Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Contribuição do cipó-titica (Heteropsis flexuosa (H.B.K.) G.S. bunting) na conservação da biodiversidade amazônica.
Autores:  CARVALHO, A. C. A. de
QUEIROZ, J. A. L. de
PEREIRA, L. A.
DIAS, F.
Data:  2008-05-05
Ano:  2005
Palavras-chave:  Cipó-titica
Biodiversidade
Amazonia
Resumo:  Os modelos de desenvolvimento preconizados para a Amazônia em geral subestimam o valor dos produtos não-madeireiros e não consideram a função da biodiversidade como recurso estratégico. Os produtos não madeireiros têm relação direta com a conservação das florestas e sua existência está associada à distribuição equilibrada dos componentes do ecossistema. Extraído secularmente para confecção de artesanatos, o cipó-titica (Heteropsis flexuosa) é hoje um produto muito demandado pelas industrias moveleiras das regiões sul e sudeste do Brasil. De móveis rústicos de varanda, os móveis de cipó-titica passaram a ser consumidos por uma elite que exige produtos exclusivos, naturais e de alta qualidade. Mesmo com leis que proíbem a exportação do produto, estima-se que nos últimos cinco anos tenha saído do Amapá mais de 3000 toneladas de cipó-titica. Nas áreas de maior ocorrência do produto no Estado do Amapá, mais de 2.000 famílias estão envolvidas diretamente na extração e comercialização do cipó-titica. Na maioria das vezes, os agricultores extraem o cipó-titica de forma eventual, apenas quando necessita de dinheiro, todavia, há muitos casos em que a extração do referido produto é única alternativa de geração de renda. Dados de pesquisa feita no Amapá indicaram o cipó-titica como o produto de maior taxa de retorno sobre o capital investido (61,2%). Na República da Guyana (antiga Guiana Inglesa) foi verificado que o cipó-titica ou nibbi como é localmente chamado, é a terceira mais importante fonte de renda dos povos tradicionais conhecidos como Amerindians. Em condições experimentais, as pesquisas realizadas pela Embrapa/IEPA indicam que o cipó-titica regenera em cinco anos após o corte, sendo portanto, um produto sustentável. Como há necessidade de manutenção das características naturais da floresta, a exploração econômica do cipó-titica, como base da subsistência dos agricultores amazônicos, pode ser uma alternativa eficaz na redução do desmatamento e conservação dos recursos da biodiversidade.

bitstream/item/179415/1/CPAF-AP-2005-Contribuicao-do-cipo-titica.pdf
Tipo:  Resumo em anais de congresso (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  11854

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/350747
Editor:  In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 56., 2005, Curitiba. Resumos... Curitiba: Sociedade Botânica do Brasil: Universidade Federal do Paraná, 2005.
Relação:  Embrapa Amapá - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional