Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Gene diversity in grevillea populations introduced in Brazil and its implication on management of genetic resources.
Autores:  SOUSA, V. A. de
KALIL FILHO, A. N.
MARTINS, E. G.
SHIMIZU, J. Y.
ALBERTIN, F.
Data:  2018-06-18
Ano:  2018
Palavras-chave:  Teste de procedência
Isoenzymes
Provenances trail
Progenies trial
Grevillea Robusta
Teste de Progênie
Isoenzima
Melhoramento Genético Vegetal
Tree breeding
Resumo:  A variabilidade isoenzimática para seis populações de Grevillea robusta, oriundas de um teste de procedências/progenies, implantado no delineamento em blocos casualizados com 5 plantas por parcela, no Sul do Brasil, é descrita. A estrutura genética da população foi analisada utilizando-se marcadores bioquímicos, aos 5 anos de idade, especificamente para os locos MDH-3, PGM-2, DIA-2, PO-1, PO-2, SOD-1, e SKDH-1. As procedências do norte de ocorrência natural (Rathdowney e Woodenbong) apresentaram divergência genética superior, em relação à média das progênies, considerando o número de alelos por locus, (Ap), a riqueza alélica (Rs), a diversidade genética de Nei (H), e o coeficiente de endogamia (f). A endogamia foi detectada em diversos graus. A testemunha comercial apresentou o maior coeficiente de endogamia, (f = 0,4448), comparativamente à média das procedências (f = 0,2306), possivelmente devido à insuficiente amostragem populacional na região de origem (Austrália). Apesar de sua ocorrência natural restrita, observou-se correlação positiva entre divergência genética e distância geográfica entre as populações originais. A distância genética e análise de cluster, baseada no modelo bayesiano, mostrou três grupos de procedências distintos: 1) Rathdowney- QLD e Woodenbong-QLD; 2) Paddy?s Flat-NSW; e 3) Mann River-NSW, Boyd River-NSW e a testemunha comercial (material utilizado no Brasil). O agrupamento da testemunha com as procedências Mann River-NSW e Boyd River-NSW sugere um maior potencial das procedências do norte para o melhoramento genético visando à produção de madeira no Brasil, devido a sua elevada diversidade genética e baixo coeficiente de endogamia.

bitstream/item/179342/1/2018-Valderes-RA-Gene-diversity.pdf
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Inglês
Identificador:  56376

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1092532

10.1590/1806-90882018000200005
Editor:  Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 42, n. 2, e420205, 2018. 10 p.
Relação:  Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional