Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 220
Primeira ... 123456789 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A cultura do urucu no Norte do Brasil. Infoteca-e
FALESI, I. C.; KATO, O. R..
1992
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Urucu; Cultivo; Muda; Sememte; Armazenagem; Propagação; Produção; Comercialização; Espaçamento; Biologia floral; Estaca; Enraizamento; Poda; Adubação; Bixina; Seleção; Bixa orellana; Amazônia; Brasil; Annato; Cultivation; Floral biology; Seed; Storage; Propagation; Production; Commercialization; Spacing; Culting; Pole; Rooting; Pruning; Fertilizer.
Ano: 1992 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/379411
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ácido indolbutírico em diferentes diâmetros na estaquia de Luehea divaricata Ciência Rural
Pacheco,Jardel Pizzatto; Franco,Elci Terezinha Henz.
Luehea divaricata Mart. é uma árvore de porte médio com madeira resistente e de grande flexibilidade, características que a qualificam como matéria-prima na fabricação de móveis vergados. Devido à relevância desta espécie em indústrias de base florestal, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do ácido indolbutírico e do diâmetro da estaca como subsídio à produção de matrizes adequadas ao uso comercial. Foram utilizadas estacas com 20cm de comprimento, coletadas de matrizes com aproximadamente dez anos de idade. Os tratamentos consistiram na combinação entre estacas com três classes de diâmetro: finas (0,4-0,8cm), médias (0,9-1,4cm), grossas (1,5-2,6cm) e dois níveis de solução de ácido indolbutírico (0; 5000mg L-1). O delineamento experimental foi...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Auxina; Enraizamento; Madeira; Propagação.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782008000600020
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ácido naftaleno acético na rizogênese in vitro de pimenteira-do-reino (Piper nigrum L.). Repositório Alice
SILVA, F. B. B. da; LEMOS, O. F. de; MENDONÇA, D. P.; RAMOS, G. K. de S..
O enraizamento in vitro é uma etapa importante no processo de micropropagação, por permitir a formação de plantas completas para posterior aclimatização às condições ex-vitro. Objetivou-se no trabalho verificar o efeito do ácido naftalenoacético (ANA) no enraizamento in vitro de dois híbridos de pimenteira-do reino, um proveniente do cruzamento entre Bento x Guajarina e o segundo do cruzamento entre Bragantina x Arborium. Foram usados os ápices caulinares e segmentos nodais com gemas laterais como explantes, inoculados em condições assépticas em frascos contendo 40 ml de meio básico de cultura de Murashige e Skoog (MS), sacarose a 3%, vitamina 0,2, phytagel a 0,2% e pH ajustado para 5,8 com dose de 0,05 mg L-1 ANA e o testemunha com ½ MS + 0 ANA para os...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Pimenta-do-reino; Brotos; Enraizamento; Genótipo.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1076403
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ácido naftaleno acético na rizogênese in vitro de pimenteira-do-reino (Piper nigrum L.). Repositório Alice
SILVA, F. B. B. da; LEMOS, O. F. de; MENDONÇA, D. P.; RAMOS, G. K. de S.; RODRIGUES JUNIOR, O. M.; POLTRONIERI, M. C..
O enraizamento in vitro é uma etapa importante no processo de micropropagação, por permitir a formação de plantas completas para posterior aclimatização às condições ex-vitro. Objetivou-se no trabalho verificar o efeito do ácido naftalenoacético (ANA) no enraizamento in vitro de dois híbridos de pimenteira-do reino, um proveniente do cruzamento entre Bento x Guajarina e o segundo do cruzamento entre Bragantina x Arborium. Foram usados os ápices caulinares e segmentos nodais com gemas laterais como explantes, inoculados em condições assépticas em frascos contendo 40 ml de meio básico de cultura de Murashige e Skoog (MS), sacarose a 3%, vitamina 0,2, phytagel a 0,2% e pH ajustado para 5,8 com dose de 0,05 mg L-1 ANA e o testemunha com ½ MS + 0 ANA para os...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Brotos; Enraizamento; Genótipo.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1053855
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Adubação nitrogenada na fertirrigação de minicepas de Ilex paraguariensis St. Hil. Repositório Alice
ROSA, L. S.; GROSSI, F.; WENDLING, I.; BRONDANI, G. E..
2011
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Miniestacas; Produção; Miniestaquia; Enraizamento; Rizognênese; Clonagem.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/889231
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aib e substrato na produção de mudas de mirtilo cv. "Climax" através de microestaquia Ciência Rural
Schuch,Márcia Wulff; De Rossi,Andrea; Damiani,Cláudia Roberta; Soares,Gustavo Campos.
Embora no Sul do Brasil o mirtilo esteja sendo pesquisado e produzido como uma nova alternativa na fruticultura, a maioria das mudas produzidas são obtidas pela propagação vegetativa, através do uso de estacas, e os resultados obtidos são insatisfatórios. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi testar a capacidade de enraizamento de mirtilo "rabbiteye", através da técnica de microestaquia. Microestacas provenientes de plantas aclimatadas de Vaccinium ashey Reade, cv. "Climax", obtidas através de micropropagação, foram testadas. O experimento foi conduzido em casa de vegetação usando dois tipos de microestacas (média e apical), dois substratos (areia e Plantmax®) e três concentrações de AIB (0, 1000 e 2000mg L-1). Aos 60 dias após a instalação do...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vaccinium ashei; "rabbiteye"; Rejuvenescimento; Propagação vegetativa; Enraizamento; AIB.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782007000500036
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alongamento e enraizamento de mudas micropropagadas de bananeira cv. Williams. Infoteca-e
CARVALHO, A. C. P. P. de; PEREIRA, N. de O.; RODRIGUES, A. A. de J.; BERTINI, C. H. C. de M.; BEZERRA, A. M. E.; ARAÚJO, J. D. M..
2014
Tipo: Circular Técnica (INFOTECA-E) Palavras-chave: Banana cv Williams; Mudas propagadas; Enraizamento; Alongamento; Banana cv Williams; Propagated seedlings; Stretching; Rooting.
Ano: 2014 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/993467
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação de IBA para o enraizamento de miniestacas de Eucalyptus benthamii Maiden & Cambage x Eucalyptus dunnii Maiden. Repositório Alice
BRONDANI, G. E.; GROSSI, F.; WENDLING, I.; DUTRA, L. F.; ARAUJO, M. A..
O Eucalyptus apresenta grande importância no setor florestal e muitos avanços na área do melhoramento foram conquistados com o advento da biotecnologia. Contudo, alguns genótipos promissores ainda não possuem protocolos de multiplicação com técnicas de clonagem, como a miniestaquia. Objetivou-se avaliar concentrações de IBA na sobrevivência, enraizamento e vigor vegetativo de miniestacas de E. benthamii x E. dunnii, com a determinação da dose de máxima eficiência técnica. Minicepas dos clones H12, H19 e H20 foram manejadas em minijardim clonal em sistema semi-hidropônico. Para o enraizamento, mergulhou-se a porção basal da miniestaca em soluções hidroalcoólicas, cujas concentrações foram: 0, 2.000, 4.000, 6.000 e 8.000 mg L-1 de IBA. O experimento foi...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Eucalyptus benthamii x Eucalyptus dunnii; AIB; Miniestaquia; Enraizamento.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/881469
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de clones de Lotus uliginosus Schkuhr., em Blocos de policruzamento. Repositório Alice
CARDOSO, G. F.; PAIM, N. R.; MARKUS, R..
Quarenta e dois clones de Lotus uliginosus Schkuhr., foram avaliados em blocos de policruzamento sob diferentes aspectos morfológicos, fisiológicos, quantitativos, qualitativos e fenológicos, no período de março de 1978 a maio de 1979, na Estação Experimental Agronômica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (E.E.A. UFGRS), Guaíba, RS, Brasil. Neste trabalho foram avaliadas as seguintes variáveis: taxa de crescimento médio em diâmetro e em altura das plantas, diâmetro médio de enraizamento das plantas, início médio de florescimento, rendimento médio de sementes, rendimento médio total de matéria seca da rebrota após um período de estiagem, e percentagens de proteína bruta e digestibilidade "in vitro" da matéria seca. A análise da variância mostrou...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Crescimento em diâmetro e altura; Florescimento; Proteína bruta e digestibilidade; Enraizamento.
Ano: 1982 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/107636
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de dois tipos de cortes e dois tipos de substratos na formação de mudas do BRS Guaraçá. Repositório Alice
RODRIGUES, S. C. A.; SANTOS, C. A. F.; MARQUES, M. M. de L..
O objetivo deste estudo foi avaliar duas formas de cortes e dois substratos no percentual de enraizamento de estacas herbáceas do BRS Guaraçá, de forma a ajustar protocolo para a produção de mudas desse porta-enxerto, resistente ao nematoide-das-galhas. Estacas herbáceas foram preparadas com três gemas, com corte de três quartos das folhas, para corte em for-ma de bisel ou reto da base. As estacas foram imersas em solução de AIB, 2.000 ppm, colocadas em substrato comercial ou vermiculita de textura mé-dia e mantidas em câmara de nebulização por 90 dias para a contagem da presença ou ausência de raízes nas estacas. Foram observadas diferenças significativas para substrato (S), corte (C), S*C e nos desdobramentos das interações S*C/substrato para vermiculita...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: BRS Guaraçá; Estaquia; Nematoide-das-galhas; Goiaba; Porta Enxerto; Enraizamento; Enraizamento de Estaca.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1113590
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Bactérias diazotróficas no desenvolvimento de plântulas de cana-de-açúcar pelo método convencional de cultivo in vitro. Repositório Alice
MATOSO, E. S.; MASCARENHA, L. S.; DONINI, L.; REIS, V. M.; SILVA, S. D. dos A. e.
bitstream/item/170205/1/VERONICA-congresso-agroenergia-Bacterias-diazotroficas-no-desenvolvimento-de-plantulas.pdf
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Micropropagação; Meio semi sólido; Enraizamento.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1084100
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Bases preliminares para a indução de raízes em perfilhos de pupunheira (Bactris gasipaes H.B.K.). Infoteca-e
BARRUETO CID, L. P..
Foram realizados estudos preliminares sobre o enraizamento de brotações basais (perfilhos) de plantas de pupunheira. Com base nos ensaios realizados, ficou comprovada a viabilidade do enraizamento de perfilhos da pupunheira (Bactris gasipaes).
Tipo: Outras publicações técnicas (INFOTECA-E) Palavras-chave: Pupunha; Bactris gasipaes; Perfilhação; Enraizamento; Brasil; Amazonas; Bud initiation; Rooting.
Ano: 1986 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/665051
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capacidade de rebrota e de enraizamento de Eucalyptus benthamii. Repositório Alice
GRAÇA, M. E. C.; SHIMIZU, J. Y.; TAVARES, F. R..
A capacidade de rebrota e de enraizamento de estacas de Eucalyptus benthamii Maid e Camb. foram determinadas em um povoamento de sete anos de idade, estabelecido na Embrapa Florestas, em Colombo, PR. O corte das árvores, rente ao solo, foi efetuado em duas épocas do ano, primavera e outono. A partir das brotações oriundas das cepas, foram confeccionadas estacas. As estacas consistiram de segmentos de brotações de cerca de 15 cm de comprimento, contendo, um par de folhas com área foliar reduzida à metade, as quais foram, primeiramente, tratadas com fungicida e, posteriormente, com o ácido indol-3-butírico a 6000 ppm. A capacidade de rebrota foi de 87,3% e a maior capacidade de enraizamento foi na primavera, com 31,2%, comparada com 26,3% no outono.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Rebrota; Enraizamento; Eucalyptus benthamii.
Ano: 1999 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/289690
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capeamento, incisão na base do ramo e uso do ácido indolbutírico na propagação vegetativa do guaranazeiro (Paullinia cupana Var. Sorbilis (Mart.) Ducke). Repositório Alice
LABORDA, L. de P.; ALBERTINO, S. M. F.; SILVA, J. F. da; NASCIMENTO FILHO, F. J. do; MENEZES, D. S. de.
2010
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Paullinia cupana; Enraizamento; Estaquia; Regulador de crescimento.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/877614
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Clonagem de canistel por estaquia Rev. Bras. Frutic.
Chiamolera,Fernando Marcelo; Silva,Adriana de Castro Correia da; Sabião,Rafael Roveri; Cunha,Tatiana Pagan Loeiro da; Martins,Antonio Baldo Geraldo.
O canistel é nativo do sul do México e América Central e seus frutos apresentam elevado teor de carotenoides e vitamina A. Sua propagação é feita via sementes, resultando em considerável variabilidade genética entre os indivíduos, sendo a propagação vegetativa preferível, a fim de fixar características desejáveis. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a propagação vegetativa por estaquia de ramos semi-herbáceos de canistel, em função de quatro genótipos e quatro concentrações de AIB. Foram utilizadas estacas semiherbáceas apicais, mantidas com um par de folhas, sob nebulização intermitente, por 120 dias. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4×4 (genótipos de canistel × concentrações de AIB), com quatro...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pouteria campechiana; AIB; Enraizamento; Produção de mudas.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452014000300016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Clonagem do abacateiro variedade "Duke 7" (Persea americana Mill.) por alporquia Rev. Bras. Frutic.
Oliveira,Inez Vilar de Morais; Cavalcante,Ítalo Herbert Lucena; Franco,Danilo; Martins,Antonio Baldo Geraldo.
Foram conduzidos dois experimentos com a finalidade de determinar a possibilidade de clonagem da variedade de abacateiro "Duke 7", por alporquia e a influência do AIB (ácido indol-3-butírico) no processo. Experimento 1 - Alporque em plantas - O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2L x 4N x 2E, correspondendo à manutenção ou não das plantas à ausência de luz (L), níveis de AIB (N) e tipo de estrutura (E). Nos quatro dias antecedentes à realização da alporquia, 50% das plantas permaneceram na ausência total de luz (L1), e as demais, em condições normais de ripado, 50% de luminosidade (L2). No local anelado, foram aplicadas as concentrações (N) de AIB (ácido indolbutírico): 0; 1.000, 3.000 e 5.000 mg kg-1. O...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Abacate; Auxina; Enraizamento; Anelamento.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452008000300033
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
CLONAGEM DO JAMBEIRO-ROSA (Syzygium malacensis) POR ESTAQUIA DE RAMOS ENFOLHADOS Rev. Bras. Frutic.
MARTINS,ANTONIO BALDO GERALDO; GRACIANO,FABIANA ANDRÉIA; SILVA,ANA VERUSKA CRUZ DA.
O jambeiro-rosa é uma fruteira exótica que representa uma alternativa aos fruticultores, devido às características organolépticas de seus frutos. Em virtude da segregação genética e ausência de sementes em vários clones, procurou-se, neste trabalho, estudar a propagação vegetativa, utilizando-se de estacas com folhas e a influência do tratamento com AIB. O trabalho foi realizado na Área experimental de fruticultura da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias -- UNESP, Câmpus de Jaboticabal, São Paulo, no período de outubro de 1998 a março de 1999, tendo como objetivo avaliar a capacidade de enraizamento de estacas com folhas apicais e subapicais de jambeiro-rosa com a utilização de diferentes concentrações de ácido indolbutírico (AIB). O delineamento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Enraizamento; AIB.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452001000200033
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comparação entre diversos substratos no enraizamento de estacas de crotón (Codiaeum variegatum L.) Scientia Agricola
Tillmann,M.A.A.; Cavariani,C.; Piana,Z.; Minami,K..
Com o objetivo de determinar o melhor substrato para o enraizamento de estacas de crotón (Codiaeum variegatum L.), utilizou-se areia, vermiculita média, areia x vermiculita (75% x 25%); (50% x 50%); (25% x 75%), esponja fenólica e solo. O experimento foi conduzido em câmara de nebulização com delineamento em blocos casualizados com quatro repetições de vinte estacas cada. Determinaram-se as propriedades físicas dos substratos e foram efetuadas as seguintes avaliações: porcentagem de estacas enraizadas, porcentagem de estacas brotadas, número de raízes por estaca, comprimento da maior raiz e peso da matéria seca das raízes. Os resultados permitem concluir que o substrato vermiculita média é o mais indicado para o enraizamento de estacas de crotón, embora os...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cróton; Codiaeum variegatum; Substratos; Estacas; Enraizamento.
Ano: 1994 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161994000100003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comprimento de estaca de camu-camu com ácido indolbutírico para a formação de mudas Rev. Bras. Frutic.
Delgado,Jhon Paul Mathews; Yuyama,Kaoru.
O fruto do camu-camu chama a atenção pelo alto teor de vitamina C (877 a 6.116 mg/100 g de polpa). A propagação normalmente é por semente, que proporciona segregação em diferentes características de interesse comercial, enquanto a propagação vegetativa permite obter plantas de melhor uniformidade. O trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do ácido indolbutírico - AIB (0 e 200 mg L-1), no enraizamento de estacas provenientes de ramos juvenis de camu-camu (5; 10 e 20 cm de comprimento, com 2 a 3 cm de diâmetro). As estacas de 20 cm de comprimento com aplicação de AIB são indicadas para a produção de mudas, cujo índice atinge 50% de mudas formadas (brotos + raiz). A utilização de AIB produziu um efeito positivo no desenvolvimento do número e comprimento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Myrciaria dubia; Enraizamento; Estaquia; AIB; Produção de mudas.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452010000200024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Concentrações de ácido indolbutírico no enraizamento de Cryptomeria japonica. Repositório Alice
KRATZ, D.; WENDLING, I.; BRONDANI, G. E..
Cryptomeria japonica is a conifer of great load that detaches for the fast growth and good lumber potential. In spite of could being propagated by seeds, the vegetative propagation of Cryptomeria japonica is justified for the maintenance of the desirable characteristics of selected plus trees. In function of this and the lack of information about vegetative propagation out of Japan, this work had as objective to verify the effect of indolbutiric acid (IBA) and alcohol on rooting of cuttings of three adult clones of Cryptomeria japonica. The cuttings from three trees with nine years old, after prepared, received phytosanitary treatment for the clear, followed by the treatment with different concentrations of iba (T1 = 0 mg L-1; T2 = water + alcohol (1:1...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Cryptomeria japonica; Enraizamento; Ácido indolbutírico.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/896992
Registros recuperados: 220
Primeira ... 123456789 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional