Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Ácido cítrico em dietas para tilápia-do-Nilo (Oreochromis niloticus).
Autores:  CARDOSO, I. L.
Data:  2017-02-23
Ano:  2016
Palavras-chave:  Ácidos orgânicos
Aditivo alimentar
Impacto ambiental
Fósforo
Organic acids and salts
Feed additives
Phosphorus
Environmental impact
Resumo:  Resumo: Os ácidos orgânicos compõem um grupo de substâncias classificadas como aditivos zootécnicos e são utilizados para melhorar o desempenho dos animais. Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a suplementação do ácido cítrico (0%; 1 %; 2%; 3% e 4%) nas dietas para juvenis de tilápia-do-nilo. As dietas experimentais foram formuladas para serem isoproteicas (28% de proteína digestível-PD) e isoenergéticas (3.100 kcal de energia digestível - ED kg-1). O ensaio de desempenho foi conduzido durante 40 dias, onde foram avaliados os parâmetros de desempenho, hematológicos, pH do estômago, pH do intestino e composição corporal dos animais. Os juvenis de tilápia (n= 200; 14,59 ± 0,81 g) foram distribuídos em 25 aquários (300 L) com renovação de água constante em um delineamento experimental inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e cinco repetições. Para a determinação dos coeficientes de digestibilidade aparente (CDA) foram utilizados juvenis de tilápias-do-nilo (n= 120; 62,35 ± 2,12 g) alimentados com rações experimentais acrescidas com 0,1% de óxido de cromo III, durante 18 dias. O pH da ração diminuiu (p<0,05) com o aumento da suplementação de ácido cítrico na ração. Por outro lado, não houve diferença (p>0,05) do pH estomacal e intestinal, entre os diferentes tratamentos. A suplementação do ácido cítrico não influenciou os parâmetros de desempenho e para os nutrientes, proteína bruta, energia bruta, extrato etéreo e cinzas das dietas experimentais. Por outro lado, os níveis de 1%, 2% e 3% de ácido cítrico proporcionaram aumento (p<0,05) na disponibilidade do fósforo, enquanto que o nível de 2% melhorou (p<0,05) a disponibilidade de cálcio, quando comparado ao controle. Além disso, houve o aumento (p<0,05) na altura, largura e profundidade de cripta para os tratamentos contendo 1% e 2% de ácido cítrico, além de incremento (p<0,05) de leucócitos totais e proteína plasmática total para os tratamentos contendo 1% e 3% de ácido cítrico. A suplementação de 2% de ácido cítrico melhora a disponibilidade de cálcio e fósforo e influencia positivamente a morfologia intestinal de juvenis de tilápia-do-nilo.

2016

Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Programa de Pós-graduação em Zootecnia, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Aquidauana. Orientador: Hamilton Hisano CNPMA.
Tipo:  Tese/dissertação (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  15328

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1065374

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/156551/1/2016TS-08.pdf
Editor:  2016
Relação:  Embrapa Meio Ambiente - Tese/dissertação (ALICE)
Formato:  60 p.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional