Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Características agronômicas e bromatológicas de amendoim forrageiro em diferentes intervalos de corte.
Autores:  SANTOS, E. C. dos
Data:  2018-07-17
Ano:  2012
Palavras-chave:  Amendoim forrageiro
Forage peanut
Cacahuetes forrajeros
Cortar
Leguminosa Forrageira
Características Agronômicas
Valor Nutritivo
Corte
Arachis pintoi
Agronomic traits
Cutting
Nutritive value
Resumo:  No Brasil, estima-se que 85% das pastagens estejam degradadas ou em processo de degradação e uma das alternativas existentes na recuperação desses pastos é a introdução de leguminosas forrageiras adaptadas às condições ambientais e aos sistemas de produção. O amendoim forrageiro (Arachis pintoi Krap. & Greg.) tem se destacado devido seu alto valor nutritivo, boa persistência sob pastejo e ótima cobertura do solo. Dentro do programa de melhoramento genético do amendoim forrageiro, coordenado pela Embrapa Acre, uma das atividades desenvolvidas é a avaliação agronômica e seleção de genótipos sob regime de corte. Com isso, objetivou-se avaliar características agronômicas e bromatológicas de amendoim forrageiro em diferentes intervalos de corte nas condições edafoclimáticas de Rio Branco, Acre. O experimento foi realizado nas dependências da Embrapa Acre, sendo estabelecido em blocos ao acaso com quatro repetições e os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 2x4. Foram avaliados dois genótipos (cultivar Belmonte e cultivar Mandobi) e quatro intervalos de corte (28, 42, 56 e 70 dias) em dois períodos do ano (transição águas/seca e seca). Procedeu-se os desdobramentos da interação, quando pertinentes. A comparação de médias foi feita pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade e para os intervalos de corte foi realizada análise de regressão. Os genótipos Belmonte e Mandobi apresentam diferenças genéticas que dependem da característica avaliada e/ou do intervalo de corte empregado. Ambos os genótipos apresentam excelentes características como forrageiras, com destaque para o seu elevado valor nutritivo, e podem ser utilizados na alimentação de ruminantes. Para a avaliação de genótipos de amendoim forrageiro, dentro do programa de melhoramento genético dessa leguminosa, o intervalo de cortes no período de transição pode ser feito entre 28 e 70 dias. No período da seca, a seleção de genótipos sob déficit hídrico deve ser melhor estudada, considerando as diferenças genéticas observadas nesta época.

bitstream/item/179909/1/26649.pdf

Dissertação (Mestrado em Agronomia: Produção Vegetal) - Programa de Pós-graduação em Produção Vegetal, Universidade Federal do Acre, Rio Branco. Orientadora: Giselle Mariano Lessa de Assis.
Tipo:  Tese/dissertação (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  26649

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1093357
Editor:  2012.
Relação:  Embrapa Acre - Tese/dissertação (ALICE)
Formato:  96 f.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional