Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Risk factors associated with Toxoplasma gondii infection in dairy cattle, State of Rio de Janeiro.
Autores:  ALBUQUERQUE, G. R.
MUNHOZ, A. D.
TEIXEIRA, M.
FLAUSINO, W.
MEDEIROS, S. M. de
LOPES, C. W. G.
Data:  2011-12-02
Ano:  2011
Palavras-chave:  .
Resumo:  Toxoplasmosis is one of the most common parasitic zoonoses throughout the world. Infection in man and animals varies in different geographical areas influenced by many environmental conditions. Seroprevalence of Toxoplasma gondii infection in cattle in Brazil ranges from 1.03 to 71%. A cross-sectional survey was carried out in 58 out of 453 farms in the South Fluminense Paraiba Valley, State of Rio de Janeiro, Brazil. Over 3-year-old cattle (n=589) from dairy herds were selected for blood collection and detection of anti-T. gondii antibodies by indirect immunofluorescence reaction (IFA) with initial titration of 1:16; titers ? 64 were considered positive. Univariate analysis of risk factors showed that cats in contact with cattle, cats in contact with drinking water, and number of cats were associated with T. gondii seroprevalence. Logistic regression revealed a two-fold increased risk for infection of cattle (p=0.0138) through larger number of cats (>3) compared with low numbers of cats (1-2) on the farm. In contrast, the presence of chickens was considered a protective factor (p=0.025). Toxoplasmose é uma das mais comuns zoonoses parasitárias do mundo. Infecções em seres humanos e em animais variam nas diferentes áreas geográficas influenciadas pelas condições ambientais. A soroprevalência da infecção por Toxoplasma gondii em bovinos no Brasil varia de 1,03 a 71,0%. O estudo transversal foi realizado em 58 de um total de 453 propriedades na região Sul Fluminense do estado do Rio de Janeiro. Vacas leiteiras acima de 3 anos de idade (n=589) foram selecionadas para coleta de sangue e a detecção de anticorpos anti-T. gondii foi feita pelo teste de imunofluorescência indireta (IFI) com titulação inicial de 1:16 e títulos ? 64 foram considerados positivos. Após análise univariada dos fatores de risco, gatos em contato com bovinos, em contato com a água de beber dos animais e o número de gatos foram associados com a soroprevalência de T. gondii. A regressão logística demonstrou que o número maior de gatos (>3) teve um risco duas vezes maior (p=0,0138) que propriedades que tinham um número menor de gatos (1-2). Em contraste, a presença de galinhas foi considerada um fator de proteção (p=0,025).

2011
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Inglês
Identificador:  24890

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/908365

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/49097/1/API-Risk-factors.pdf
Editor:  Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 31, n. 4. p. 287-290, abr., 2011.
Relação:  Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional