Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Selitrichodes neseri (Hymenoptera: Eulophidae) recovered from Leptocybe invasa (Hymenoptera: Eulophidae) galls after initial release on Eucalyptus (Myrtaceae) in Brazil, and data on its biology.
Autores:  MASSON, M. V.
TAVARES, W. de S.
LOPES, F. de A.
SOUZA, A. R. de
FERREIRA-FILHO, P. J.
BARBOSA, L. R.
WILCKEN, C. F.
ZANUNCIO, J. C.
Data:  2017-09-28
Ano:  2017
Palavras-chave:  Vespa da galha
Parasitoide
África do Sul
Emergence
Exotic pest
Gall wasp
Selitrichodes neseri
Eucalipto
Praga exótica
Controle biológico
Praga de planta
Emergência
Eucalyptus
Leptocybe invasa
Eclosion
Parasitoids
Cynipidae
Biological control
South Africa
Resumo:  Vespa-da-galha, Leptocybe invasa Fisher & La Salle (Hymenoptera: Eulophidae), causa galhas danosas às espécies de Eucalyptus (Myrtaceae) em várias regiões do mundo, mas tem sido efetivamente controlada por seu parasitoide primário, Selitrichodes neseri Kelly & La Salle (Hymenoptera: Eulophidae). Os objetivos deste estudo foram avaliar a recuperação de S. neseri após sua liberação inicial em plantas de Eucalyptus no Brasil e fornecer dados sobre sua biologia. Selitrichodes neseri foi importado da África do Sul para o Brasil para o controle biológico de L. invasa em março de 2015 e recuperado de agosto de 2015 a dezembro de 2016. Recuperação com sucesso deste parasitoide mostra seu potencial para se tornar estabelecido no campo. Mudas de 2 híbridos obtidos a partir dos cruzamentos Eucalyptus grandis W. Hill. ex Maiden and Eucalyptus urophylla S. T. Blake e entre Eucalyptus sp. e (Eucalyptus camaldulensis Dehnh. × E. grandis) mostraram potencial como hospedeiro para se criar S. neseri em L. invasa em laboratório porque até a emergência do parasitoide adulto essas mudas não murcharam. Quando criado de 25,1 a 26,0 °C, o número total de parasitoides e a proporção de parasitoides machos foram maiores, relativo aos hospedeiros criados de 26,1 a 27,0 °C. O pico de emergência de S. neseri ocorreu aos 28 dias após parasitismo.

bitstream/item/164481/1/2017-Leonardo-BioOne-Seletrichodes.pdf
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Inglês
Identificador:  55974

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1076448

https://doi.org/10.1653/024.100.0316
Editor:  Florida Entomologist, v. 100, n. 3, p. 589-593, Sept. 2017.
Relação:  Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional