Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Efeito de inimigos naturais em ovos de Helicoverpa zea (Boddie, 1850) não parasitados e parasitados por Trichogramma pretiosum (Riley, 1879).
Autores:  CIOCIOLA JUNIOR, A.I.
CIOCIOLA, A.I.
CRUZ, I.
Data:  1999-04-14
Ano:  1998
Palavras-chave:  Parasitismo
Ovos
Lagarta das espigas
Predacao
Chrysoperla externa
Doru luteipes
Trichogramma pretiosum
Helicoverpa zea
Parasitism
Egg
Corn earworm
Predation
Resumo:  Ovos de Helicoverpa zea (Boddie, 1850) foram submetidas ao parasitismo por Trichogramma pretiosum (Riley, 1879 (tratamento 1), T. pretiosum + Telenomus sp. (tratamento 2), e ao parasitismo e predatismo, respectivamente por T. pretiosum + uma larva de terceiro instar de Chrysoperla externa (Hagen, 1861)(tratamento 3) e T. pretiosum + um adulto de Doru luteipes (Scudder, 1876)(tratamento 4), nas temperaturas de 15, 20, 25 e 30 oC, num intervalo de 48h, utilizando-se um delineamento inteiramente casualizado com sete repeticoes. Nas temperaturas estudadas, constatou-se no tratamento 3 (C. externa), o consumo medio de 94,3% sendo os ovos de H. zea remanescentes parasitados. O tratamento com apenas T. pretiosum resultou num parasitismo medio de 51,6%. Quando essa especie foi avaliada conjuntamente com Telenomus sp. (tratamento 2), houve parasitismo apenas por T. pretiosum, media de 42,5%. A media de predacao no tratamento 4 (D luteipes) alcancou 85%. Os 15% de ovos restantes foram parasitados. Ovos de H. zea parasitadas por T. pretiosum nao foram predados em nenhum tratamento nas temperaturas estudadas, entretanto, os nao parasitados foram predados (tratamento 3 e 4), mostrando, assim, uma possivel acao complementar no controle de H. zea ao proporcionado por apenas T. pretiosum. Ao contrario do ocorrido com T. pretiosum a 15 oC, D. luteipes e C, externa nao foram influenciados negativamente por esta temperatura, mostrando, assim, a possibilidade de utilizacao deste predadores em plantios de milho, onde a temperatura chega a esse nivel.

1998
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  10637

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/482093

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/78277/1/Efeito-inimigos.pdf
Editor:  Ciencia e Agrotecnologia, Lavras, v. 22, n. 3, p. 290-294, jul./set. 1998.
Relação:  Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional