Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Definição de sistemas de condução e porta-enxertos para videira BRS Magna com base na qualidade e potencial antioxidante das uvas e do suco.
Autores:  FERREIRA, T. de O.
Data:  2019-07-04
Ano:  2019
Palavras-chave:  BRS Magna
Compostos bioativos
Uvas híbridas
Vitivinicultura tropical
Vale do São Francisco
Uva
Porta Enxerto
Variedade
Vigor Hibrido
Vitis Vinifera
Suco de Fruta
Grapes
Resumo:  O Submédio do Vale do São Francisco destaca-se na produção de uvas, com notória importância para as destinadas à elaboração de suco em condições tropicais, ainda que a informação sobre alguns componentes do sistema produtivo e sua influência sobre os produtos gerados seja limitada. O objetivo desse estudo foi caracterizar a qualidade, os teores de compostos fenólicos e a atividade antioxidante nas uvas e no suco oriundos de plantas da cultivar BRS Magna produzidas sob a influência de sistemas de condução e porta-enxertos, em ciclos de produção do primeiro e do segundo semestre, distinguindo safras do ano, em condições tropicais do Submédio do Vale do São Francisco. Os experimentos foram conduzidos no Campo Experimental do Bebedouro da Embrapa Semiárido, em Petrolina-PE, em áreas distintas, com videiras da cultivar BRS Magna. Para o estudo com as bagas da videira ?BRS Magna?, os tratamentos corresponderam aos ciclos de produção do primeiro e segundo semestre de 2017 e 2018, aos sistemas de condução latada, lira e espaldeira e aos porta-enxertos ?IAC 572? e ?IAC 766?. O estudo sobre elaboração do suco foi realizado a partir de uvas colhidas de plantas conduzidas em latada e enxertadas sob ?IAC 572?, ?IAC 766?, ?IAC 313?, ?Freedom?, ?Paulsen 1103?, ?Harmony? e ?SO4?, nos ciclos de produção do primeiro e segundo semestre de 2017. Os sucos elaborados com uvas do primeiro ciclo foram armazenados durante nove meses e do segundo durante quatro meses. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, em ambos os experimentos, sendo que, para o primeiro, os tratamentos foram arranjados em parcelas subsubdivididas no tempo. Na pesquisa comparando os dois ciclos de produção do primeiro semestre, o de 2018 promoveu teores elevados de antocianinas e polifenóis extraíveis totais nas bagas. Em relação aos sistemas de condução e aos porta-enxertos, a latada associada a ?IAC 572? caracterizou-se por maior acúmulo de polifenóis extraíveis totais e atividade antioxidante nas bagas. Na pesquisa realizada com as bagas colhidas no segundo ciclo de produção dos anos 2017 e 2018, o segundo semestre de 2018 promoveu maior síntese das antocianinas e compostos fenólicos. Os sistemas de condução e porta-enxertos apresentaram respostas diferentes, especificamente os tratamentos lira e espaldeira associados ao porta-enxerto ?IAC 766? promoveram maior síntese de antocianinas e atividade antioxidante. Destacou-se a influência da interação entre ciclos, sistemas de condução e porta-enxertos sobre a qualidade das bagas. Na pesquisa realizada com o suco, os atributos de qualidade variaram conforme os tratamentos, em cada duração de armazenamento estudada. Aos nove meses de armazenamento, os sucos apresentaram perda de pigmentos e de compostos fenólicos, sendo que aquele elaborado com uvas de plantas enxertadas sobre ?Harmony? distinguiu-se pelos teores de sólidos solúveis, intensidade de cor e antocianinas. Os sucos armazenados durante quatro meses caracterizaram-se por maiores teores de alguns compostos, destacando-se o tratamento ?SO4? pelos sólidos solúveis, polifenóis extraíveis totais e atividade antioxidante. Os porta-enxertos influenciaram os compostos de qualidade do suco, mas a duração do armazenamento e o processo de elaboração do suco deve ser determinante da intensidade das respostas.

bitstream/item/199155/1/Dissertacao-TalitaFerreira-SisCondPort-exBRS-Magna.pdf

Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade Federal do Vale do São Francisco, Petrolina. Orientada por Maria Auxiliadora Coêlho de Lima, Embrapa Semiárido.
Tipo:  Tese/dissertação (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  58627

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1110358
Editor:  2019.
Relação:  Embrapa Semiárido - Tese/dissertação (ALICE)
Formato:  115 f.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional