Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Copaíba: estrutura populacional, produção e qualidade do óleo-resina em populações nativas do sudoeste da Amazônia.
Autores:  AZEVEDO, O. C. R.
Data:  2009-07-14
Ano:  2004
Palavras-chave:  Copaifera spp
Óleo Essencial
Planta Medicinal
Resumo:  A estrutura populacional, o potencial de produção e a qualidade física de óleo-resina de populações naturais de Copaifera spp. foram estudadas em áreas extrativistas de três municípios (Porto Walter, Tarauacá e Xapuri) do sudoeste da bacia amazônica brasileira, nos anos de 2000 e 2001. No primeiro estudo, doze transectos de 1 hectare foram instalados em cada município (em Tarauacá foram 13 transectos). O ambiente edáfico (Terra firme ou baixo) e a tipologia florestal (floresta aberta ou densa) foram constantes para cada transecto. Em cada transecto, os indivíduos de copaíbas foram contados e agrupados em quatro classes de desenvolvimento: plântulas (< 50 cm), jovem 1 (> 50 cm e < 10 m), jovem 2 (> 10 m mas em fase não reprodutiva) e adultos (fase reprodutiva). Os resultados mostraram que a densidade e a distribuição dos indivíduos foram estatisticamente diferentes entre os municípios estudados. Em Tarauacá houve a maior densidade de árvores adultas por hectare (1,50) e em Xapuri a menor (0,16). A tipologia de floresta aberta favoreceu um maior número de jovem I e jovem II em Xapuri e Porto Walter e o ambiente de Terra Firme favoreceu jovem I e jovem II em Porto Walter. As plântulas de copaíba apresentaram distribuição do tipo agregada, a qual tendeu a aleatória com o crescimento em altura das árvores. O segundo estudo avaliou o potencial de produção de óleo-resina em Tarauacá e Xapuri. Trezentas e oitenta e oito árvores adultas foram amostradas nestes dois locais. Para cada árvore foi medido o DAP (diâmetro a altura do peito), produção de óleo-resina, tipo de copaíba (branca, amarela, vermelha, preta e mari-mari), tipologia florestal e ambiente edáfico do entorno de cada árvore. A copaíba Mari-mari apresentou a maior proporção de árvores produtivas (80%) e os outros tipos apresentaram uma proporção variando de 22 a 40%, não diferindo estes últimos valores da proporção esperada para a região (25%). A produção por árvore variou de 0 a 18 L, com a copaíba mari-mari apresentando produção média (1,33 l árvore-1), porém, não diferente significativamente dos demais tipos. Considerando apenas as árvores produtivas, a copaíba preta teve a maior média (2,92 l árvore-1) em relação aos demais tipos. A tipologia florestal, DAP e o ambiente edáfico não afetaram significativamente a produção. As características físicas do óleo-resina (cor, viscosidade e turbidez) foram analisadas em amostras de 107 árvores. A copaíba mari-mari e copaíbas de menor DAP (< 81,35 cm) produziram a maior proporção de óleos límpidos e de baixa densidade e a copaíba preta produziu maior proporção de óleos opacos e de alta densidade. Contudo, nenhuma dos fatores avaliados (ambiente edáfico, tipologia florestal, tipo de copaíba, DAP) foi determinante para qualquer uma das características físicas do óleo-resina de copaíbas. The population structure, potential oil production and physical quality of the oil extracted from natural populations of Copaifera spp. were studied in extractive reserves in three municipalities (Porto Walter, Tarauacá and Xapuri) of the Southwestern Brazilian Amazon in 2000 and 2001. In the population structure first study, twelve 1-hectare transects were installed in each site (13 in Tarauaca). Topographic position (terra firme and areas seasonally inundated) and forest type were constant throughout the transects. In each transect, individuals of Copaifera were counted and divided into 4 classes of the developement: seedlings (< 50cm), saplings 1 (> 50 cm and < 10 m), saplings 2 (> 10 m and non-reproductive), and reproducing adults. Results indicate that density and distribution in relation to height classes were significantly different between the study areas. Tarauacá had the highest density of reproducing adults (1.5 trees per hectare) and Xapuri had the lowest (0.16 trees per hectare). Open forest had significantly more individuals of saplings 1 and saplings 2 in Xapuri and Porto Walter. In Porto Walter, terra firme favored the establishment of saplings 1 and 2. Copaifera seedlings had a grouped spatial distribution and reproducing adults were randomly distributed. The study oil production evaluated potential oil production in Tarauacá and Xapuri. Three hundred and eighty-eight adult trees were selected within these 2 sites. DBH, oil production, topographic position, regional species name (based on the appearance of the bark: White, Red, Yellow, Black and Mari-Mari) and forest type were recorded for each individual. Copaiba Mari-Mari had the highest proportion of oil-producing individuals (80%) and the others types varied between 22 ? 40%, but these proportions were not significantly different from the expected value of 25% for the region. Within the study population, oil production varied between 0 -18 liters/tree, with Copaiba Mari-Mari having oil production of the 1.33 liters/tree, not significantly different of others types. After excluding non-productive trees, Black Copaiba had the highest oil production (2.92 liters/tree). Forest type, diameter and topography were not significantly related to oil production. The physical characteristics (viscosity, color and turbidity) were analyzed for oil samples from 107 individuals. Mari-Mari and trees in smaller diameter classes (< 81.35 cm) produced a higher proportion of low-viscosity and transparent oils. Black Copaiba produced a higher proportion of high-viscosity, opaque oils. Individuals encountered in terra firme had a higher proportion of transparent oils. However, none of the factors studied solely determined the physical characteristics of the oil.

bitstream/item/204112/1/21852.pdf

Dissertação (Mestrado em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais) - Programa de Pós-graduação em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais, Universidade Federal do Acre, Rio Branco, AC. Orientador: Paulo Guilherme Salvador Wadt.
Tipo:  Tese/dissertação (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  21852

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/506279
Editor:  2004.
Relação:  Embrapa Acre - Tese/dissertação (ALICE)
Formato:  84 f.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional