Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 7
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
CONSERVAÇÃO DE SEMENTES DO CAFEEIRO: RESULTADOS DISCORDANTES OU COMPLEMENTARES? Bragantia
GENTIL,DANIEL FELIPE DE OLIVEIRA.
O armazenamento das sementes do cafeeiro (Coffea arabica L.) pode ser feito por até seis meses, pois, a partir desse período, a viabilidade tende a declinar acentuadamente. As pesquisas realizadas, com a finalidade de contribuir para a definição de tecnologias capazes de prolongar o período de conservação, têm apresentado, a princípio, resultados discordantes, principalmente em relação ao grau de umidade das sementes. Visando analisar criticamente os resultados dessas pesquisas, elaborou-se esta revisão que, além de expor alguns aspectos referentes à longevidade e à qualidade inicial das sementes, concentrou a explanação nas condições de armazenamento. Desse modo, evidenciou-se que a relação entre o grau de umidade e a longevidade é, possivelmente, similar...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Viabilidade; Grau de umidade; Longevidade; Qualidade inicial; Condições de armazenamento.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87052001000300001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conservação e vigor de sementes de pau-de-balsa (Ochroma pyramidale) Acta Amazonica
Pinto,Antonio Moçambite; Inoue,Mario Takao; Nogueira,Antonio Carlos.
Ochroma pyramidale, Bombacaceae, conhecida popularmente como pau-de-balsa, é utilizada para construção de jangadas, balsas, salva-vidas, bóias, brinquedos e na fabricação de papel e celulose. O objetivo deste estudo foi definir um método de acondicionamento de sementes de O. pyramidale, visando a conservação da viabilidade e vigor destas para sua utilização e comercialização em épocas de baixa produção. Sementes de O. pyramidale foram embaladas em sacos de papel tipo kraft e sacos de plástico (0,10 mm) e armazenadas em ambiente de laboratório (22ºC e 65% U.R.), câmara úmida (5ºC e 86% U.R.) e câmara seca (15ºC e 40% U.R.). A percentagem de germinação, teor de água e vigor das sementes foram avaliados no início e após períodos de armazenamento. Todos os...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ochroma pyramidale; Germinação; Viabilidade; Embalagem; Umidade; Condições de armazenamento; Temperatura.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672004000200011
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos do ambiente de armazenamento na qualidade de sementes de sorgo-sudão Rev. bras. sementes
Toledo,Mariana Zampar; Cavariani,Cláudio; Nakagawa,João; Alves,Elza.
O trabalho objetivou avaliar efeitos do ambiente de armazenamento na qualidade de sementes de sorgo-sudão (Sorghum sudanense (Piper) Stapf) de diferentes procedências. Cinco lotes de diferentes origens foram armazenados por nove meses, acondicionados em sacos de papel unifoliado, em quatro condições ambientais: ambiente natural de laboratório (sem controle de umidade relativa e temperatura); 30 a 40% de umidade relativa e sem controle de temperatura (simulada através de câmara seca); 10 a 15% de umidade relativa e 5 a 7ºC de temperatura (simulada através de um refrigerador Frost Free); 40 a 50% de umidade relativa e -20ºC de temperatura (simulada através de freezer). As avaliações laboratoriais, realizadas em intervalos trimestrais, foram: teor de água,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Sorghum sudanense; Vigor; Germinação; Condições de armazenamento; Origens.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-31222007000200007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência da maturação fisiológica e do período entre a coleta e o início do armazenamento, sobre a viabilidade da semente de seringueira (Hevea spp.). Repositório Alice
BARRUETO CID, L. P.; PEREIRA, J. da P.; NEVES, M. A..
1986
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Heveicultura; Sementes; Fungos; Maturação fisiológica; Condições de armazenamento.
Ano: 1986 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1045196
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Pré-resfriamento, embalagem e hidratação pós-colheita de salsinha. Repositório Alice
ALVARES, V. de S..
A salsinha, por ser folhosa, possui baixa longevidade após a colheita, dependendo, principalmente, das condições de armazenamento e pela perda de água após a colheita. No Brasil, a salsinha tem sido distribuída em temperatura ambiente, sem qualquer tratamento. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do pré-resfriamento, de pulverizações com água gelada, embalagens rígidas de polietileno tereftalato (PET) e da rehidratação das folhas sobre a conservação pós-colheita de salsinha lisa ?Graúda Portuguesa?, armazenada a 5 e 25 ºC. O pré-resfriamento foi realizado pela completa imersão dos maços por 15 minutos na mistura a 4-5 ºC de gelo moído e água e a rehidratação foi realizada da mesma forma por maiores períodos e diversos tempos após a colheita....
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Salsinha lisa Graúda Portuguesa; Condições de armazenamento; Hidratação pós-colheita; Efeito do pré-resfriamento.
Ano: 2006 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/507874
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Qualidade dos frutos de crambe durante o armazenamento Rev. bras. sementes
Costa,Lílian Moreira; Resende,Osvaldo; Gonçalves,Douglas Nascimento; Sousa,Kelly Aparecida.
Em sementes armazenadas sob condições adequadas, a velocidade do processo de deterioração pode ser diminuída, permitindo a conservação da viabilidade das mesmas por período mais prolongado do que o obtido em condições naturais. Objetivou-se no presente trabalho avaliar a qualidade dos frutos de Crambe abyssinica armazenados em diferentes condições ambientais. Foram utilizados frutos de crambe com teor de agua de 6% b.u. Os testes de condutividade elétrica, absorção de água, porcentagem de germinação e índice de velocidade de germinação (IVG) foram realizados no início do experimento (0 meses) e a cada 2 meses, durante um ano. O armazenamento foi realizado em três condições distintas: condição ambiente (26 ± 3 ºC; 55 ± 12% Umidade Relativa - UR), câmara...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Qualidade pós-colheita; Crambe abyssinica; Condições de armazenamento.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-31222012000200015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Vigor da cultivar BMX Potência RR de soja durante o beneficiamento e períodos de armazenamento AGRIAMBI
Juvino,Adrieli N. K.; Resende,Osvaldo; Costa,Lílian M.; Sales,Juliana de F..
Objetivou-se, com este trabalho, avaliar o vigor das sementes de soja durante as etapas do beneficiamento e ao longo do armazenamento. O experimento foi desenvolvido no Instituto Federal Goiano, Câmpus Rio Verde, e na empresa Sementes Goiás. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado, segundo o esquema fatorial triplo 6 x 2 x 4 (seis etapas do beneficiamento, duas condições de armazenamento e quatro tempos de armazenamento) com três repetições. Foram utilizadas sementes de soja Glycine max (L.) Merrill, cultivar BMX Potência RR. As sementes foram avaliadas ao longo do armazenamento (0, 3, 6 e 9 meses) quanto ao teor de água, teste de tetrazólio e emergência em areia. Os dados foram analisados por meio de análise de variância e regressão...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Danos mecânicos; Condições de armazenamento; Glycine max (L.) Merrill.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-43662014000800010
Registros recuperados: 7
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional