Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Efeito do nitrogênio na população de metanogênicas e emissões de metano, em diferentes cultivares de arroz irrigado.
Autores:  SOUSA, A. M. B. de
ARAUJO, J. L. S. de
LIMA, M. A. de
FREITAS, A. C. R. de
URQUIAGA, S. S.
ALVES, B. J. R.
Data:  2017-04-13
Ano:  2016
Palavras-chave:  Metanogênese
Genetic technique qPCR
Nitrogênio
Quantitative polymerase chain reaction
Resumo:  O nitrogênio e a cultivar de arroz podem aumentar os fluxos de metano (CH4). Este trabalho avaliou a população de metanogênicas (gene mcrA), em função da adubação com N, sob cultivo de diferentes cultivares de arroz. Foram instalados dois experimentos, em blocos ao acaso, com parcelas subdivididas e quatro repetições. O primeiro, em Pindamonhangaba-SP, entre janeiro a julho/2015, utilizou as cultivares IAC-105 (135 dias) e Epagri-106 (< 120 dias) como tratamentos, com duas amostragens (solo e gás) no tempo, antes e 24h após a adubação com N em cobertura (100 kg ha-1). O segundo, em Arari-MA, de setembro/2015 a janeiro/2016, diferenciou-se nas cultivares: BRS-357 (140 dias), PUITÁ e IRGA-429 (90 a 110 dias). Os fluxos de CH4, coletados em câmaras estáticas fechadas, ajustáveis à altura das plantas, foram quantificados por cromatografia gasosa usando detector FID, calculados segundo Rolston. Foram amostrados cerca de 200g de solo rizosférico (0-10cm) e 5g foi armazenado à -70ºC, para a quantificação do nº de cópias do gene mcrA, por Real-Time PCR (qPCR). O restante foi usado nas análises de nitrato (NO3 - ), amônio (NH4+) e carbono solúvel (C). O teste T revelou que, em Pindamonhangaba-SP, houve aumento significativo nos teores de C e NH4 + no solo, após a adubação, que pode ter resultado no aumento do número de cópias do gene mcrA, com tendência de aumento na emissão de CH4. Em Arari-MA, o aumento dos teores de NH4 + após a adubação foi acompanhado de maiores emissões, mas sem efeito significativo. Porém, elas quase dobraram na cultivar IRGA-429 (46 a 70 mg de CH4 ha-1 dia-1) ou triplicaram na cultivar BRS-357 (7,8 a 25 mg de CH4 ha-1 dia-1). O nº de cópias de mcrA, em Arari, estavam abaixo do limite de detecção por qPCR, principalmente, antes da adubação. È possível que as metanogênicas tenham se distribuído por zonas mais anaeróbicas do que a rizosfera. Não houve efeito de cultivar nas variáveis analisadas, mas a adição de N tende a aumentar as emissões, seja pela absorção de N pela planta, o que explicaria o aumento no teor de C no solo, via exsudados da raiz, ou por NH4 + e CH4 competirem pelos mesmos sítios enzimáticos de oxidação, em alguns microrganismos metano oxidantes.

2016
Tipo:  Resumo em anais de congresso (ALICE)
Idioma:  Inglês
Identificador:  15464

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1068516

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/161228/1/2016RA-057.pdf
Editor:  In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 32.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 16.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA DO SOLO, 14.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 11., 2016, Goiânia. Rumo aos novos desafios: anais... Goiânia: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2016.
Relação:  Embrapa Meio Ambiente - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Formato:  p. 1045-1046.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional