Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 22
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Adsorção e lixiviação de boro em Latossolo Vermelho-Amarelo PAB
Rosolem,Ciro Antonio; Bíscaro,Thaís.
O objetivo deste trabalho foi avaliar a adsorção e a lixiviação do boro em Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico, cultivado com soja, em conseqüência das doses de boro e da calagem. Foram analisadas amostras de um solo do Estado do Mato Grosso, cultivado com soja durante três anos, com doses de 0, 1,5, 3, 4,5, 6, 7,5 e 9 Mg ha-1 de calcário, e 0, 1, 3, 5, 7 e 10 kg ha-1 de boro, aplicados no primeiro ano de cultivo. Foram determinadas isotermas de adsorção de boro em função da calagem e do tempo de cultivo, assim como a lixiviação em função da calagem e da adubação boratada. No caso da calagem, mesmo com doses relativamente altas de calcário, a adsorção de boro pelo solo é muito alta apenas no ano de aplicação do corretivo, e diminui significativamente com...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ácido bórico; Adubação; Calagem; Micronutrientes.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2007001000015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação pré-colheita de ácido bórico em maçãs "pink lady®" e suas implicações na pós-colheita dos frutos. Repositório Alice
MAGRIN, F. P.; HAWERROTH, F. J.; MACEDO, C. K. B.; MAUTA, D. de S.; GOULARTE, N. A. de A..
A cultura da maçã (Malus domestica Borkh.) obteve êxito no Brasil. Os estados do Sul destacam-se em sua produção, onde na safra de 2016 produziram 1.032.079 toneladas (IBGE, 2016). As cultivares Gala e Fuji são responsáveis por 90% da produção de maçãs no Sul do Brasil (SILVEIRA et al., 2013). Entretanto, outras cultivares podem ser utilizadas para diversificar o mercado de maçãs, como os frutos da cultivar Pink Lady® , que são muito atrativos e de coloração rosa-avermelhada, uniformes e sobre fundo verde-amarelado (FIORAVANÇO et al., 2011). A coloração da epiderme dos frutos é um atributo bastante valorizado pelos consumidores no momento da compra de maçãs. Alguns produtos podem ser utilizados em pré-colheita para melhorar esse atributo. Entre eles, o...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Maçã Pink Lady; Ácido bórico; Cultura da maçã; Malus Doméstica Borkh; Maca.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1055564
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação simultânea de dessecantes e boro no manejo de plantas daninhas e na nutrição mineral das culturas de soja e girassol Planta Daninha
Brighenti,A.M.; Castro,C.; Menezes,C.C.; Oliveira,F.A.; Fernandes,P.B..
Dois experimentos foram conduzidos com o objetivo de avaliar o controle de plantas daninhas em pré-semeadura da soja (Glycine max) e do girassol (Helianthus annuus), por meio de aplicações de herbicidas dessecantes, isolados ou em combinação com boro, bem como a resposta dessas culturas à aplicação desse micronutriente. Nas parcelas de soja, foram aplicados os tratamentos glyphosate (1,44 kg e.a. ha-1), glyphosate potássico (2,48 kg i.a. ha-1), diuron (0,2 kg i.a. ha-1) + paraquat (0,4 kg i.a. ha-1), e paraquat (0,400 kg i.a. ha-1). Nas parcelas de girassol, foram aplicados os tratamentos glyphosate (0,54 kg e.a. ha-1), glyphosate (0,72 kg e.a. ha-1), glyphosate potássico (1,24 kg i.a. ha-1), paraquat (0,4 kg i.a. ha-1), glyphosate (0,72 kg e.a. ha-1) +...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Glycine max; Helianthus annuus; Controle químico; Herbicidas; Ácido bórico.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582006000400021
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atividade sinérgica do ácido bórico misturado ao inseticida Thiamethoxan contra o bicudo do algodoeiro. Repositório Alice
VASCONCELOS, E. D.; G FILHO, A. L. de A.; TOMÉ, M. P.; SOUSA, M. M. de; ALMEIDA, R. P. de; SILVA, C. A. D. da.
O bicudo do algodoeiro, Anthonomus grandis (Coleoptera: Curculionidae) é controlado basicamente com aplicações de inseticidas químicos sintéticos. Esses inseticidas aumentam os custos de produção da lavoura, reduzindo os lucros do produtor. Portanto, a adição de determinados compostos as formulações inseticidas destinados ao controle do bicudo podem melhorar o desempenho desses produtos no campo e, assim, aumentar os lucros do produtor. Objetivou-se estudar a atividade sinérgica do ácido bórico misturado ao inseticida thiamethoxan contra o bicudo do algodoeiro em condições de laboratório. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso em esquema fatorial 7 x 2, representado pelos tratamentos com (1) água destilada, testemunha; (2) 0,01 g de ácido...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Ácido bórico; Gossypium hirsutum; Anthonomus grandis; Bicudo.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1084789
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de extratores de boro em solo cultivado com alfafa. Repositório Alice
MOREIRA, A.; MORAES, L. A. C.; SOUZA, J. A..
Apesar do limite de deficiência e toxidez do boro (B) ser na maioria das culturas estreita, na alfafa (Medicago sativa) a faixa utilizada para determinar o nível crítico é ampla, variando de 20 a 80 mg de B kg-1, porém, esses valores foram estabelecidos em condições de clima temperado e com cultivares diferentes da utilizada no Brasil. Este projeto tem por objetivo avaliar a eficiência de sete extratores na determinação da disponibilidade do B do solo correlacionando-os com a produtividade e teor foliar. Os experimentos foram realizados em condições de campo, em Latossolo Vermelho Amarelo distrófico, com duas fontes de B (ácido bórico e ulexita), duas saturações por base (60 e 80%) e cinco doses de B (0, 1, 3, 6 e 9 kg ha-1), em blocos ao acaso com quatro...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Ácido bórico; Boro; Alfafa; Medicago sativa; Medicago sativa; Boric acid; Boron.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1044370
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Composição do meio de cultura e condições ambientais para germinação de grãos de pólen de porta-enxertos de pereira Ciência Rural
Chagas,Edvan Alves; Pio,Rafael; Chagas,Pollyana Cardoso; Pasqual,Moacir; Bettiol Neto,José Emílio.
Visando a dar suporte a trabalhos de melhoramento genético para porta-enxertos de pera e ajuste de protocolo de germinação de pólen para fins de polinização intra e interespécies, objetivou-se ajustar os componentes básicos do meio de cultura e as condições ambientais para a realização de testes de germinação in vitro e viabilidade de grãos de pólen dos porta-enxertos para pereiras 'Taiwan Nashi-C' (Pyrus calleryana) e 'Taiwan Mamenashi' (P. betulaefolia). O pólen utilizado foi obtido de anteras provenientes de flores em estádio de balão. Em seguida, com auxílio de um pincel n°2, os grãos de pólen foram espalhados sobre a superfície de placas de Petri, contendo 20ml de meio de cultura de acordo com os seguintes experimentos: 1) concentrações de sacarose...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Sacarose; Agar; Nitrato de cálcio; Ácido bórico; PH; Temperatura.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782010000200002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da adubação com boro e esterco bovino sobre a produtividade da figueira e as propriedades químicas do solo Ciência Rural
Caetano,Luiz Carlos Santos; Carvalho,Almy Junior Cordeiro de.
O objetivo deste trabalho foi verificar o efeito da adubação da cultura da figueira com boro e esterco bovino sobre a produtividade de figos verdes e as propriedades químicas do solo. Os tratamentos foram cinco doses de ácido bórico (0, 20, 40, 60 e 100g planta-1) combinadas com dois níveis de adubação de esterco (sem esterco e 10kg de esterco/planta). O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em esquema de parcelas subdivididas e quatro repetições. A adubação com ácido bórico não afetou a produtividade de figos, enquanto que o esterco bovino aumentou-a. Os teores de fósforo e potássio no solo aumentaram significativamente e o teor de alumínio diminuiu significativamente em função da adubação com esterco bovino. O teor de B no solo, extraído...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ficus carica L.; Adubação orgânica; Ácido bórico; Propriedades químicas do solo.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782006000400017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da aplicação de boro em solo de Tabuleiro Costeiro na produção do maracujazeiro. Repositório Alice
SANTOS, J. de S.; PROFETA, T. de S.; BORGES, A. L..
A cultura do maracujá está em franca expansão tanto para a produção de frutos para consumo in natura como para suco. O Brasil é o primeiro produtor mundial de maracujá, com produção aproximada de 684 mil toneladas em 48.752 hectares. O Estado da Bahia destaca-se como o maior produtor com 275 mil toneladas (40 % da produção nacional), onde o maracujazeiro é cultivado em solos de Tabuleiros Costeiros. Estes solos podem apresentar-se intemperizados, com baixos teores de matéria orgânica, escassez de água, altos teores de ferro e alumínio, levando assim, a deficiência de boro (B) nas plantas de maracujá. O boro desempenha importante papel na migração e metabolismo de carboidratos, facilitando o transporte dos açúcares através das membranas. A deficiência de B...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Maracujá; Latossolo Amarelo distrocoes; Passiflora edulis; Ácido bórico.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/875330
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Enraizamento de estacas de lichia (Litchi chinensis Sonn.) Scientia Agricola
Leonel,S.; Rodrigues,J. D.; Rodrigues,S. D..
Estudou-se os efeitos de auxilias exógenas e ácido bórico, no enraizamento de estacas de lichia (Litchi chinensis Sonn.). As estacas foram uniformizadas, com 25 cm de comprimento e 4 folhas cortadas pela metade. Cerca de 2,5 cm da base das mesmas foi mergulhado nos tratamentos: H2O; Boro 150 µg/ml; IBA 5.000 ppm, IBA 2.000 ppm; IBA 5.000 ppm + Boro 150 µg/ml; IBA 2.000 ppm + Boro 150 µg/ml; NAA 3.000 ppm; NAA 1.500 ppm; NAA 3.000 ppm + Boro 150 µg/ml; NAA 1.500 ppm + Boro 150 µ/g/ml. A estaquia foi realizada no mês de setembro (Hemisfério sul), sendo que as estacas foram colocadas em bandejas de isopor, tendo como substrato vermiculita e mantidas sob nebulização intermitente. Os resultados obtidos permitiram concluir que o IBA 5.000 ppm por 1 minuto foi o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Reguladores vegetais; Ácido bórico; Callus; Lichieira; Estacas; Enraizamento.
Ano: 1995 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161995000200022
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ensaio de reprodução de duas espécies de enquitreídeos utilizando ácido bórico como substância de referência. Repositório Alice
MORAIS, R. S.; ASSIS, O.; NIVA, C. C.; OLIVEIRA, V.; BIANCHI, M. O.; BROWN, G. G..
2016
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Enquitreídeo; Bioindicador; Minhoca; Ácido bórico; Toxidez; Oligochaeta.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1059863
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fontes e doses de boro em porta-enxertos de seringueira. Repositório Alice
MOREIRA, A.; MORAES, V. H. de F.; CASTRO, C de..
Este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito da aplicação de boro sobre o incremento do diâmetro do caule no ponto de enxertia, 5 cm acima do coleto, número e diâmetro de raízes laterais e estado nutricional de porta-enxertos para produção de toco enxertado de raiz nua. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, em esquema fatorial 2x5: duas fontes (ulexita, 10% de B e ácido bórico, 17% de B) e cinco doses de B (0, 2, 4, 8 e 16 kg ha-1) com quatro repetições. Em condições edafoclimáticas locais, curvas de resposta indicam aumentos significativos, no incremento do diâmetro do caule, no ponto de enxertia, nas doses 6,5 e 16 kg ha-1 de B, e no número de raízes laterais, nas doses 13,9 e 16 kg ha-1 de B, com aplicação de ácido bórico e de...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Hevea brasiliensis; Concentração de nutrientes; Diâmetro do caule; Ulexita; Ácido bórico.
Ano: 2006 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/467442
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fontes e doses de boro em porta-enxertos de seringueira. Repositório Alice
MOREIRA, A.; MORAES, V. H. de F.; CASTRO, C. de..
Este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito da aplicação de boro sobre o incremento do diâmetro do caule no ponto de enxertia, 5 cm acima do coleto, número e diâmetro de raízes laterais e estado nutricional de porta-enxertos para produção de toco enxertado de raiz nua.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Hevea brasiliensis; Seringueira; Concentração de nutrientes; Diâmetro do caule; Ulexita; Ácido bórico.
Ano: 2006 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/678970
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fontes e doses de boro em porta-enxertos de seringueira. Repositório Alice
MOREIRA, A.; MORAES, V.H. de F.; CASTRO, C. de.
Este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito da aplicação de boro sobre o incremento do diâmetro do caule no ponto de enxertia, 5 cm acima do coleto, número e diâmetro de raízes laterais e estado nutricional de porta-enxertos para produção de toco enxertado de raiz nua. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, em esquema fatorial 2x5: duas fontes (ulexita, 10% de B e ácido bórico, 17% de B) e cinco doses de B (0, 2, 4, 8 e 16 kg ha-1) com quatro repetições. Em condições edafoclimáticas locais, curvas de resposta indicam aumentos significativos, no incremento do diâmetro do caule, no ponto de enxertia, nas doses 6,5 e 16 kg ha-1 de B, e no número de raízes laterais, nas doses 13,9 e 16 kg ha-1 de B, com aplicação de ácido bórico e de...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Hevea brasiliensis; Concentração de nutrientes; Diâmetro do caule; Ulexita; Ácido bórico; Concentration of nutrients; Stem diameter; Ulexite; Boric acid.
Ano: 2006 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/119186
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fontes e doses de boro em porta-enxertos de seringueira PAB
Moreira,Adônis; Moraes,Vicente Haroldo de Figueiredo; Castro,César de.
Este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito da aplicação de boro sobre o incremento do diâmetro do caule no ponto de enxertia, 5 cm acima do coleto, número e diâmetro de raízes laterais e estado nutricional de porta-enxertos para produção de toco enxertado de raiz nua. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, em esquema fatorial 2x5: duas fontes (ulexita, 10% de B e ácido bórico, 17% de B) e cinco doses de B (0, 2, 4, 8 e 16 kg ha-1) com quatro repetições. Em condições edafoclimáticas locais, curvas de resposta indicam aumentos significativos, no incremento do diâmetro do caule, no ponto de enxertia, nas doses 6,5 e 16 kg ha-1 de B, e no número de raízes laterais, nas doses 13,9 e 16 kg ha-1 de B, com aplicação de ácido bórico e de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Hevea brasiliensis; Concentração de nutrientes; Diâmetro do caule; Ulexita; Ácido bórico.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2006000800012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Germinabilidade polínica do amendoim forrageiro (Arachis pintoi) em diferentes temperaturas e concentrações de ácido bórico e sacarose. Repositório Alice
CAPISTRANO, M. da C.; FLORES, P. S.; SANTOS, V. B. dos; RUFINO, C. P. B.; SOUZA, C. S. de.
A utilização do amendoim forrageiro (Arachis pintoi) na recuperação de pastagens degradadas, em consórcio com gramíneas, é uma alternativa sustentável que, além de contribuir na melhoraria destas, reduz o impacto ambiental e por isso vem despertando grande interesse. Este trabalho teve como objetivo estabelecer protocolo de germinação de pólen in vitro de Arachis pintoi nas condições do Acre. O experimento foi realizado, no período de outubro/2013 a abril/2014 utilizando-se genótipos de Arachis pintoi cv ?Mandobi? pertencentes ao Banco ativo de germoplasma (BAG) da Embrapa - Acre. Para tanto, foram utilizados sais do meio de Niles & Quesenverry (1992), composto de 300 mg.L-1 de Ca (NO3)4.H2O, 200 mg.L-1 de MgSO4.7H2O, 100 mg.L-1 de KNO3 e diferentes...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Melhoramento genético; Germinação in vitro; Ácido bórico; Sacarose; Amendoim forrageiro; Arachis pintoi; Recuperação de pastagens; Pastagem consorciada.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1001673
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Micropropagação de duas espécies frutíferas, em meio de cultura DSD1, modificado com fontes de boro e zinco Ciência e Agrotecnologia
Villa,Fabíola; Pasqual,Moacir; Assis,Franscinely Aparecida de; Assis,Gleice Aparecida de; Zárraga,Danielle Zampiere Arce.
A micropropagação de frutíferas de clima temperado pode gerar plantas livres de vírus e num curto espaço de tempo. Objetivando-se aprimorar técnicas de propagação in vitro de amoreira-preta e videira, foram testadas diferentes concentrações de boro e zinco, adicionados ao meio de cultivo. O meio foi constituído de sais DSD1, acrescido de 30 g L-1 de sacarose e 7 g L-1 de ágar, e o pH ajustado para 6,4 antes da autoclavagem a 121ºC e 1 atm por 20 minutos. Os tratamentos consistiram de segmentos nodais de amoreira-preta cv. Tupy, do porta-enxerto de videira 'Kobber' e de concentrações de ácido bórico (0; 1,0; 2,0 e 4,0 mg L-1) e sulfato de zinco hidratado (0; 1,0; 2,0 e 4,0 mg L-1), em todas as combinações possíveis. Segmentos nodais de plantas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Rubus sp; Vitis sp.; Micropropagação; Ácido bórico; Sulfato de zinco.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542009000200016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Produção e qualidade de frutos de laranjeira 'Pêra' em função de fontes e doses de boro Rev. Bras. Frutic.
Bologna,Isabela Rodrigues; Vitti,Godofredo Cesar.
O presente trabalho objetivou estudar o efeito de fontes e doses de boro aplicadas no solo na produção e qualidade dos frutos de laranjeira 'Pêra'. Os tratamentos constituíram-se de cinco fontes de boro (ulexita-pó, colemanita, ulexita-granulada, termofosfato magnesiano com boro e ácido bórico) e quatro doses (1; 2; 3 e 4 kg ha-1), em delineamento inteiramente casualizado e esquema fatorial 5 x 4, em quatro repetições. A produção da cultura não sofreu influência das fontes e doses de boro, 11 meses após a aplicação dos tratamentos. Nos atributos tecnológicos, não foram observados efeitos significativos nos parâmetros: ratio, teor de sólidos solúveis e ºBrix. Houve redução do rendimento de suco com o aumento da dose de boro aplicada para todas as fontes...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Citrus sinensis; Micronutriente; Ulexita; Colemanita; Ácido bórico; Termofosfato.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452006000200040
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Produção e qualidade de rosas em razão de doses de boro aplicadas no substrato Rev. Bras. Ciênc. Solo
Zanão Júnior,Luiz Antônio; Carvalho-Zanão,Maristela Pereira; Fontes,Renildes Lúcio Ferreira; Grossi,José Antônio Saraiva.
Muitos trabalhos têm demonstrado os efeitos da aplicação do boro (B) em variadas culturas; entretanto, poucos registros demonstram seus efeitos na produção de rosas. Objetivou-se com este experimento avaliar os efeitos de doses de B na produção e qualidade de rosas (Rosa hybrida cv. Shiny Terrazza®) em vaso. Os tratamentos foram cinco doses de B (0, 1, 4, 8 e 16 mg kg-1), aplicadas no substrato, em delineamento de blocos casualizados, com cinco repetições. Foram avaliados: número de flores por planta; número de folhas por haste floral; produção de matéria seca de raízes, folhas e flores; altura da planta; número de dias para o florescimento; comprimento do botão floral; e diâmetro e longevidade floral. Além disso, foram determinados os teores foliares de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Rosa hybrida; Micronutriente; Ácido bórico; Floricultura.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000200017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Produção, fontes e nível crítico de boro para alfafa cultivada em Latossolo Vermelho Amarelo distrófico. Repositório Alice
MOREIRA, A.; FAGERIA, N. K..
Com objetivo de determinar a dose, fontes e o nível crítico de boro que obtivesse a maior produção de matéria seca da alfafa foi realizado um experimento em condições de campo em delineamento em blocos casualisados com duas saturações por base, cinco doses (0, 1, 3, 6 e 9 kg ha-1 de B) e duas fontes [ulexita (9% de B) e ácido bórico (17% de B)], com quatro repetições. Foram realizados seis cortes com intervalos de 30 dias. Os resultados mostraram que o uso da ulexita ocasionou na maior produção de matéria seca da parte aérea (MSPA) da alfafa, sendo a maior produção obtida com aplicação estimada de 6,5 kg ha-1. O teor foliar de B para obtenção da maior produção de MSPA esta na faixa de 35,95 mg kg-1 a 37,35 mg kg-1.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Ulexita; Ácido bórico; Índice de eficiência; Agronômica; Ácido bórico.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/577738
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Produtividade da cultura da pinha (Annona squamosa L.) em função de níveis de adubação nitrogenada e formas de aplicação de boro Rev. Bras. Frutic.
COSTA,SELMA LOPES DA; CARVALHO,ALMY JUNIOR CORDEIRO DE; PESSANHA,PATRÍCIA GOMES DE OLIVEIRA; MONNERAT,PEDRO HENRIQUE; MARINHO,CLÁUDIA SALES.
O objetivo deste trabalho foi estudar a influência da adubação com 4 doses de N (0; 100; 200 e 400 g planta-1), utilizando a uréia, e 3 formas de aplicação do boro (via foliar, via solo e sem B), utilizando o ácido bórico, na produtividade, no número, peso médio, diâmetro e comprimento dos frutos, no crescimento e no diâmetro dos ramos, na percentagem de frutos brocados e rachados. As adubações com boro e nitrogênio aumentaram a produtividade e o número de frutos, não se observando variação no diâmetro e no comprimento dos frutos. Houve variação no peso médio de fruto em função do N. O adubo nitrogenado aumentou o número de flores e de frutos e a porcentagem de frutos. As doses de N e as formas de aplicação de B não influenciaram as porcentagens de frutos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Fruta do conde; Nutrição de planta; Ácido bórico; Uréia.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452002000200052
Registros recuperados: 22
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional