Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 86
Primeira ... 12345 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A vacinação de bovinos no controle de doenças: novas perspectiva. Infoteca-e
SANTOS, L. R. dos; GASPAR, E. B..
2015
Tipo: Artigo de divulgação na mídia (INFOTECA-E) Palavras-chave: Vacina; Doença animal; Bovino.
Ano: 2015 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1033768
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Adenite equina: sua etiologia, diagnóstico e controle Ciência Rural
Moraes,Carina Martins de; Vargas,Agueda Palmira Castagna de; Leite,Fábio Pereira Leivas; Nogueira,Carlos Eduardo Wayne; Turnes,Carlos Gil.
A adenite equina, também conhecida como garrotilho, é uma enfermidade bacteriana contagiosa, causada por Streptococcus equi, subsp. equi, bactéria β hemolítica do grupo C de Lancefield, que afeta o trato respiratório anterior de equinos de todas as idades, com maior prevalência entre um e cinco anos de idade. Caracteriza-se por produzir secreção mucopurulenta das vias aéreas anteriores e linfadenite dos gânglios retrofaríngeos e submandibulares com formação de abscessos. Fatores de virulência de S. equi, subsp. equi, incluem cápsula de ácido hialurônico, hialuronidase, estreptolisina O, estreptoquinase, receptores para Fc de IgG, peptidoglicano e proteína M. Dentre esses fatores, a proteína M tem especial importância por ser de membrana com propriedades...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Garrotilho; Vacina; Streptococcus equi subsp. equi.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000600050
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise da imunogenicidade de uma proteína recombiante em camundongos BALB/c visando o desenvolvimento de vacina contra tristeza parasitária bovina. Repositório Alice
RIBEIRO, S. M.; ROSINHA, G. M. S.; SOARES, C. O.; SANTOS, L. R. dos; GOMES, J. S..
bitstream/item/166474/1/Analise-da-imunogenicidade-de-uma-proteina.pdf
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Babesia sp; Anaplasma marginale; Anticorpo; Antigeno; Linfocito; Tristeza parasitária; Vacina; Gado de corte; Imunogenética; Escherichia coli.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1079036
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise da resposta imune celular de uma variante da bronquite infecciosa aviaria por citometria de fluxo. Repositório Alice
FORNER, R.; TREVISOL, I. M.; OKINO, C. H.; BRENTANO, L.; BASTOS, A. P. A..
2016
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Sanidade animal; Avicultura; Imunidade; Vacina; Bronquite infecciosa; Animal health; Aviculture.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1044133
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ativação de células de memória na produção de anticorpos e na expressão de células IgM positivas no baço de tilápias-do-nilo Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Eto,S.F.; Fernandes,D.C.; Rosolem,M.C.; Marinho-Neto,F.A.; Pizauro,J.M.; Salvador,R.; Moraes,J.R.E.; Moraes,F.R..
RESUMO O presente trabalho avaliou o papel do baço no armazenamento e na reativação das linhagens de células B, representadas por células IgM positivas imunomarcadas no tecido esplênico, bem como a funcionalidade dessas células, sobre a cinética dos linfócitos e na produção sistêmica de anticorpos em tilápias-do-nilo (Oreochromis niloticus). Foram separados dois grupos: grupo memória, constituído por peixes previamente imunizados com hemácia de carneiro a 2,5%, para a geração da memória imune, e o grupo naive, que recebeu o mesmo volume de solução salina a 0,65%. Após 32 dias, os dois grupos foram submetidos a uma nova dose do antígeno na mesma concentração, volume e via de inoculação. A reativação dos clones de memória foi evidenciada pelo aumento do...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Teleósteo; Imunologia; Imunoglobulina M; Vacina.
Ano: 2018 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352018000100205
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da capacidade adjuvante do cloreto de dimetildioctadecilamônio associado ao hidróxido de alumínio na indução da resposta imune humoral de bovinos vacinados com o vírus da diarréia viral bovina Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci.
Silva,Luis César da; Takiuchi,Elisabete; Médici,Kerlei Cristina; Alfieri,Alice Fernandes; Alfieri,Amauri Alcindo.
A resposta imunológica humoral de bovinos vacinados com o vírus da diarréia viral bovina (BVDV) inativado, tendo como adjuvante o cloreto de dimetildioctadecilamônio (DDA cloreto) associado ao hidróxido de alumínio (vacina B), foi comparada com uma vacina contendo o mesmo antígeno adsorvido apenas com hidróxido de alumínio (vacina A). Duas semanas após a segunda dose foi avaliado o título de anticorpos neutralizantes dos animais que receberam as duas preparações de antígenos. Os animais que receberam a vacina B apresentaram melhor resposta imune humoral quando comparados com os animais vacinados com a vacina A. O título médio de anticorpos neutralizantes, expresso em Log2, dos animais que receberam a vacina B foi superior (P<0,05) ao observado no grupo...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bovino; Vírus da diarréia viral bovina; Cloreto de dimetildioctadecilamônio; Vacina; Adjuvante.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-95962004000300009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da imunidade passiva em bezerros nascidos de vacas imunizadas com vacina contra rotavírus Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Silva,D.G.; Montassier,H.J.; Oliveira,R.G.; Fuentes,D.B.; Samara,S.I.; Jerez,J.A.; Buzinaro,M.G..
Com o objetivo de monitorar a imunidade passiva em bezerros alimentados com colostro de vacas imunizadas e não imunizadas com vacina contra rotavírus, foram determinados títulos de anticorpos em amostras de sangue e colostro de 26 vacas da raça Holandesa no dia do parto e de seus bezerros, à zero, às 24, 48 horas e aos sete, 14, 21, 28 dias de idade, pelo ensaio imunoenzimático. Tanto no soro sangüíneo como no colostro, os títulos dos isótipos IgG, IgG1 e IgG2 foram mais elevados no grupo dos animais vacinados, porém somente no colostro o aumento foi significativo. Os bezerros alimentados com o colostro das vacas vacinadas apresentaram títulos mais altos dos isótipos IgG, IgG1, IgG2, IgA e IgM, após a ingestão do colostro, sendo constatado aumento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bovino; Colostro; Imunidade passiva; Rotavírus; Vacina.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352008000500008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da imunogenicidade e potencial de proteção de vacinas de subunidades de Brucella abortus. Repositório Alice
GOMES, J. da S.; SANTOS, L. R. dos; COELHO, M. B.; BERTOLACCI, M. A. B. C.; MANTOVANI, C.; SANTANA, M.; SANTOS, M. G. dos; ROSINHA, G. M. S..
Brucella abortus é um patógeno intracelular que causa brucelose bovina, zoonose grave responsável por danos à saúde humana e animal e perdas econômicas. As vacinas convencionais contra brucelose bovina apresentam virulência residual e tem aplicação limitada. Por um conjunto de vantagens, vacinas de subunidade são uma eficiente alternativa para as vacinas vivas atenuadas. Proteínas provenientes do operon virB, um dos principais fatores de virulência da Brucella spp., associadas a materiais em nanoescala ou formulações do tipo água/óleo podem apresentar um excelente meio de se obter uma vacina mais segura e eficaz, devido a diversos mecanismos que estas ferramentas atribuem na atividade imunoestimulatória. Logo, objetivou-se produzir e avaliar a resposta...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Patógeno; Brucelose; Bovino; Zoonose; Vacina; Imunização.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1110281
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da imunogenicidade e proteção de vacinas recombinantes contra Corynebacterium pseudotuberculosis em camundongos. Repositório Alice
ALVARENGA, L. C. O.; ROSINHA, G. M. S.; SOARES, C. O.; SANTOS, L. R. dos; CAVIGLIONI, M. de B. C..
bitstream/item/166481/1/Avaliacao-da-imunogenicidade-e-protecao-de-vacinas.pdf
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Vacina de proteínas recombinantes; Vacina de DNA; Linfadenite caseosa; Vacina; Proteina; Infecção contagiosa; Corynebacterium pseudotuberculosis.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1079110
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da resposta de antitoxinas beta e épsilon de Clostridium perfringens induzidas em bovinos e coelhos por seis vacinas comerciais no Brasil Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Lobato,F.C.F.; Moro,E.; Umehara,O.; Assis,R.A.; Martins,N.E.; Gonçalves,L.C.B..
Avaliou-se a resposta de antitoxinas beta e épsilon de Clostridium perfringens em bovinos vacinados contra clostridioses com seis vacinas disponíveis no mercado. Quarenta e oito bezerros de seis a sete meses de idade foram divididos em oito grupos (T1 a T8) de seis animais cada. Os grupos de número 2 a 7 receberam as vacinas T2 a T7 nos dias 0 e 42 com a dose e via recomendadas pelos fabricantes. Solução salina e toxóide padrão foram usados nos mesmos dias nos grupos 1 e 8 (T1 e T8), respectivamente, como controles negativo e positivo. Amostras de sangue foram coletadas nos dias 0, 42 e 56 pós-vacinação (PV), para titulação de anticorpos no soro. As vacinas e os controles foram também testados em oito coelhos cada, inoculados nos dias 0 e 21 com metade da...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bovino; Coelho; Vacina; Clostridiose; Clostridium perfringens; Anticorpo antitoxina.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000400004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da resposta imune e níveis de proteção induzidos em camundongos por vacinas recombinantes contendo genes do operon fag de Corynebacterium pseudotuberculosis. Repositório Alice
SILVA, C. S.; SOARES, C. O.; SANTOS, I.R.; CARVALHO C. E. G; ROSINHA, G. M. S.; ALVARENGA, I.C.O..
2015
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Vacina de DNA; Doença infecciosa; Corynebacterium pseudotuberculosis; Pseudotuberculose; Vacina; Ovino; Caprino.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1051575
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da resposta imunológica humoral induzida em bovinos naïve pela imunização com uma proteína recombinante composta por porções antigênicas de proteínas de A. marginale e proteína de B. bovis. Repositório Alice
RODRIGUES, L. F.; DOMINGUES, R.; SANTOS, L. R. dos; GULIAS GOMES, C. C.; GASPAR, E. B..
O objetivo deste trabalho foi avaliar a indução de imunidade humoral, pela mensuração de IgG no soro de bovinos inoculados com uma proteína recombinante (PR), composta por porções antigênicas de proteínas de A. marginale e uma proteína de B. bovis conservada também em B. bigemina, acrescida do adjuvante Montanide®.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Proteína recombinante; Vacina; Tristeza parasitária; Imunologia.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1027456
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de vacinas contra Clostridium novyi tipo B Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Nascimento,R.A.P.; Lobato,F.C.F.; Abreu,V.L.V.; Martins,N.E.; Assis,R.A.; Carvalho Filho,M.B..
Avaliou-se a eficiência de 13 vacinas comerciais contra clostridioses que continham em sua composição Clostridium novyi tipo B, pela titulação de antitoxina alfa em soro de coelhos e de bovinos vacinados e pelo teste de desafio direto em cobaias. As vacinas codificadas como T1 e T10 apresentaram, em coelhos, títulos de antitoxina alfa de 8 e 12UI/ml respectivamente, superiores ao nível mínimo de teste de 3,5UI/ml, recomendado para controle desse produto, e as vacinas T2 e T5, títulos de 2 e 3UI/ml, respectivamente. As vacinas T1, T2, T5 e T10 apresentaram níveis de antitoxina alfa detectáveis em bovinos, mas somente T1 e T10 induziram títulos compatíveis com o nível de teste. Pelo método de desafio direto em cobaias, as vacinas T1, T2, T5, T10 e T11...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vacina; Toxina; Clostridium novyi tipo B; Hepatite necrótica infecciosa; Clostridiose.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352004000100001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação do sistema de entrega e estabilidade para vacina de DNA encapsulada em nanopartículas de quitosana. Repositório Alice
LOPES, R. H. O.; BASTOS, R.; DIEHL, L. de O.; ROSINHA, G. M. S.; SOARES, C. O.; COELHO, M. de B..
2015
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Quitosana; Bovino; Vacina; Brucella abortus; Patógeno; Enzima.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1052167
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação dos testes sorológicos preconizados pelo ministério da saúde em cães vacinados contra leishmaniose visceral MV&Z
Solcà, Manuela da Silva; de Souza, Poliana Santos; Guedes Junior, José Carlos Oliveira; Pacheco, Luciano Vasconcellos; Veras, Patrícia Sampaio Tavares; Fraga, Deborah Bittencourt Mothé.
A leishmaniose visceral é causada pelo protozoário Leishmania infantum e constitui um sério problema de saúde pública no Brasil. Os cães são considerados reservatórios para manutenção do parasito em áreas urbanas. Atualmente, existem duas vacinas disponíveis contra leishmaniose visceral canina (LVC): Leish-Tec® e Leishmune®. O controle da LVC preconizado pelo Ministério da Saúde (MS) consiste no diagnóstico e eutanásia dos cães soropositivos. Assim, os anticorpos produzidos pela vacinação não deveriam reconhecer os antígenos presentes nos testes diagnósticos oficiais. O objetivo deste trabalho foi avaliar a taxa de detecção de cães vacinados contra LVC pelos testes diagnósticos DPP®-LVC e EIE®-LVC, preconizados pelo MS. Foram selecionados 44 cães de uma...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cão; Leishmaniose visceral canina; Vacina; DPP.
Ano: 2015 URL: http://www.revistamvez-crmvsp.com.br/index.php/recmvz/article/view/24899
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação hematológica de ovinos imunizados com glicoproteina instestinal de Haemonchus contortus. Repositório Alice
MATOS, A. F. M.; SANTOS, T. L. B. A.; FONTENELE, J. A.; SIEBRA, P. S. C.; ALBUQUERQUE, F. H. M. A. R. de.; TEIXEIRA, M..
2014
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Raça Santa Inês; Nematóide; Helminto gastrintestinal; Hematologia; Vacina; Parasitismo; Haemonchus contortus; Ovino; Imunização; Vaccine; Sheep; Parasitism; Nematoda; Hematology; Immunization.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1009946
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação sorológica de vacinas comerciais polivalentes contra a enterotoxemia em caprinos. Repositório Alice
VESCHI, J. L. A.; DUTRA, I. S.; ALVES, M. A. B.; PERRI, S. H. V.; ZAFALON, L. F.; FERNANDEZ-MIYAKAWA, M..
Foram avaliadas as respostas sorológicas a cinco vacinas comerciais polivalentes que continham o toxóide épsilon do Clostridium perfringens tipo D na sua formulação. Para isso, foram utilizados 84 caprinos jovens, divididos aleatoriamente em seis grupos experimentais com 14 animais em cada grupo. Os caprinos do Grupo Controle não receberam nenhuma dose de vacina e os dos Grupos 1 ao 5 receberam duas doses de vacina com intervalo de quatro semanas entre elas. A primeira dose de vacina foi aplicada aos 45 (± 3) dias de vida dos animais (início do experimento - dia zero) e a segunda aos 75 (± 3 ? dia 30). As amostras de sangue para a realização dos testes sorológicos foram colhidas antes (dia zero), e nos dias 30, 60, 90, 120 e 150 após o início do...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Clostridium perfringens; Toxóide épsilon; Vacina; Sheep; Caprino; Doença.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/945383
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação sorológica de vacinas comerciais polivalentes contra a enterotoxemia em caprinos. Repositório Alice
VESCHI, J. L. A.; DUTRA, I. S.; ALVES, M. A. B.; PERRI, S. H. V.; ZAFALON, L. F.; FERNANDEZ-MIYAKAWA, M..
Foram avaliadas as respostas sorológicas a cinco vacinas comerciais polivalentes que continham o toxóide épsilon do Clostridium perfringens tipo D na sua formulação. Para isso, foram utilizados 84 caprinos jovens, divididos aleatoriamente em seis grupos experimentais com 14 animais em cada grupo. Os caprinos do Grupo Controle não receberam nenhuma dose de vacina e os dos Grupos 1 ao 5 receberam duas doses de vacina com intervalo de quatro semanas entre elas. A primeira dose de vacina foi aplicada aos 45 (± 3) dias de vida dos animais (início do experimento - dia zero) e a segunda aos 75 (± 3 ? dia 30). As amostras de sangue para a realização dos testes sorológicos foram colhidas antes (dia zero), e nos dias 30, 60, 90, 120 e 150 após o início do...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Vacina; Clostridium perfringens; Toxóide épsilon; Caprino; Doença; Sheep.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/944454
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Boas práticas na vacinação de aves via água de beber. Infoteca-e
JAENISCH, F. R. F.; ALBINO, J. J.; BASSI, L. J.; SAATKAMP, M. G..
2007
Tipo: Séries anteriores (INFOTECA-E) Palavras-chave: Aves; Vacina; Água; Boas práticas.
Ano: 2007 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/443607
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Bovinos imunocastrados levam menos tempo para atingirem o período de terminação do que bovinos castrados cirurgicamente. Repositório Alice
SILVA, A. M. da; FERREIRA, J. R.; GOMES, R. da C.; GOMES, M. N. B.; ARAUJO, T. L. A. C.; NEVES, A. P.; LATTA, K. I.; VIEIRA, D. G.
A castração é uma forma de melhorar a valorização da carcaça por aumentar a sua qualidade, porém é necessário entender e diminuir seu impacto no desempenho na recria até a terminação. Objetivou-se avaliar o tempo para se alcançar 400 kg de peso vivo (PV, definido como início da terminação) de animais castrados cirurgicamente ou imunocastrados aos 360 kg PV. O experimento foi realizado na Embrapa Gado de Corte, com 24 animais machos da raça Nelore, com 20 meses de idade inicial, mantidos em um único lote em uma área de Brachiaria brizantha cv. Marandu.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Valorização da carcaça; Bopriva; Zoetis; Castração; Carcaça; Vacinação; Vacina; Terminação.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1110208
Registros recuperados: 86
Primeira ... 12345 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional