Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: 

RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 18
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Almeidaia aidae Mielke & Casagrande: seus estágios imaturos e notas taxonômicas (Lepidoptera, Saturniidae, Arsenurinae, Almeidaiini) Zoologia
Furtado,Eurides.
Dados sobre os estágios imaturos, distribuição e plantas hospedeiras para um membro desta rara espécie de Saturniidae são apresentados pela primeira vez. Uma fêmea de Almeidaia aidae Mielke & Casagrande, 1981, o quinto exemplar conhecido desta espécie, foi coletado no alto rio Arinos, Diamantino, Mato Grosso, Brasil, e de seus ovos, larvas foram criadas com Pseudobombax longiflorum (Mart. et Zucc.) e Eriotheca gracilipes (K. Schum.) A. Rob. (Bombacaceae), duas espécies de árvores comuns na região dos cerrados do Brasil central. O desenvolvimento larval em 10 dias é extraordinariamente rápido, mas o período pupal pode demorar um ano ou mais. Os holótipos de Almeidaia romualdoi Travassos, 1937 e A. aidae são ilustrados a cores pela primeira vez;...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bombacaceae; Brasil; Cerrado; Plantas hospedeiras; Biologia.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81752004000300028
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biodiversidade de moscas-das-frutas do gênero Anastrepha (Diptera, Tephritidae) no campus da ESALQ-USP, Piracicaba, São Paulo Rev. Bras. entomol.
Uramoto,Keiko; Walder,Julio M. M.; Zucchi,Roberto A..
Este trabalho foi conduzido na área abrangida pelo campus da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo, no município de Piracicaba, Estado de São Paulo. Teve como objetivos, determinar a composição do gênero Anastrepha Schiner e verificar a associação das espécies de plantas hospedeiras, estabelecidas na área, com as espécies de Anastrepha. Foram examinadas 23.277 fêmeas de Anastrepha coletadas por meio de armadilhas McPhail e 18 espécies pertencentes a nove grupos de espécies foram registradas. Um total de 563 amostras de frutos pertencentes a nove famílias e, pelo menos, 23 espécies de plantas foi coletado em 47 estações de capturas. Foram identificadas 10.243 fêmeas e das 18 espécies de Anastrepha capturadas em...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anastrepha; Levantamento com armadilhas; Plantas hospedeiras.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0085-56262004000300018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia de Pachycoris torridus (Hemiptera: Scutelleridae) em diferentes hospedeiros. Repositório Alice
FILHO, R. C. B.; PRASTISSOLI, D.; NAVA, D. E.; MONTE, F. G.; GUIDONI, A. L.; POLANCZYK, R. A..
Tipo: Parte de livro Palavras-chave: Percevejo-do-pinhão-manso; Plantas hospedeiras; Integrado.; Manejo..
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/940493
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caligopsis seleucida (Hewitson) e seus estágios imaturos (Lepidoptera, Nymphalidae, Brassolinae) Zoologia
Furtado,Eurides; Campos-Neto,Fernando Corrêa.
Os estágios imaturos de Caligopsis seleucida (Hewitson, 1877) são descritos de estudos em laboratório realizados em Diamantino (Mato Grosso) e Contagem (Minas Gerais). As larvas criadas no Mato Grosso foram alimentadas com Phyllostachys aurea A. & C. Rivieri e Dendrocalanus giganteus Munro (Poaceae), enquanto as outras larvas tiveram como alimento P. aurea e Bambusa vulgaris Schrad. (Poaceae). O desenvolvimento ontogênico de ovo até adulto (no Mato Grosso) foi de 115 dias quando as larvas tiveram cinco ínstares e de 147 dias quando tiveram um ínstar extra. Imaturos e adultos são ilustrados a cores.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Biologia; Plantas hospedeiras; Poaceae; Distribuição espacial.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81752004000300022
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comportamento de larvas de Diabrotica speciosa (Coleoptera: Chrysomelidae) em resposta ao CO2 e a plântulas de espécies cultivadas Ciência Rural
Pereira,Tânia; Ventura,Maurício Ursi; Marques,Francisco Assis.
As respostas de larvas de Diabrotica speciosa (Germar) (Coleoptera: Chrysomelidae) ao CO2 e o comportamento destas larvas quando expostas a plantas hospedeiras e não hospedeiras foram estudadas em laboratório. Larvas de primeiro ínstar de D. speciosa foram utilizadas. Num primeiro bioensaio, as larvas preferiram o tratamento com CO2, que foi gerado a partir da reação de bicarbonato de potássio com ácido acético em oposição a água destilada. Quando se observou o comportamento das larvas em relação a plantas hospedeiras, verificou-se que ocorreu um número significativamente maior de "mudanças de direção" em milho e milho pipoca do que em feijão, soja, trigo e sorgo. Este parâmetro foi inferior no sorgo em relação a todos os outros tratamentos. Valores...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Plantas hospedeiras; Semioquímicos; Atraentes; Cairomônios.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782005000500001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento de Pasteuria penetrans em Meloidogyne spp. parasitando diferentes espécies vegetais Trop. Plant Pathol.
Rodrigues,Adriana K.; Freitas,Leandro G.; Azevedo,Aristéa A.; Ferraz,Silamar.
A bactéria Pasteuria penetrans é um parasita obrigatório do nematóide das galhas (Meloidogyne spp.) e produz esporos que persistem por anos no solo. A sua produção por cultivo in vitro ainda é inviável e a produção de inoculo requer o seu cultivo in vivo em nematóides parasitando plantas em vasos. Neste trabalho, buscou-se, por meio do estudo histológico de raízes, averiguar diferenças no desenvolvimento de P. penetrans em Meloidogyne spp. parasitando raízes de tomateiro (Lycopersicon esculentum), maxixe (Cucumis anguria) e camapu (Physalis angulata), e possíveis razões para estas diferenças, como forma e tamanho de células gigantes e das fêmeas do nematóide. O maxixe foi o pior dentre os hospedeiros em teste para a produção de inóculo e apresentou células...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Meloidogyne javanica; M. incognita; Controle biológico; Bactéria; Plantas hospedeiras.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-41582003000300007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diversidade de membracídeos (Hemiptera, Membracidae) e sobreposição de recursos tróficos em área do semi-árido Iheringia, Sér. Zool.
Creão-Duarte,Antonio J.; Anjos,Ulisses U.; Santos,Wellington E..
Foram examinados 1.069 indivíduos de 13 espécies de membracídeos coletados em suas plantas hospedeiras, entre agosto de 2004 e setembro de 2005, em uma região do semi-árido da Paraíba, Nordeste do Brasil. Enchenopa concolor (Fairmaire, 1846) (31,6%) e E. euniceae Creão-Duarte & Rothéa, 2006 (24,8%) foram as espécies mais abundantes. Cinco famílias de plantas hospedeiras abrigaram esses insetos. Entre essas famílias, Fabaceae apresentou maior riqueza (12) e abundância (70,3%) de membracídeos. Darnis olivacea Fabricius, 1803, Hygris beckeri Sakakibara, 1998 e Sundarion flavum (Fairmaire, 1846) apresentaram os maiores valores de amplitude de nicho. Entre as espécies mais abundantes, E. minuta Creão-Duarte & Rothéa, 2006 e Micrutalis binaria...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Caatinga; Plantas hospedeiras; Sobreposição de nicho.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0073-47212012000400012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Galhas de insetos em restingas da região sudeste do Brasil com novos registros Biota Neotropica
Maia,Valéria Cid.
As restingas da região sudeste do Brasil apresentam 476 morfotipos de galhas de insetos distribuídos em 60 famílias, 131 gêneros e 229 espécies de plantas. As Myrtaceae, Asteraceae e Fabaceae destacam-se por apresentar maior riqueza de galhas e maior número de espécies galhadas. Os gêneros super-hospedeiros são Eugenia (Myrtaceae), Mikania (Asteraceae) e Myrcia (Myrtaceae). As espécies super-hospedeiras são: Guapira opposita (Nyctaginaceae), Mikania cf. biformis (Asteraceae) e seis espécies de Myrtaceae: Eugenia adstringens, Eugenia multiflora, Eugenia copacabanensis, Myrcia fallax, Myrciaria floribunda e Psidium cattleyanum. As galhas ocorrem em todos os órgãos vegetativos e reprodutivos, predominando nas folhas. Os indutores pertencem às ordens Diptera,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Diversidade; Galhas de inseto; Plantas hospedeiras.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032013000100021
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Insetos galhadores associados a duas espécies de plantas invasoras de áreas urbanas e peri-urbanas Rev. Bras. entomol.
Julião,Genimar R.; Fernandes,G. Wilson; Negreiros,Daniel; Bedê,Lúcio; Araújo,Raquel C..
Os insetos têm sido considerados importantes indicadores de mudanças ambientais e da qualidade de habitats. Apesar de seu hábito séssil, fácil visualização, abundância, e especificidade de hospedeiro, insetos indutores de galhas não têm sido utilizados em estudos desta natureza. Neste estudo foi investigado o uso potencial de insetos galhadores associados a duas espécies de plantas hospedeiras ruderais (Baccharis dracunculifolia e Vernonia polyanthes: Asteraceae) como bioindicadores da qualidade de habitats. Procurou-se responder às seguintes questões: (i) A diversidade de insetos galhadores é afetada pelo tipo de uso e ocupação da paisagem (solo)?; (ii) A resposta das comunidades de insetos galhadores difere entre as duas espécies de plantas hospedeiras?;...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bioindicadores; Biótopos; Gradiente rural-urbano; Plantas hospedeiras.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0085-56262005000100010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
O estágio de ovo dos Heliconiini (Lepidoptera, Nymphalidae) do Rio Grande do Sul, Brasil Iheringia, Sér. Zool.
Dell'Erba,Rafael; Kaminski,Lucas A.; Moreira,Gilson R. P..
Utilizando-se da microscopia de luz e de varredura, são descritos e ilustrados os ovos dos seguintes Heliconiini (Lepidoptera, Nymphalidae) do Rio Grande do Sul (Brasil): Agraulis vanillae maculosa (Stichel, 1907), Dione juno juno (Cramer, 1779), Dione moneta moneta Hübner, 1825, Dryadula phaetusa (Linnaeus, 1758), Dryas iulia alcionea (Cramer, 1779), Philaethria wernickei (Röber, 1906), Eueides isabella dianasa (Hübner, 1806), Eueides aliphera aliphera (Godart, 1819), Heliconius ethilla narcaea Godart, 1819, Heliconius besckei Ménétriés, 1857 e Heliconius erato phyllis (Fabricius, 1775). Com base em diferenças morfológicas genéricas e ultraestruturais, associadas aos padrões de uso das plantas hospedeiras, elaborou-se uma chave dicotômica para a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Heliconíneos; Imaturos; Plantas hospedeiras; Ultraestrutura coriônica.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0073-47212005000100006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ocorrência de Brevipalpus phoenicis (Geijskes) (Acari, Tenuipalpidae), Tetranychus urticae (Koch) (Acari, Tetranychidae) e Polyphagotarsonemus latus (Banks) (Acari, Tarsonemidae) sobre folhas de Ipomoea cairica (Linnaeus) Sweet (Solanales, Convolvulaceae) Zoologia
Maia,Ozana M. de A.; Buzzi,Zundir J..
A ocorrência de três espécies acarinas fitófagas é relatada pela primeira vez sobre folhas de Ipomoea cairica. As espécies Brevipalpus phoenicis (Geijskes), Tetranychus urticae (Koch) e Polyphagotarsonemus latus (Banks), foram coletadas sobre folhas de I. cairica nas imediações da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil, em 20 de janeiro de 2005.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/other Palavras-chave: Ácaros; Plantas hospedeiras.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81752006000300038
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ocorrência e caracterização de galhas entomógenas em uma área de floresta estacional semidecídua em Goiânia, Goiás, Brasil Acta Botanica
Santos,Benedito Baptista dos; Ferreira,Heleno Dias; Araújo,Walter Santos de.
Em uma área de floresta estacional semidecídua do Campus Samambaia da Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás foram coletados 34 tipos de galhas entomógenas, durante o período de 2005-2007. As galhas ocorreram em 20 espécies de plantas de 12 famílias, sendo Leguminosae (9), Styracaceae (6) e Ulmaceae (4) as que apresentaram o maior número de morfotipos de galhas. Galhas foliares e caulinares foram as mais comuns. Em relação à morfologia foram coletadas galhas globóides, discóides, elipsóides, cilíndricas e coniformes. A coloração variou entre o verde, amarela, marrom e vermelha. As galhas estavam agrupadas ou isoladas e eram glabras ou pilosas. Os Cecidomyiidae (Diptera) foram os principais cecidógenos e os parasitóides encontrados pertenciam às...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cecidomyiidae; Cerrado; Insetos galhadores; Leguminosae; Plantas hospedeiras.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062010000100026
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Percevejos fitófagos associados à cultura do trigo no Brasil. Infoteca-e
PANIZZI, A. R.; MARSARO JUNIOR, A. L.; LUCINI, T.; GRAZIA, J.; PEREIRA, P. R. V. da S..
Nessa Série Documentos da Embrapa foi feita uma revisão sobre as espécies de percevejos associados à cultura do trigo no mundo e no Brasil. Inclui-se uma chave dicotômica para identificação dos gêneros dos percevejos pentatomídeos associados ao trigo no Brasil. Oito espécies de percevejos da família Pentatomidae e uma espécie da família Miridae são ilustrados e discutidos em detalhe sobre sua associação com o trigo e outras espécies de gramíneas, cultivadas e não-cultivadas no Brasil. São descritos e ilustrados os danos dos percevejos nas diferentes fases de desenvolvimento (fases vegetativa e reprodutiva) da planta de trigo. Também é apresentada e discutida a influência dos sistemas de cultivos em sequência na incidência dos percevejos na cultura. Por...
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Danos; Plantas hospedeiras; Gramíneas; Percevejo; Miridae; Trigo; Pentatomidae; Poaceae.
Ano: 2021 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1131104
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Preferência alimentar e biologia de Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) em arroz e capim-arroz Anais da SEB
Botton,Marcos; Carbonari,Jairo J.; Garcia,Mauro S.; Martins,José F. S..
Lagartas de Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) foram criadas em laboratório, alimentadas com folhas de arroz (Oryza sativa) e capim-arroz (Echinocloa sp.) a 25±2 ºC; 70±10% RH e fotofase de 14 h. Maiores diferenças foram observadas quanto à duração da fase larval (22,0 dias em arroz e 18,6 dias em capim-arroz), viabilidade de lagartas (78% em arroz e 83,0% em capim-arroz) e pupas (71,4% em arroz e 87,8% em capim-arroz) bem como na fecundidade (773 e 1017 ovos/fêmea provenientes de lagartas alimentadas em arroz e capim-arroz, respectivamente). Insetos criados em capim-arroz desenvolveram-se mais rapidamente, apresentando maior viabilidade e fecundidade. O capim-arroz foi preferido pelas lagartas de S. frugiperda.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Insecta; Lagarta-da-folha; Plantas hospedeiras; Planta daninha.
Ano: 1998 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0301-80591998000200006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Riqueza de galhas de insetos em áreas de Caatinga com diferentes graus de antropização do estado da Bahia, Brasil Iheringia, Sér. Zool.
Brito,Gilda P.; Costa,Elaine C.; Carvalho-Fernandes,Sheila P.; Santos-Silva,Juliana.
RESUMO O conhecimento sobre galhas de insetos da Caatinga ainda é fragmentado, com grande parte do esforço científico concentrado em alguns poucos pontos nos estados de Pernambuco e Bahia. Este estudo teve como objetivo verificar a ocorrência de galhas entomógenas e realizar sua caracterização morfológica em áreas de Caatinga de Ibiassucê, Estado da Bahia, com diferentes intensidades de ação antrópica. Foram selecionadas três áreas com base nos seus diferentes graus de antropização. Em cada área amostrada foram estabelecidas quatro parcelas aleatórias de 10 m2 cada, com 10 m de distância entre si, perfazendo um total de 12 parcelas nos ambientes. Foram registrados 20 morfotipos de galhas distribuídos em nove espécies vegetais pertencentes a oito famílias....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bioindicadores; Insetos galhadores; Plantas hospedeiras; Semiárido.
Ano: 2018 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0073-47212018000100203
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Suscetibilidade de cercas-vivas, quebra-ventos e plantas invasoras ao vírus da leprose e sua transmissão para laranjeiras por Brevipalpus phoenicis (Geijskes) (Acari: Tenuipalpidae) Rev. Bras. Frutic.
Maia,Ozana Maria de Andrade; Oliveira,Carlos Amadeu Leite de.
Objetivou-se avaliar a potencialidade de algumas plantas freqüentes em pomares cítricos de hospedar o vírus da leprose, transmitido por Brevipalpus phoenicis (Geijskes). Foram utilizadas as seguintes plantas: Hibiscus sp. L., Malvaviscus mollis DC., Grevillea robusta A. Cunn., Mimosa caesalpiniaefolia Benth., Bixa orellana L., Commelina benghalensis L., Bidens pilosa L., Sida cordifolia L. e Ageratum conyzoides L.. Duas criações-estoque do ácaro foram realizadas, sendo uma sobre frutos com sintomas de leprose e outra sobre frutos sem sintomas. De cada planta hospedeira do ácaro, escolheram-se duas folhas, delimitando-se na face inferior de cada planta uma área, que recebeu ácaros criados sobre frutos com lesões de leprose, que aí permaneceram durante sete...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ácaro; Plantas hospedeiras; Transmissão; Citrus sinensis.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452006000200012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
The invasive plant Pittosporum undulatum Ventenat (Pittosporaceae) hosting pest-stink bugs in Southern Brazil. Repositório Alice
MARSARO JUNIOR, A. L.; PANIZZI, A. R.; SAGIORATO, A. C.; LUCINI, T..
A survey of stink bugs (Hemiptera: Heteroptera: Pentatomidae) was conducted on the invasive tree, Pittosporum undulatum Ventenat (Pittosporaceae) in southern Brazil (Passo Fundo - RS, latitude 28°15'46" S; longitude 52°24´24" W) aiming to know if this exotic plant might host these insects. Results indicated that P. undulatum was found hosting the stink bugs Chinavia erythrocnemis (Berg, 1878), Chinavia impicticornis (Stål, 1872) and Loxa deducta Walker, 1867. Chinavia impicticornis was rare (only one nymph collected) while C. erythrocnemis was much more abundant (30 adults collected), and nymphs were able to develop and adult to reproduce on fruits of P. undulatum in the laboratory; however, the viability of nymphs was negatively affected. Loxa deducta was...
Tipo: Artigo de periódico Palavras-chave: Biology; Plantas hospedeiras; Praga; Percevejo; Pentatomidae; Pittosporaceae; Host plants.
Ano: 2020 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1125457
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Transmissibilidade do vírus da leprose de cercas-vivas, quebra-ventos e plantas daninhas para laranjeiras através de Brevipalpus phoenicis (Geijskes) Bragantia
Maia,Ozana Maria de Andrade; Oliveira,Carlos Amadeu Leite de.
O ácaro Brevipalpus phoenicis (Geijskes) é transmissor do vírus da leprose dos citros, doença responsável por significativa redução da produtividade. Objetivou-se avaliar neste trabalho a possibilidade de algumas plantas utilizadas como cercas-vivas e quebra-ventos, além de plantas daninhas de pomares cítricos serem hospedeiras do vírus da leprose. O experimento foi realizado em laboratório e casa-de-vegetação na FCAV/UNESP, Jaboticabal-SP-Brasil. De uma criação-estoque de ácaros, criados sobre frutos de citros (Citrus sinensis) contendo lesões de leprose, foram transferidos 100 ácaros para uma unidade experimental das seguintes espécies: Hibiscus sp., Malvaviscus mollis, Grevillea robusta, Mimosa caesalpiniaefolia, Bixa orellana, Commelina benghalensis,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vírus da leprose dos citros; Ácaro vetor; Plantas hospedeiras; Transmissão; Citrus sinensis.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87052005000300011
Registros recuperados: 18
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional