Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Ecologia química de insetos parasitóides de ovos (Hymenoptera: Scelionidae) e sua aplicação no controle biológico de pragas.
Autores:  VIEIRA, C. R.
Data:  2011-03-15
Ano:  2010
Palavras-chave:  Semioquímico
Parasitóide
Parasitismo
Percevejo
Resumo:  A manipulação da abundância e distribuição de inimigos naturais por semioquímicos tem potencial para melhorar as estratégias de controle biológico. Entretanto, estudos em ambientes complexos (campo), voltados para estabelecer a ação cairomonal de semioquímicos e sua influência na distribuição e abundância de parasitóides ainda são escassos. Esses conhecimentos são fundamentais para estabelecer bases científicas sólidas que permitam a aplicação dos semioquímicos no manejo integrado de pragas. Nesse trabalho foram avaliadas duas estratégias de uso de semioquímicos para manejo comportamental de parasitóides de ovos de percevejos, visando estabelecer o efeito da sua aplicação na abundância e distribuição dos parasitóides e o impacto nas populações de percevejos através do parasitismo de ovos. Uma das estratégias testadas foi o uso de (E)-2-hexenal, componente do feromônio de alarme de percevejos, que também é um constituinte dos voláteis verdes de plantas. Esse composto tem ação cairomonal em parasitóides de ovos comprovada previamente em laboratório. A liberação por septos de borracha com diferentes doses (4 mg, 10 mg e 5 mg) de (E)-2-hexenal em áreas de cultivo de soja, mostrou que a abundância de parasitóides foi maior em parcelas com aplicação do composto na concentração de 4 mg e esse efeito ocorreu principalmente nos estágios de enchimento dos grãos de soja até a maturidade fisiológica da planta. No entanto, em parcelas tratadas com (E)-2-hexenal a intensidade e a ocorrência de parasitismo em ovos e o nível populacional de percevejos fitófagos não diferiu de parcelas controle. Uma segunda estratégia testada foi a utilização de cis-jasmone, um fitormônio que atua como indutor de voláteis componentes da defesa indireta da soja. Experimentos em campo foram realizados pulverizando 6 ml de solução de cis-jasmone(250 mg cis-jasmone + 100 mg de tween 20, em 1 I de água) sobre plantas de soja no início do estágio reprodutivo. A estrutura da comunidade (riqueza e equidade) foi similar, em geral, entre parcelas tratamento e controle. Entretanto, o número total de Scelionidae, parasitóides de ovos de percevejos, principalmente Telenomus podisi e Trissolcus basa/is foi significativamente maior em parcelas tratadas durante as três semanas posteriores a aplicação do composto. Essa atração não gerou resposta de aumento na ocorrência e intensidade de parasitismo em ovos e o nível populacional de percevejos-praga não foi diferente entre parcelas tratamento e controle. O controle de percevejos em culturas de soja pode ser incrementado pelo adensamento de parasitóides Scelionidae em áreas tratadas, aumentando assim a probabilidade de localização de ovos do hospedeiro.

bitstream/item/175028/1/Ecologia-quimica-de-insetos-parasitoides-de-ovos.pdf

Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Instituto de Ciências Biológicas, Universidade de Brasília, Brasília, DF. Orientador: Edison Ryoiti Sujeii, Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia; co-orientador: Raúl Alberto Laumann, Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia.
Tipo:  Tese/dissertação (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  33132

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/880795
Editor:  2010.
Relação:  Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia - Tese/dissertação (ALICE)
Formato:  71 f.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional