Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Levantamento fitossociológico de plantas daninhas na cultura do girassol.
Autores:  ADEGAS, F. S.
OLIVEIRA, M. F.
VIEIRA, O. V.
PRETE, C. E. C.
GAZZIERO, D. L. P.
VOLL, E.
Data:  2011-01-12
Ano:  2010
Palavras-chave:  Fitossociologia
Erva daninha
Girassol
Weeds
Helianthus annuus
Resumo:  O levantamento fitossociológico da comunidade de plantas daninhas na cultura do girassol foi realizado em duas épocas distintas: no desenvolvimento inicial da cultura (entre 20 e 40 dias após a semeadura) e na pré-colheita do girassol. As espécies de plantas daninhas foram identificadas e quantificadas pelo método do quadrado inventário (1,0 x 1,0 m), com amostragem de 12 m2 por área. Os levantamentos foram realizados em 54 propriedades de seis municípios da região do cerrado e em 38 propriedades de oito municípios da região dos pampas, que são as duas principais regiões produtoras brasileiras. Foram registrados a frequência, a frequência relativa, a densidade, a densidade relativa, a abundância, a abundância relativa, o índice de importância relativa e o índice de similaridade. No total, foram identificadas 60 espécies de plantas daninhas, sendo 17 presentes em ambas as regiões. Asteraceae e Poaceae foram as duas principais famílias, entre as 16 encontradas. As principais espécies presentes no cerrado foram Euphorbia heterophylla, Chamaesyce hirta, Ageratum conyzoides, Commelina benghalensis, Zea mays e Bidens sp. As principais espécies presentes no Rio Grande do Sul foram Bidens sp., Raphanus raphanistrum, Lolium multiflorum, Gnaphalium spicatum, Sonchus oleraceus, Euphorbia heterophylla, Sida rhombifolia, Digitaria sp. e Ipomea sp. A densidade das plantas daninhas foi maior na fase de pré-colheita do que no desenvolvimento inicial da cultura, em ambas as regiões, sendo de 30,84 plantas m-2 e 23,58 plantas m-2, respectivamente, para o cerrado, e de 23,19 plantas m-2 e 21,41 plantas m-2, para o Rio Grande do Sul. O índice de similaridade dentro das regiões foi de 0,91 para os levantamentos do cerrado e de 0,79 para os do Rio Grande do Sul. Entretanto, entre as regiões, os índices ficaram abaixo de 0,5, mostrando similaridade mediana entre a flora daninha do cerrado e a do Rio Grande do Sul, na cultura do girassol, nas duas épocas estudadas.Palavras-chave: competição, fitossociologia, Helianthus annuus, infestação. A phytosociological survey of the weed communities present in sunflower crop was carried out during two distinct crop stages: early development and pre-harvest. Weed species were identified and quantified according to the inventory square method (1.0 x 1.0 m), using 12 m2 of sampling per area surveyed. At each stage, the survey was carried out on 54 farms of six counties of the cerrado (savanna region, Central Brazil) and 38 farms of eight counties of the Pampas (region in the State of Rio Grande do Sul, the Southernmost state in Brazil), which are the two main Brazilian sunflower production regions. Frequency, relative frequency, density, relative density, abundance, relative abundance, relative importance index, and similarity index were computed. A total of 60 weed species were identified, 17 of which were present in both regions. Asteraceae and Poaceae were the two main families among the 16 found. The main species present in the cerrado were Euphorbia heterophylla, Chamaesyce hirta, Ageratum conyzoides, Commelina benghalensis, Zea mays and Bidens sp. The most abundant species present in the State of Rio Grande do Sul were Bidens sp., Raphanus raphanistrum, Lolium multiflorum, Gnaphalium spicatum, Sonchus oleraceus, Euphorbia heterophylla, Sida rhombifolia, Digitaria sp. and Ipomea sp. Weed density was higher at pre-harvest than at the early stage of the crop, in both regions: 30.84 plants m-2 and 23.58 plants m-2, respectively, for the cerrado region and 23.19 plants m-2 FORMATAR and 21.41 plants m-2, respectively, for the Pampas region. The similarity index within each region was 0.91 for the cerrado and 0.79 for the Pampas. Nevertheless, the region indices remained below 0.5, showing median similarity between the weed flora affecting sunflower crop at the ?cerrado? and that at the ?Pampas? during the two growth stages studied.

2010
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  31729

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/872730

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/30184/1/Adegas-Planta-Daninha.pdf
Editor:  Planta Daninha, Viçosa, MG, v. 28, n. 4, p. 705-716, dez. 2010.
Relação:  Embrapa Soja - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional