Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Estudo preliminar de qualidade e água na Bacia do Ribeirão das Posses, Extrema, MG.
Autores:  REIS, L. C.
COSTA, C. F. G.
PICCOLO, M. C.
CAMARGO, P. B. de
ZUCCARI, M. L.
FIGUEIREDO, R. de O.
Data:  2016-02-19
Ano:  2015
Palavras-chave:  Água
Resumo:  No Ribeirão das Posses, afluente do Rio Jaguari, teve início no ano de 2007 o ?Projeto Conservador das Águas?, que previa restaurar áreas de topo de morro (acima da cota 1.200 m) e as APPs, por meio de incentivos financeiros e apoio técnico a proprietários rurais que concordassem em preservar e/ou restaurar nascentes do Ribeirão das Posses e o próprio córrego em suas propriedades, favorecidos por um sistema de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA). Neste sentido, este trabalho tem como objetivos: monitorar a qualidade da água da Microbacia do Ribeirão das Posses (Extrema - MG); identificar as possíveis alterações na qualidade da água de acordo com as modificações do ambiente no entorno; entender como ocorre a variação da qualidade e quantidade da água ao longo de um ano hídrico, assim como durante a ocorrência de eventos significativos de precipitação, e a interferência do ambiente nesta variação; e por fim analisar possíveis impactos do programa de PSA na microbacia. Para tanto está sendo monitorada mensalmente a água fluvial em nascentes, nos tributários, no canal principal do ribeirão e no Rio Jaguari antes e depois do despejo do Posses, avaliando-se parâmetros como temperatura ambiente e da água, oxigênio dissolvido (OD), pH, e condutividade elétrica (CE). Serão realizadas também coletas de água para análises laboratoriais para determinação do carbono orgânico dissolvido (DOC), carbono inorgânico dissolvido (DIC), nitrogênio total dissolvido (TN) e demanda biológica de oxigênio (DBO), além de análises cromatográficas de cátions e ânions e ainda coletas de sedimento transportado, onde se procederá uma análise isotópica para verificação da origem desse material. O experimento conta ainda com duas estações de coleta automática (Amostrador ISCO) capazes de realizar amostragens em determinados períodos pré-estabelecidos e medidas de parâmetros, tais como OD, pH, CE e vazão. Tais equipamentos foram instalados na cabeceira do leito principal do Ribeirão das Posses e em nascente provinda de remanescente de mata preservada, com isso será possível um monitoramento contínuo do comportamento da bacia, inclusive durante eventos extremos (chuvas e secas), comparando-se o canal principal e uma nascente preservada. Como resultados preliminares desse trabalho, referentes ao mês de janeiro de 2015, observou-se valores de DBO indicativos de uma boa qualidade de água na bacia segundo a resolução do CONAMA, com valores menores que 3 mg/L, exceto em uma nascente contemplada com PSA, a qual apresentou o valor de 4,51 mg/L. Neste mesmo local o resultado de TN foi de 0,41 mg/L, comparável somente àqueles obtidos no Rio Jaguari (0,51 e 0,47 mg/L), e superiores aos encontrados no restante da bacia (aproximadamente 0,3 mg/L). O maior valor de DOC (5,96 mg/L) ocorreu neste mesmo ponto, sendo que nos demais manteve-se abaixo de 4 mg/L. Os resultados do DIC apresentaram valores maiores nos córregos menores, evidenciando a origem mineral do carbono, mesmo na nascente mais antropizada. A microbacia em geral apresentou uma boa qualidade de suas águas demonstrando que as atividades do PSA são efetivas, exceto em uma nascente específica, onde devido as atividades pecuárias e retenção de água para uso do gado prejudicaram a mesma.

2015
Tipo:  Resumo em anais de congresso (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  14936

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1037753

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/139473/1/2015RA-001.pdf
Editor:  In: SEMINÁRIO DA REDE AGROHIDRO, 3.; WORKSHOP DO PROJETO OS IMPACTOS DA AGRICULTURA E DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NOS RECURSOS HÍDRICOS, 1., 2015, Corumbá, MS. Água na agricultura: desafios frente às mudanças climáticas e de uso da terra: resumos. Corumbá: Embrapa Pantanal, 2015.
Relação:  Embrapa Meio Ambiente - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Formato:  42
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional