminal da espécie é limitada devido à baixa (inferior a 20%) e desuniforme germinação, além do longo período de estratificação das sementes (de quatro a seis meses) necessário para a quebra da dormência embrionária. Diante do potencial uso da miniestaquia como técnica alternativa para superar tais limitações, objetivou-se avaliar o efeito do ácido indolbutírico (IBA) no enraizamento de miniestacas de erva-mate coletadas nas quatro épocas do ano (de julho/2014 a maio/2015). As miniestacas foram confeccionadas com 6 cm (± 1 cm) de comprimento e duas folhas reduzidas à metade e, a...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Erva mate; Regulador vegetal; Plant growth regulator; Indolebutyric acid; Cloning; Ilex Paraguariensis; Espécie Nativa; Clonagem; Propagação Vegetativa; Ácido Indolbutírico.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1101840
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Plantas fitoterápicas: efeito de diferentes concentrações de aib no enraizamento de Arrabidaea chica (humb. & bonpl.) b. verl. (pariri). Repositório Alice
NEVES, R.; LAMEIRA, O. A.; MEDEIROS, A.; OLIVEIRA, M.; LEÃO, F.; OLIVEIRA, M..
O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de diferentes concentrações do regulador de crescimento AIB (ácido indolbutírico) no enraizamento de miniestacas de pariri. O estudo foi desenvolvido na Embrapa Amazônia Oriental, onde foram utilizados como explantes segmento nodais com aproximadamente 2cm de comprimento. O delineamento experimental utilizado no experimento foi inteiramente casualizado com cinco tratamentos, sendo o tratamento T1=0 (testemunha); T2=50; T3=100; T4=150; e T5=200 ppm (ml.L-1) de ácido indolbutírico com 20 repetições. Após 45 dias avaliou-se o percentual de enraizamento, número de raízes e comprimento da maior raiz e comparadas entre as médias dos tratamentos. De acordo com os dados coletados, o tratamento T1(Testemunha),...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Fitoterapia; Planta Medicinal; Micropropagação; Ácido Indolbutírico.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1108491
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Plantas fitoterápicas: uso do ácido indobultírico (aib) no enraizamento de estacas de Piper callosum Ruiz & Pav. E Commiphora myrrha (Nees) Engl. Repositório Alice
NEVES, R.; LAMEIRA, O. A.; OLIVEIRA, M.; LEÃO, F.; OLIVEIRA, M..
Historicamente as plantas fitoterápicas têm grande importância cultural, Piper callosum (elixir de paregórico) e Commiphora myrrha (mirra) estão entre elas. O objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito do ácido indolbutírico (AIB) no enraizamento de estacas lenhosas de Piper callosum e Commiphora myrrha sob diferentes concentrações de AIB. As estacas foram coletadas de plantas existentes na área de Embrapa Amazônia Oriental, foram tratadas com AIB nas doses de 0, 50, 100, 150, 200 mg L-1. A avaliação foi aos 15 e 30 dias, para os seguintes parâmetros: percentual de enraizamento, número de raízes e comprimento da maior raiz. As estacas na primeira avaliação aos 15 dias, não apresentava nenhuma resposta para os parâmetros de interesse. Na segunda avaliação...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Piper callosum; Elixir paregórico; Mirra; Planta Medicinal; Ácido Indolbutírico; Propagação Vegetativa; Commiphora myrrha.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1108494
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Propagação de kiwizeiros por estaquia. Repositório Alice
GUASSO, L. Z..
No Brasil, a propagação do kiwizeiro (Actinidia sp) é realizada através da enxertia, com porta-enxertos provenientes de sementes, que pode resultar na perda das características agronômicas de interesse, além de plantas morfofiosiologicamente desuniformes no pomar. Uma possibilidade, tanto para obtenção da variedade copa, como de porta-enxerto clonal, é a estaquia. O presente estudo tem como objetivos identificar a época do ano mais favorável para realizar a estaquia, o potencial de enraizamento de diferentes genótipos de kiwizeiro, bem como determinar a concentração exógena de AIB mais eficiente neste processo. No primeiro estudo, foram realizadas coletas de material propagativo nos meses de maio, agosto e dezembro de 2016 e março de 2017 da cultivar...
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Época de coleta; Kiwizeiro; Enxertia; Propagação Vegetativa; Actinidia Deliciosa; Ácido Indolbutírico; Kiwi; Porta Enxerto.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1095654
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Propagação vegetativa de espirradeira pela técnica da estaquia. Repositório Alice
ROCHA, S. C. da; QUISEN, R. C.; QUEIROZ, J. A. L. de; ZUFFELLATO-RIBAS, K. C..
Com o objetivo de gerar informações sobre a propagação vegetativa da espirradeira (nerium oleander), um arbusto muito cultivado na arborização urbana, foram conduzidos ensaios de enraizamento com estacas de três variedades de espirradeira (rosa, simples, rosa dupla e branca), sob diferentes concentrações de ácido indolbutírico (AIB)...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Ácido Indolbutírico; Auxina; Enraizamento; Nerium oleander.
Ano: 2004 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/344357
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Resgate vegetativo de Campomanesia xanthocarpa Mart. ex O. Berg por alporquia. Repositório Alice
TELEGISNKI, F.; ZUFFELATO-RIBAS, K. C.; KOEHLER, H. S.; DEGENHARDT-GOLDBACH, J.; TELEGISNKI, E..
A guabiroba (Campomanesia xanthocarpa) é uma espécie arbórea nativa do Brasil e tem sua distribuição de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, ocorrendo também na Argentina (Misiones), Paraguai e Bolívia. Pode ser usada em paisagismo, pomares domésticos ou para repovoar áreas de proteção ambiental. Seu fruto é bastante apreciado para a produção de sucos, geleias, sorvetes, licores, ou mesmo para consumo in natura. No entanto, existem poucas informações sobre a sua propagação vegetativa. Este trabalho teve por objetivo avaliar o emprego da alporquia como técnica de resgate vegetativo de Campomanesia xanthocarpa. Foram utilizadas 10 plantas-matrizes de Campomanesia xanthocarpa, das quais, ramos jovens, com circunferência entre 3 e 5 cm, foram selecionados...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Propagação clonal; Indolebutyric acid; Clonal propagation; Guabiroba; Myrtaceae; Enraizamento; Ácido Indolbutírico; Espécie Nativa; Campomanesia xanthocarpa; Rooting.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1102147
Registros recuperados: 13
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional