Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da ocorrência de anticorpos Anti-brucella abortus em caprinos da região semiárida do Estado de Pernambuco. Repositório Alice
MARTINS, R. de J.; VESCHI, J. L. A.; RAMOS, E. M.; FREITAS, M. do C.; ATAÍDE, J..
2009
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Caprino; Doença; Brucelose; Diagnóstico sorológico; Antígeno acidificado amponado; Epidemiologia; Brucella abortus; Brucella mellitensis.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/574182
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de dois testes sorológicos comerciais para diagnóstico das infecções pelo FIV e pelo FeLV Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Medeiros,S.O.; Silva,B.J.A.; Carneiro,A.L.; Ferreira Júnior,O.C.; Tanuri,A..
RESUMO FIV e FeLV são retrovírus associados principalmente com neoplasias. Dois testes rápidos são disponibilizados no Brasil para o diagnóstico dessas infecções: um kit de imunocromatografia de fluxo bidirecional (SNAP® Combo IDEXX) e um kit de imunocromatografia de fluxo lateral unidirecional (ALERE/BIONOTE Anigen Rapid). O objetivo deste estudo foi comparar o teste SNAP® com o teste ALERE. Amostras de sangue de 178 gatos foram testadas utilizando-se ambos os kits. A reação em cadeia de polimerase em tempo real (qPCR) foi empregada como método confirmatório para todos os resultados. O teste SNAP® apresentou sensibilidade e especificidade de 100% para FIV; a sensibilidade e a especificidade do teste ALERE foram de 96,15% e 98,68%, respectivamente. A...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Retrovírus felino; FIV; FeLV; Diagnóstico sorológico.
Ano: 2019 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352019000200447
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Citometria de fluxo no diagnóstico da leishmaniose visceral canina Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Carvalho Neta,A.V.; Rocha,R.D.R.; Gontijo,C.M.F.; Reis,A.B.; Martins-Filho,O.A..
Descreve-se a padronização de nova metodologia para detecção de anticorpos antiformas promastigotas fixadas de L. (L.) chagasi, por citometria de fluxo (AAPF-IgG), sua aplicabilidade e desempenho na identificação de casos de leishmaniose visceral canina (LVC). Foram avaliados dois grupos de cães classificados pela reação de imunofluorescência indireta (RIFI), como: não reatores (NR, n=10) e reatores (R, n=50) dos quais foram coletadas amostras de sangue (soro) para realização dos testes laboratoriais. Os resultados relacionados ao estabelecimento, aplicabilidade e desempenho da metodologia AAPF-IgG demonstraram que essa metodologia possibilita a identificação de uma região de reatividade diferencial entre cães NR e R, no soro diluído a 1:2048 e o valor de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Leishmaniose visceral canina; Diagnóstico sorológico; Citometria de fluxo; Leishmania chagasi; Leishmania infantum.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352006000400005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento e padronização de ELISA indireto para diagnóstico de Maedi-visna vírus de ovinos. Repositório Alice
DANTAS, T. V. M..
Resumo: A Maedi-Visna (MV) pode ser diagnosticada por várias formas, como Imunodifusão em gel de agarose (IDGA), Western blot, Ensaio imunoenzimático (ELISA), Radioimunoensaio,Reação em cadeia de polimerase (PCR), O IDGA é o método recomendado pela Organização Internacional de Epizootias (OIE), porém o ELISA é o método de escolha para grande número de amostras, embora seu custo elevado, tenha dificultado a rotina diagnóstica da MV em ovinos. Por isso, pesquisas são realizadas para conseguir padronizar e comercializar um ELISA brasileiro a fim de facilitar seu uso na rotina diagnóstica. O objetivo desta pesquisa foi desenvolver e padronizar um ELISA indireto para diagnóstico da MV. O antígeno foi obtido a partir de sobrenadante de cultivo celular de...
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Maedi visna; Lentivirus; Diagnóstico sorológico; Teste; Brasil; Ceará; Ovino; Doença animal; Anticorpo; Técnica Imunoenzimática; Goats; Animal diseases; ELISA; Visna maedi virus; Lentivirus; Diagnosis; Immunoenzyme techniques.
Ano: 2004 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/533953
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento e padronização de um ELISA indireto para diagnóstico de Maedi Visna em ovinos. Repositório Alice
DANTAS, T. V. M.; ARAÚJO, S. A. C. de; PINHEIRO, R. R.; ARAGÃO, M. A. do C.; SILVA, J. B. A. da; RICARTE, A. R. F.; RIBEIRO, A. L.; TEIXEIRA, M. F. da S..
O objetivo deste trabalho foi desenvolver e padronizar um ELISA indireto para diagnóstico de Maedi Visna (MV). Produziu-se o antígeno em sobrenadantes de cultivo celular de membrana sinovial caprina (MSC) inoculado com o Maedi Visna Vírus (MVV) cepa K1514, que passou por ciclos de congelamento e descongelamento, sendo logo após clarificado por centrifugação a 3.000 g por 40 minutos A suspensão clarificada foi precipitada por PEG 8000, centrifugada a 12.000 g por 60 minutos, o pellet ressuspendido em TNE (Tampão Tris-HCl, NaCl, EDTA) e ultracentrifugado a 42.000 g por 105 minutos em colchão de sacarose, e ressuspendido em PBS contendo phenylmethylsulphonyl fluoride (PMSF). Realizou-se o ELISA em microplacas de 96 poços, incubadas por 1h a 37 ºC,...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Ovino; Doença animal; Maedi visna; Lentivirus; Diagnóstico sorológico; Teste; ELISA; Brasil; Ceará.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/534052
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo sorológico da Maedi-Visna pelo método da Imunodifusão em Gel de Ágar em rebanhos ovinos de Juazeiro, Bahia, Brasil. Repositório Alice
SOUZA, T. S. de; COSTA, J. N.; MARTINEZ, P. M.; PINHEIRO, R. R..
O estado da Bahia possui o segundo maior rebanho de ovinos do país e, dentre as enfermidades que acometem esses animais, a Maedi-Visna inspira cuidados pela considerável elevação do risco de infecção pelo Lentivirus com a introdução de animais de raças exóticas no Brasil. Dessa forma, realizou-se este trabalho com o intuito de verificar a prevalência da Maedi-Visna no município de Juazeiro Bahia, que detém uma das maiores concentrações de ovinos do país. Foram pesquisadas 200 amostras de soro oriundas de 13 propriedades rurais, utilizando-se o teste de Imunodifusão em Gel de Ágar. O sistema de criação predominante na região é o extensivo, com presença de animais nativos, mestiços e sem raça definida, visando a produção de carne e pele principalmente, com...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Pequeno ruminante; Ovino; Lentivirose; LVPR; Maedi visna; Prevalência; Diagnóstico sorológico; Sorologia; Teste de imunodifusão; Ágar; Brasil; Bahia; Juazeiro.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/533511
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ferramentas diagnósticas de lentivirose de pequenos ruminantes: padronização da técnica de ELISA indireto. Repositório Alice
NASCIMENTO, C. B.; PINHEIRO, R. R.; ALVES, F. S. F.; BRITO, R. L. L. de; RODRIGUES, A. de S.; SILVA, R. A. B. e; PAULA, N. R. de O.; BATISTA, M. do C. de S..
Resumo: As Lentiviroses de Pequenos Ruminantes (LVPR) incluem a Maedi-Visna (MV) em ovinos e a Artrite Encefalite Caprina (CAE). Essas enfermidades estão difundidas no mundo e são responsáveis por grandes perdas na produtividade destes animais. Os LVPR são vírus RNA da subfamília Lentivirinae que causam uma infecção persistente, sendo a detecção precoce uma das formas mais eficientes para limitar sua disseminação no rebanho. Visando contribuir com essas questões, este experimento foi realizado na Universidade Federal do Piauí (UFPI) em parceria com a Embrapa Caprinos e Ovinos, com o objetivo de padronizar a técnica de ensaio imunoenzimático indireto e compará-lo com a imunodifusão em gel de agarose no diagnóstico da CAE. Foram utilizadas 696 amostras de...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Lentivirose; LVPR; Artrite-encefalite caprina; CAE; ELISA-i; IDGA; Maedi virus; Diagnóstico sorológico; Caprino; Ovino; Diagnóstico; Anticorpo; Doença animal; Sheep; Goats; Visna maedi virus; Lentivirus; ELISA; Immunodiagnosis.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1000645
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Soroprevalência da leptospirose e da brucelose em caprinos do rebanho da Embrapa Semiárido. Repositório Alice
LANDIM, A. M. de S.; VESCHI, J. L. A.; ZAFALON, L. F.; PINHEIRO, S. R.; VASCONCELOS, S. A..
A brucelose e a leptospirose são enfermidades que acometem animais e humanos e por isso são denominadas de zoonoses, apresentando grande importância para os programas de saúde animal e pública. Diante disso, este trabalho teve como objetivo avaliar a soroprevalência da leptospirose e da brucelose nos caprinos do rebanho do Campo Experimental da Caatinga da Embrapa Semiárido, em Petrolina, PE. Foram avaliadas 134 amostras de soro sanguíneo de caprinos. O teste do Antígeno Acidificado Tamponado (AAT) foi utilizado para detectar anticorpos anti-Brucella abortus e, o teste da Soroaglutinação Microscópica (SAM), para realizar a pesquisa de aglutininas anti-Leptospiras. Nenhuma amostra apresentou reação positiva frente ao teste do AAT. Entretanto, 21, ou seja,...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Brucelose; Zoonoses; Bactérias patogênicas; Diagnóstico sorológico; Leptospirose; Anticorpos; Caprino; Doença; Goats.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/946429
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Validação interlaboratorial do teste de polarização fluorescente para o diagnóstico sorológico da brucelose bovina Ciência Rural
Mathias,Luis Antonio; Corbellini,Luis Gustavo; Maia,Lúcia; Nascimento,Kelly Fagundes; Paulin,Lília Márcia Silva; Samartino,Luis Ernesto; Serqueira,Marco Antonio; Soares Filho,Paulo Martins; Souza,Marcília Maria Alves de.
Esta investigação teve por objetivo validar o teste de polarização fluorescente (TPF) para o diagnóstico sorológico da brucelose bovina, determinando a sensibilidade (SE) e a especificidade relativas (SP) e verificando a reprodutibilidade do teste em quatro laboratórios no Brasil. Foram selecionadas 1.389 amostras de soro sanguíneo, as quais foram inicialmente submetidas aos testes do antígeno acidificado tamponado (AAT) e mercaptoetanol (2-ME). As mesmas amostras foram submetidas à reação de fixação de complemento (RFC) e ao TPF. Para a avaliação do TPF, foi adotada a combinação dos resultados do AAT, da RFC e do 2-ME, utilizados como população de referência (padrão-ouro). Para a determinação do ponto de corte do TPF que proporciona a melhor combinação de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Brucelose bovina; Diagnóstico sorológico; Teste de polarização fluorescente.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782010001000013
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional