Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Interação genótipos x ambientes para carotenóides em cultivares de milho.
Autores:  RIOS, S. de A.
Data:  2008-12-04
Ano:  2008
Palavras-chave:  Melhoramento genético
Interação genótipo
Ambiente
Milho
Resumo:  O objetivo deste trabalho foi estudar a interação genótipos x ambientes para a composição de carotenóides em grãos, sua conseqüência, além da adaptabilidade e estabilidade, em dez cultivares de milho cultivados em cinco ambientes distintos, no ano agrícola de 2004/2005. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com duas repetições. As análises químicas foram conduzidas no Laboratório de Qualidade de Grãos e Forragens do Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo da Embrapa, localizado em Sete Lagoas, MG. Foram quantificados os teores de carotenóides totais (CT), luteína, zeaxantina, ~-criptoxantina, a-caroteno, ~-caroteno, total de carotenóides com atividade pró-vitamínica A (Pro VA), expressos em base seca (ug g-1), produtividade de grãos (kg ha-1) e CT e Pro VA, expressos em 9 ha-1. Para o estudo de adaptabilidade e estabilidade utilizaram-se as metodologias propostas por Eberhart e Russell (1966), Lin e Bins (1988) e Rocha et aI. (2005). A interação genótipos x ambientes foi significativa (p < 0,01) para todas as variáveis analisadas, exceto produtividade (kg ha-1) e CT (g ha-1) (p > 0,05), sendo os coeficientes de variação ambiental entre 3,42 e 16;60 %. As médias de CT, ~-caroteno e Pro VA nos cultivares avaliados foram inferiores àquelas reportadas para linhagens e linhagens elite de programas de melhoramento de milho, bem como em acessos do Banco de Germoplasma de Milho brasileiros. Observou-se média de produtividade de grãos de 8 ton ha-1, superior à média nacional, de 4 ton ha-1. Foram obtidas correlações positivas elevadas e significativas entre CT (ug g-1) e as variáveis zeaxantina, ~-criptoxantina, ~-caroteno (~g g-1) e Pro VA (ug g-1) bem como entre produtividade de grãos e as variáveis CT e Pro VA, expressas em 9 ha-1. Em geral, o modelo de regressão linear proposto por Eberhart e Russell (1966), não proporcionou ajuste satisfatório considerando-se o teor de luteína, ~-criptoxantina ug g-1), a-caroteno (ug g-1) e Pro VA (ug g-1) para os cultivares avaliados. Porém, considerando os teores de CT e zeaxantina {J.1g g-1), as três diferentes metodologias de estudo de adaptabilidade e estabilidade foram unânimes em classificar o híbrido duplo BRS 2020 como genótipo ideal, ou seja, de adaptabilidade geral.

bitstream/item/194169/1/Dissertacao-Sara.pdf

Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG. Coorientadora: Maria Cristina Dias Paes.
Tipo:  Tese/dissertação (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  21203

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/478792
Editor:  2008.
Relação:  Embrapa Milho e Sorgo - Tese/dissertação (ALICE)
Formato:  65 f.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional