Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Análise espacial de dados de precipitação via sensoriamento remoto para suporte a gestão agrícola de Mato Grosso.
Autores:  BERTELLA, G. P.
ZOLIN, C. A.
VENDRUSCULO, L. G.
Data:  2020-02-04
Ano:  2019
Palavras-chave:  Mato Grosso
Sinop-MT
Sensoriamento Remoto
Resumo:  Os períodos de chuva e seca sofrem alteração anualmente. Sendo assim, a compreensão dessas variações em determinada região é fundamental, assumindo grande importância para agricultura e, consequentemente, para os setores da economia, pois qualquer anormalidade climática poderá afetar toda organização socioeconômica. Para tanto, o objetivo principal do trabalho foi analisar a classificação da precipitação mensal em 18 municípios do estado de Mato Grosso. Para realização do estudo foram obtidos dados do Climate Hazards Group InfraRed Precipitation with Station (CHIRPS) no qual utilizou-se o software Quantum Gis para o processamento, em seguida, realizou-se a média da precipitação mensal em cada município observado com uma série histórica de 10 anos de dados, logo após empregou-se o método de Rooy para o Índice de Anomalia de Chuva (IAC), para classificação da pluviosidade de cada região, relatando períodos extremamente secos e extremamente chuvosos. Os resultados apresentaram o maior Índice de Anomalias positivas para o mês de janeiro, ou seja, o mês mais chuvoso, e o período chuvoso de novembro a março. As anomalias positivas para o mês de janeiro podem ser explicadas mediante o fato de que o trimestre de setembro, outubro e novembro, é caracterizado por apresentar temperaturas elevadas, porém, com pouca ocorrência de precipitações. O aumento gradativo do regime pluviométrico só ocorre no final da primavera/início do verão, mês de dezembro, desta forma, é comum para esta região que as maiores anomalias positivas de chuva ocorram no mês posterior (janeiro). As anomalias negativas, sendo o período de seca, ocorrem entre os meses de abril a outubro para os 18 municípios observados. Sorriso apresentou o maior índice de anomalia positiva e Cuiabá apresentou o maior índice de anomalia negativa.

bitstream/item/210165/1/2019-cpamt-cornelio-zolin-analise-espacial-precipitacao-sensoriamento-remoto-gestao-agricola-p-46.pdf
Tipo:  Resumo em anais de congresso (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  1450

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1119791
Editor:  In: ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIAS AGROSSUSTENTÁVEIS, 3.; JORNADA CIENTÍFICA DA EMBRAPA AGROSSILVIPASTORIL, 8., 2019, Sinop. Resumos... Brasília, DF: Embrapa, 2019. p. 46.
Relação:  Embrapa Agrossilvipastoril - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional