Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Modelos de regressão aleatória com diferentes estruturas de variância residual para descrever o tamanho da leitegada.
Autores:  CAVALCANTE NETO, A.
THOLON, P.
LUI, J. F.
LARA, M. A. C.
FONSECA, C.
RIBEIRO, M. N.
SARMENTO, J. L. R.
Data:  2011-12-05
Ano:  2011
Palavras-chave:  Covariance functions
Genetic parameter
Sow
Função de covariância
Parâmetro genético
Fêmea suína.
Resumo:  Objetivou-se comparar modelos de regressão aleatória com diferentes estruturas de variância residual, a fim de se buscar a melhor modelagem para a característica tamanho da leitegada ao nascer (TLN). Utilizaram-se 1.701 registros de TLN, que foram analisados por meio de modelo animal, unicaracterística, de regressão aleatória. As regressões fixa e aleatórias foram representadas por funções contínuas sobre a ordem de parto, ajustadas por polinômios ortogonais de Legendre de ordem 3. Para averiguar a melhor modelagem para a variância residual, considerou-se a heterogeneidade de variância por meio de 1 a 7 classes de variância residual. O modelo geral de análise incluiu grupo de contemporâneo como efeito fixo; os coeficientes de regressão fixa para modelar a trajetória média da população; os coeficientes de regressão aleatória do efeito genético aditivo-direto, do comum-de-leitegada e do de ambiente permanente de animal; e o efeito aleatório residual. O teste da razão de verossimilhança, o critério de informação de Akaike e o critério de informação bayesiano de Schwarz apontaram o modelo que considerou homogeneidade de variância como o que proporcionou melhor ajuste aos dados utilizados. As herdabilidades obtidas foram próximas a zero (0,002 a 0,006). O efeito de ambiente permanente foi crescente da 1a (0,06) à 5a (0,28) ordem, mas decrescente desse ponto até a 7a ordem (0,18). O comum-de-leitegada apresentou valores baixos (0,01 a 0,02). A utilização de homogeneidade de variância residual foi mais adequada para modelar as variâncias associadas à característica tamanho da leitegada ao nascer nesse conjunto de dado.

2011
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  20743

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/908505

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/49244/1/PROCI-2011.00183.pdf
Editor:  Revista Ciência Agronômica, v. 42, n. 4, p. 1043-1050, out-dez, 2011
Relação:  Embrapa Pecuária Sudeste - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional