Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Métodos químicos de estimativa do nitrogênio prontamente disponível em fertilizantes orgânicos.
Autores:  CORBO, J. Z. F.
COSCIONE, A. R.
PIRES, A. M. M.
Data:  2017-04-03
Ano:  2016
Palavras-chave:  Recomendação de dose
Resíduo orgânico
Nitrato
Resumo:  Os fertilizantes orgânicos são produtos de origem vegetal ou animal utilizados como fonte de nutrientes e condicionadores do solo. Entre os nutrientes, destaca-se o nitrogênio (N) que pode ser utilizado como base para recomendação da dose a ser aplicada. A maior parte do nitrogênio contido nesses fertilizantes encontra-se na forma orgânica. Objetivou-se avaliar métodos químicos para estimar o N prontamente disponível em fertilizantes orgânicos. O estudo foi realizado em laboratório com 24 fertilizantes orgânicos, incluindo aqueles considerados ?tradicionais? (esterco de galinha, esterco de suíno, cama de frango, etc.), e compostos orgânicos (produtos disponíveis no mercado), em triplicatas. As amostras foram secas em estufa a 65°C, por 48 h, maceradas, passadas em peneiras de 0,5 mm. Os métodos químicos de extração do N disponível utilizados foram: KCl 2 mol L-1 a quente (100°C, sem agitação) por 4 h, Água quente (80°C, sem agitação) por 16 h e Água Fria (submetida à centrifugação a 2000 rpm por 15 min), seguido por destilação com arraste de vapor e a quantificação de N-NH4+ e N-NO3- por titulação com solução de H2SO4 0,005 mol L-1. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey (p<0,05). Dentre os métodos citados, o KCl a quente foi o que apresentou maiores teores extraídos de N disponível para a maioria dos fertilizantes compostados, extraindo as formas solúveis e adsorvidas de N inorgânico, tanto nítrica quanto amoniacal. Já para os fertilizantes orgânicos simples não houve diferença significativa entre a extração do N inorgânico com KCl e ou com água quente, sendo o método água fria o menos eficiente na extração do N em ambos os casos. As extrações com KCl à quente foram, de 2453 mg kg-1 de N inorgânico para cama de frango, 141 mg kg-1 para turfa, 1784 mg kg-1 para fertilizante compostado comercial (sintéticos ou químicos); para o método de água quente as extrações foram de 869 mg kg-1 para cama de frango, 133 mg kg-1 para turfa 1597 mg kg-1 para fertilizante compostado comercial e para o método de extração com água fria 293 mg kg-1, 14 mg kg-1, 199 mg kg-1, respectivamente. De modo geral, a capacidade extrativa seguiu a seguinte ordem: KCl a quente > Água quente > Água fria.

2016
Tipo:  Resumo em anais de congresso (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  15422

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1068038

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/161175/1/2016RA-018.pdf
Editor:  In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 32.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 16.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA DO SOLO, 14.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 11., 2016, Goiânia. Rumo aos novos desafios: anais... Goiânia: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2016.
Relação:  Embrapa Meio Ambiente - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Formato:  p. 444.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional