Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Perfil de ácidos graxos no Longissimus dorsi de ovinos Santa Inês em crescimento alimentados com diferentes níveis de energia metabolizável.
Autores:  ARRUDA, P. C. L. de
PEREIRA, E. S.
PIMENTEL, P. G.
BOMFIM, M. A. D.
FONTENELE, R. M.
CARNEIRO, H. A. V.
Data:  2011-09-15
Ano:  2011
Palavras-chave:  Cromatografia gasosa
Ovino
Raça Santa Inês
Ácido graxo insaturado
Longissimus dorsi
Gordura
Nutrição animal
Alimentação animal
Sheep
Gas chromatography
Fatty acids
Dietary fat
Brazil
Resumo:  O presente estudo objetivou avaliar a influência de rações com diferentes níveis de energia metabolizável sobre o perfil de ácidos graxos no músculo longissimus dorsi de cordeiros Santa Inês. Foram utilizados 20 cordeiros, com idade e peso de 50 dias e 13,0 ± 0,56 kg, respectivamente, alimentados com rações contendo diferentes níveis energéticos: 2,08; 2,28; 2,47 e 2,69 Mcal/kgMS. A duração do experimento foi definida pelo tempo necessário para que a média do peso de todos os animais de cada tratamento alcançasse 28 kg, ocasião em que os mesmos foram abatidos. Após o abate, para a análise do perfil de ácidos graxos foi retirada da meia carcaça esquerda, uma amostra do músculo longissimus dorsi compreendida entre a 12ª e 13ª costelas. Para a análise do perfil de ácidos graxos foi utilizado cromatógrafo a gás Shimadzu GC 2010. As rações influenciaram os ácidos graxos cis,10-heptadecanóico e eicosanotrienóico (P<0,05), não influenciando os demais ácidos graxos encontrados. Os ácidos palmítico (C16:0) e esteárico (C18:0) contribuíram mais intensamente nos valores totais de ácidos graxos saturados. Os ácidos graxos C16:0; C16:1; C18:0; C18:1 e C18:2, constituíram mais 90% das áreas totais do cromatograma. Os níveis de energia dietéticos influenciam o teor do ácidos graxo saturado cis 10-heptadecanóico, bem como do ácido graxo poliinsaturado eicosatrienóico no músculo longissimus dorsi de cordeiros da raça Santa Inês. Profile of fatty acids in Longissimus dorsi of growing Santa Inês sheep fed with different energy levels. Abstract: his study evaluated the influence of diets with different metabolizable energy levels on the fatty acid profile of longissimus dorsi muscle of Santa Ines lambs. We used 20 lambs, age and weight at 50 days and 13.0 ± 0.56 kg, respectively, fed diets with different energy levels: 2.08, 2.28, 2.47 and 2.69 Mcal/kgDM. The duration of the experiment was defined by the time it takes for the average weight of all animals in each treatment reached 28 kg, at which time they were slaughtered. After slaughter, to analyze the fatty acid profile was removed from the left half carcass, a sample of the longissimus dorsi between the 12th and 13th ribs. To analyze the fatty acid profile was used a gas chromatograph Shimadzu GC 2010. The diets influenced fatty acids and cis,10-heptadecanoic eicosanotrienóico (P <0.05), not to influence the other fatty acids found. The palmitic acid (C16:0) and stearic (C18:0) contributed more strongly in the values of total saturated fatty acids. The fatty acid C16:0, C16:1, C18: 0, C18:1 and C18:2, constituted over 90% of the total area of chromatogram. The levels of dietary energy influence the content of saturated fatty acids cis 10-heptadecanoic and polyunsaturated fatty acid eicosatrienóico in the longissimus dorsi of Santa Ines lambs.

2011
Tipo:  Artigo em anais de congresso (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  24606

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/900524

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/42042/1/AAC-Perfil-de-acidos.pdf
Editor:  In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 48., 2011, Belém. O desenvolvimento da produção animal e a responsabilidade frente a novos desafios: anais. Belém: SBZ, 2011. 3 f. 1 CD-ROM.
Relação:  Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional