Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Infoteca-e
País:  Brazil
Título:  "BRS Vitória" - Uva para mesa, sem sementes, de sabor especial e tolerante ao míldio: recomendações agronômicas para a região de Campinas, São Paulo.
Autores:  MAIA, J. D. G.
RITSCHEL, P. S.
SOUZA, R. T. de
GARRIDO, L. da R.
Data:  2016-07-27
Ano:  2016
Palavras-chave:  Uva de mesa
Uva para mesa
BRS Vitória
Tolerante ao míldio
Uva para mesa sem sementes
Recomendações agronômicas
Região de Campinas (SP)
Brasil
Métodos de melhoramento
Niágara rosada
Polos frutícolas
Uvas fins de mesa
Uvas finas de mesa com sementes
Uvas finas de mesa sem sementes
Uvas americanas
Uvas híbridas
Uva
Viticultura
Mildio
Resumo:  O Brasil é o terceiro colocado na lista dos principais países produtores de frutas (ANUÁRIO BRASILEIRO DA FRUTICULTURA 2015, 2015). Existem no país cerca de 30 pólos frutícolas, caracterizados principalmente por diferenças na organização da produção, que inclui empresas especializadas em exportação ou processamento, muitas vezes com integração vertical, cooperativas e associações. Entretanto, cerca de 80% das frutas produzidas no país ainda é proveniente de pequenas propriedades. A fruticultura é uma atividade que apresenta elevado efeito multiplicador de renda, com força suficiente para dinamizar economias locais (BUAINAIN; BATALHA, 2007; CARVALHO, 2010; LACERDA et al., 2004; SILVA et al., 2006a). A produção de uvas de mesa no Brasil pode ser dividida em dois grupos, as uvas finas de mesa, com e sem sementes; e as uvas americanas e híbridas, cuja representante principal é a cultivar Niágara Rosada. Embora o cultivo de ?Niágara Rosada? esteja em expansão para regiões de clima tropical, ainda é bastante concentrado na Região Sul e no Estado de São Paulo, principalmente na região de Campinas (NACHTIGAL, 2003; SILVA et al., 2006b; 2008). Em 2004, Campinas e região foram responsáveis por 63% da produção estadual de uva de mesa do tipo americana, sendo a maior parte da variedade Niágara Rosada (VERDI et al., 2005). O cultivo é caracterizado pelo uso do sistema em espaldeira, com espaçamentos adensados, sobre os porta- enxertos IAC 766 (?Campinas?) e Riparia do Traviú (SILVA et al., 2008). A poda curta é realizada no final do inverno, obtendo-se a colheitas entre os meses de novembro e dezembro. Além da safra normal, pode ser obtida uma ?safrinha? nos meses de maio a junho (NACHTIGAL, 2003).

2016
Tipo:  Circular Técnica (INFOTECA-E)
Idioma:  Português
Identificador:  1516-5914

16669

http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1049702

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/145845/1/CirTec129.pdf
Editor:  Bento Gonçalves, RS: Embrapa uva e vinho, 2016. 28 p.
Relação:  Embrapa Uva e Vinho - Circular Técnica (INFOTECA-E)
(Embrapa Uva e Vinho. Cirular Técnica, 129)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional