Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Divergência genética em linhagens de melancia.
Autores:  SOUZA, F. de F.
QUEIRÓZ, M. A. de
DIAS, R. de C. S.
Data:  2005-08-31
Ano:  2005
Palavras-chave:  Análise multivariada
Análise de agrupamento
Variáveis canônicas
Citrullus Lanatus
Melancia
Resumo:  A divergência genética entre 31 genótipos de melancia foi avaliada por meio da análise de variáveis canônicas e de técnicas de agrupamento (Tocher e método hierárquico de Ward) baseadas na distância generalizada de Mahalanobis (D2ii.). Trinta linhagens, obtidas a partir de acessos coletados no Nordeste brasileiro e a cultivar 'Crimson Sweet' foram avaliadas quanto ao número de dias para o aparecimento da primeira flor masculina e da primeira flor feminina (NDM e NDF); número do nó da primeira flor masculina e da pri- meira flor feminina (NGM e NGF); número de frutos por planta (NFP); comprimento de rama principal (CRP); peso médio de fruto (PMF); teor de sólidos solúveis (TSS); diâmetro transversal e longitudinal do fruto (DTF e DLF) e espessura média de casca (EMC). O experimento foi realizado em delineamento de blocos ao acaso com três repetições, compostas por parcelas de sete plantas. As características que mais contribuíram para a divergência entre as linhagens foram número de frutos por planta, diâmetro longitudinal, teor de sólidos solúveis e peso médio de fruto. Foram formados três grupos por meio do método de otimização de Tocher, três por meio do método hierárquico de Ward e quatro grupos pela dispersão gráfica baseada nas duas primeiras variáveis canônicas. Neste caso, o grupo I compôs-se de sete linhagens de Pernambuco e uma da Bahia; o grupo II reuniu todas as 211inhagens do Maranhão; os grupos III e IV foram compostos pela linhagem 97-0247.008 (Pernambuco) e pela cultivar Crimson Sweet, respectivamente. As linhagens 87- 019.021 e 87-019.022 foram as mais semelhantes, enquanto a linhagem 87-019.023 e 'Crimson Sweet' apresentaram maior dissimilaridade pela distância generalizada Mahalanobis (D2ii.). Os cruzamentos mais promissores serão aqueles realizados entre Crimson Sweet e as linhagens do grupo II. Cruzamentos entre Crimson Sweet e as linhagens do grupo I serão interessantes para a obtenção de populações de plantas prolíficas e de frutos pequenos.

bitstream/item/179736/1/Horticultura-Brasileira-v.23-n.2-p.179-183-2005.pdf
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  31867

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/131495
Editor:  Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 23, n. 2, p. 179-183, abr./junho, 2005.
Relação:  Embrapa Semiárido - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional