Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Equações volumétricas para árvores em sistema silvipastoril e em plantio puro de Eucalyptus dunnii
Autores:  CARDOSO, D. J.
FRANCISCON, L.
GARRASTAZU, M. C.
ROSOT, M. A. D.
FIORUCCI, L. H.
Data:  2015-10-26
Ano:  2015
Palavras-chave:  Grevillea robusta
Eucalyptus dunnii
Fator de forma
Estimativa de volume
Sistema silvipastoril
Espécie exótica
Resumo:  Embora existam muitas publicações apresentando o ajuste de modelos matemáticos para estimar volume de árvores que crescem em plantações florestais, determinadas situações são pouco estudadas ou não estão disponíveis na literatura. Com o objetivo de suprir esta falta, realizou-se a cubagem de 11 árvores de uma plantação de Eucalyptus dunnii em espaçamento 2,5 m por 3 m com 20 anos de idade, e 10 de árvores-brotação crescendo após 5 anos do corte. Também foram amostradas 11 árvores de E. dunnii e 10 de Grevillea robusta de um sistema silvipastoril plantadas em espaçamento 14 m por 3 m, com 8 anos de idade. A cubagem foi realizada pelo método não destrutivo, sem a derrubada da árvore, sendo utilizado o dendrômetro Criterion RD 1000. Para cada conjunto de dados foram ajustados nove modelos, que têm como variáveis independentes o DAP (diâmetro à altura do peito) ou o DAP e altura em diferentes transformações. O fator de forma das árvores do sistema silvipastoril variou entre 0,3004 e 0,4478, para E. dunnii com DAP entre 41,9 e 58,6 cm e entre 0,3924 e 0,5825 para G. robusta com DAP entre 15,3 e 27,1 cm, valores estes esperados para árvores crescendo em espaçamento amplo. No plantio puro as árvores adultas de E. dunnii com DAP entre 29 e 68,8 cm apresentaram fator de forma entre 0,4205 e 0,5548 e as brotações com DAP entre 3,8 e 11,5 cm, fator de forma entre 0,4482 e 0,9738. As equações mais indicadas para o sistema silvipastoril foram v= exp(-6,045069 + 0,592587.Ln(d2.h)).1,00477, para E. dunnii e v = exp(-9,31202 + 1,66679.Ln d + 1,06327.Ln h).1,00939 para G. robusta. Para o plantio puro de E. dunnii as equações v=32,20166-1,874182.d +0,026044.d2 +0,040554.d.h- 0,000528.d2.h-0,691022.h e v=0,00049626.d2 foram as de melhor ajuste e precisão para as árvores adultas e para as brotações, respectivamente.

2015
Tipo:  Artigo em anais de congresso (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  54423

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1027156

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/131718/1/2015-Denise-CFP-Equacoes.pdf
Editor:  In: CONGRESSO FLORESTAL PARANAENSE, 5., 2015, Curitiba. Novas tecnologias florestais: anais. [Curitiba]: Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal, 2015.
Relação:  Embrapa Florestas - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Formato:  Disponível online.

9 p.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional