Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia da polinização e sistema reprodutivo de Psychotria barbiflora DC. (Rubiaceae) Acta Botanica
Teixeira,Luciana Almeida Gomes; Machado,Isabel Cristina.
O estudo foi realizado no período de abril/1999 a setembro/2000, no Parque Estadual Dois Irmãos, Recife (PE) Brasil, um remanescente de floresta Atlântica. Psychotria barbiflora é espécie subarbustiva (0,5-2,0m alt.), com período de floração entre abril e julho e frutificação de junho a setembro. A espécie apresentou heterostilia do tipo distilia, com inflorescências terminais, pendentes, envoltas por brácteas que apresentaram coloração esverdeada durante a floração e tornaram-se arroxeadas na fase de frutificação. As flores abriram por volta das 4h30min e duraram até às 13h. O volume médio de néctar foi ca. 0,8 e 0,6µl e a concentração de açúcares, aproximadamente 22 e 24%, nas flores longistilas e brevistilas, respectivamente. Os morfos florais...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Heterostilia; Polinização; Psychotria; Reprodução; Rubiaceae; Tubos polínicos.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062004000400016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral e heterostilia em Vismia guianensis (Aubl.) Choisy (Clusiaceae) Acta Botanica
Santos,Mary Janice Lima dos; Machado,Isabel Cristina.
Os estudos da biologia floral e reprodutiva e a caracterização da heterostilia em Vismia guianensis realizaram-se na Reserva Ecológica de Dois Irmãos, Recife, PE, entre novembro/1997 e fevereiro/ 1998. V. guianensis é arbustiva, apresenta flores heterostílicas, distílicas, dispostas em panículas terminais. A antese é diurna e as flores têm duração de um dia. O volume de néctar das flores foi ca. 2,0ul e a concentração de açúcares variou entre 46% e 68% nas duas formas florais. A viabilidade polínica foi aproximadamente de 93% nos dois tipos de flores. Com relação ao sistema reprodutivo, os testes de polinização controlada demonstraram que V. guianensis é autoincompatível, só produzindo frutos (55-65%) a partir da polinização interformas. Foram observadas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vistnia; Clusiaceae; Heterostilia; Melitofília; Pólen; Biologia floral.
Ano: 1998 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33061998000400014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral e sistema reprodutivo de Manettia inflata Sprague (Rubiaceae) na região de Goioerê, PR. Repositório Alice
KIILL, L. H. P.; RANGA, N. T..
Neste trabalho abordaram-se aspectos da fenologia, da biologia da polinização e da reprodução de Manettia inflata no Município de Goioerê, PR. . inflata é uma liana perene, hetrostílica com floração contínua e poucas flores por indivíduo. O pico dessa fenofase ocorre no bimestre maio/junho, coincidindo com um dos períodos de maior precipitação. As flores são isoladas e tubulosas, com predomínio da coloração vermelha. Morfologicamente, as flores diferem apenas no posicionamento das anteras e no comprimento do estilete. A antese é diurna, ocorrendo principalmente no início da manhã (7h-8h) e à tarde (13h-14h). O tempo de vida da flor é de três a quatro dias. As flores de M. inflata são visitadas por borboletas, abelhas e beija-flores. Heliconius erato...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Biologia floral; Heterostilia; Manettia inflata; Fenologia; Reprodução.
Ano: 2003 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/129159
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Distilia e homostilia em espécies de Palicourea Aubl. (Rubiaceae) do Cerrado do Brasil Central Rev. Bras. Bot.
Consolaro,Hélder; Toledo,Rafaela Decesare Parmezan; Ferreguti,Rafael Lopez; Hay,John; Oliveira,Paulo Eugênio de.
Distilia é um tipo de sistema reprodutivo que utiliza características morfológicas e fisiológicas como forma de potencializar a xenogamia. Dentre as 25 famílias de Angiospermas que apresentam esse sistema, Rubiaceae é a que tem a maior riqueza. Este estudo teve como objetivo investigar os aspectos relacionados ao sistema distílico de quatro espécies de Palicourea distribuídas no Cerrado do Brasil Central: Palicourea marcgravii A. St.-Hil., P. officinalis Mart., P. coriacea (Cham.) K. Schum. e P. macrobotrys (Ruiz & Pav.) Roem. & Schult. As áreas de coleta no Distrito Federal foram: Parque Nacional de Brasília, Estação Ecológica de Águas Emendadas e Reseva Ecológica do IBGE. As espécies Palicourea marcgravii e P. officinalis apresentaram-se...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Biologia reprodutiva; Heterostilia; Isopletia; Morfologia floral; Polinização.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042009000400007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fenologia, morfologia floral e visitantes de Psychotria brachypoda (Müll. Arg.) Britton (Rubiaceae) em uma área de Floresta Atlântica, Sudeste do Brasil Acta Botanica
Fonseca,Lorena Coutinho Nery; Almeida,Elisângela Medeiros de; Alves,Maria Alice Santos.
No presente estudo foram descritos o padrão fenológico, biologia floral, visitantes florais mais freqüentes e taxa de formação de frutos de Psychotria brachypoda, em uma área de Floresta Atlântica. O padrão de floração foi anual e intermediário, ocorrendo entre agosto e janeiro. A produção de frutos maduros ocorreu de março a julho/2004 e de fevereiro a maio/2005. O comprimento e o diâmetro da corola das flores brevistilas foram maiores que das longistilas. Apesar de não ter havido hercogamia recíproca exata, houve sobreposição entre as alturas dos estigmas das flores longistilas com os estames das brevistilas e vice-versa. O néctar apresentou maior concentração média de açúcares às 06:30 h (33%) e menor às 14:30 h (26%). Flores cujo néctar foi coletado ao...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Psychotria; Heterostilia; Polinizadores; Fenologia; Floresta Atlântica.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062008000100008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Narcissus (Amaryllidaceae), la evolución de los polimorfismos florales y la conservación más allá de las "listas rojas" RChHN
Arroyo,Juan.
Se realiza una revisión del significado del género Narcissus (Amaryllidaceae) para explicar los distintos modelos de evolución de la heterostilia, aportándose datos recientes que confirman el buen ajuste que muestra este género a los pasos propuestos en el modelo de <A HREF="#Lloyd1992a">Lloyd &amp; Webb (1992a</A>, <A HREF="#Lloyd1992b">1992b</A>). En particular, y a falta de una filogenia que establezca fielmente las condiciones ancestrales y derivadas, existen especies de Narcissus que representan casi todos los estadios del modelo: monomorfismo floral con hercogamia de aproximación y compatibilidad genética, dimorfismo estilar, distilia y tristilia. El sistema de incompatibilidad es variable, pero parece que no es del tipo...
Tipo: Journal article Palavras-chave: Cuenca mediterránea; Diversidad; Endemismo; Geófito; Heterostilia; Sistemas de reproducción.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0716-078X2002000100005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Palinotaxonomia das espécies de Cordiaceae (Boraginales) ocorrentes no Estado de São Paulo Rev. Bras. Bot.
Gasparino,Eduardo Custódio; Barros,Maria Amélia Vitorino da Cruz.
É apresentado o estudo polínico das 18 espécies heterostílicas de Cordiaceae, representando dois gêneros, ocorrentes no Estado de São Paulo, visando interpretar a morfologia polínica e fornecer dados para a taxonomia da família. Os grãos de pólen foram acetolisados, medidos, descritos e fotomicrografados em microscopia óptica. Para observar detalhes da ornamentação, grãos de pólen não acetolisados foram analisados em microscopia eletrônica de varredura (MEV). A morfologia polínica revelou dois tipos polínicos: Cordia com grãos de pólen 3-colporados, colpos longos e endoaberturas lalongadas, exina espinhosa a espículo-verrugosa e Varronia com grãos de pólen 3-porados, poros com opérculos, exina reticulada, homorreticulada a heterorreticulada. Na maioria das...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Boraginaceae; Cordiaceae; Grãos de pólen; Heterostilia.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042009000100005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Sabicea cinerea Aubl. (Rubiaceae): distilia e polinização em um fragmento de floresta Atlântica em Pernambuco, Nordeste do Brasil Rev. Bras. Bot.
Teixeira,Luciana A. G.; Machado,Isabel C..
O estudo foi desenvolvido no Parque Estadual de Dois Irmãos, um fragmento de Floresta Atlântica, em Recife - PE, no período de maio/1998 a dezembro/2000. Sabicea cinerea é uma espécie lianescente encontrada na borda da mata, que produz flores por todo ano, com pico de floração na estação seca (setembro a fevereiro). Apresenta flores distílicas, actinomorfas, tubulosas, com pétalas brancas e antese iniciando por volta das 5:00 h, quando o néctar já está disponível; a produção de néctar estende-se até às 16:00 h. O volume médio diário de néctar foi de 8,0 µL e a concentração média de açúcares, de 24%, em ambos os morfos florais. As flores brevistilas possuem a corola e os grãos de pólen maiores em relação às flores longistilas, não havendo, entretanto,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Autoincompatibilidade; Beija-flores; Biologia da polinização; Heterostilia; Sabicea.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042004000100019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Variação floral e biologia reprodutiva de Manettia cordifolia Mart. (Rubiaceae) Rev. Bras. Bot.
Consolaro,Hélder; Silva,Elaine Bento da; Oliveira,Paulo Eugênio de.
Rubiaceae é a maior família que contém espécies distílicas dentre as Angiospermas. A distilia nessas espécies pode apresentar variações de diferentes formas e graus, originando derivações como homostilia, monomorfia e dioicia. Este estudo tem objetivo de descrever a biologia floral, a polinização e o sistema reprodutivo de Manettia cordifolia Mart. O estudo foi realizado na Estação Ecológica do Panga e margens do Rio Uberabinha (Uberlândia, MG) e complementado com observações de material botânico depositado em herbários. Manettia cordifolia é uma liana com flores tipicamente ornitóflias. Seu polinizador principal foi o beija-flor Phaetornis pretrei. A espécie não foi considerada distílica, apesar de estar dentro de gênero considerado distílico. Suas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Auto-incompatibilidade; Distilia; Heterostilia; Monomorfismo; Polinização.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042005000100008
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional