Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Psychotria nuda (Cham. & Schltdl.) Wawra: rooting of stock plants in different phenophases and environments.
Autores:  FERREIRA, B. G. A.
ZUFFELLATO-RIBAS, K. C.
WENDLING, I.
KOEHLER, H. S.
REISMANN, C. B.
Data:  2014-09-16
Ano:  2014
Palavras-chave:  Grandiúva-d'anta
Estaquia
Fenologia
Cutting
Phenology
Psychotria nuda
Espécie nativa
Resumo:  Psychotria nuda (Cham. & Schltdl.) Wawra (Rubiaceae) é uma espécie nativa da Floresta Ombrófila Densa, restrita às florestas de baixa altitude, com ocorrência nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Possui potencial ornamental, devido à presença de flores amarelas, cálice vermelho e frutos cor anis, e farmacêutico, visto que vários alcaloides já foram isolados, demonstrando diversidade estrutural de compostos ativos. O presente trabalho teve como objetivo verificar o efeito de diferentes ambientes de coleta e da fenofase em que se encontravam as plantas matrizes de Psychotria nuda no enraizamento de estacas caulinares, além de verificar a correlação entre as variáveis porcentagem de estacas enraizadas, número de raízes por estaca e comprimento médio das três maiores raízes por estaca (cm) com a permanência de duas meias folhas e formação de calos. Entende-se por fenofases, as épocas com características fenológicas distintas em que se encontravam as plantas matrizes. Nas duas fenofases estudadas (Fenofases 1 e 2), brotações de copa foram coletadas em Antonina-PR em dois ambientes distintos (planície e encosta) da Floresta Ombrófila Densa. Estacas foram confeccionadas com 10-13 cm de comprimento e duas folhas reduzidas à metade. Após 60 dias em casa de vegetação, foram avaliadas a porcentagem de estacas enraizadas, com calos, vivas, mortas, número de raízes/estaca e comprimento das três maiores raízes/estaca. Os ambientes de coleta e as fenofases influenciaram na porcentagem de enraizamento, onde a fenofase 1 e o ambiente encosta foram as condições que apresentaram o melhor enraizamento (90%). A manutenção das folhas nas estacas durante o período de enraizamento, na maioria das situações, favoreceu a formação de raízes adventícias, e a formação antecipada de calos favoreceu o enraizamento na fenofase 2. Já na fenofase 1, a formação de raízes adventícias foi independente da formação de calos.

2014
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Inglês
Identificador:  52738

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/995056

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/108487/1/9067.pdf
Editor:  Ciência Florestal, Santa Maria, v. 24, n. 2, p. 367-378, abr./jun. 2014.
Relação:  Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional