Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Infoteca-e
País:  Brazil
Título:  CULTIVARES de pimenta mais resistentes e produtivas: programa 27: Centro-Oeste/Sudeste.
Data:  2011-08-08
Ano:  2011
Palavras-chave:  BRS Mari
BRS Moema
BRS Seriema
Capsaicina
Pimenta dedo-de-moça
Pimenta de bode
Pimenta malagueta
Pimenta
Hortaliça
Resumo:  O cultivo de pimentas é um negócio que cresce de importância e envolve diversos segmentos, desde pequenos produtores até multinacionais. Para se ter uma ideia, as pimentas são atualmente a segunda hortaliça mais exportada no Brasil, atrás apenas do melão, contribuindo com 13,5% do valor total das nossas exportações de hortaliças. O pesquisador da Embrapa Hortaliças (Brasília - DF), Francisco Reifschneider fala sobre o mercado de pimentas no Brasil, além de trazer algumas informações sobre três das mais recentes variedades dessa hortaliça lançadas pela Embrapa: a pimenta BRS Mari, uma cultivar do dedo-de-moça, a BRS Moema, uma pimenta do tipo biquinho, e a BRS Seriema, do tipo bode. Esses materiais, com melhores características agronômicas, foram desenvolvidos para atender um mercado em expansão e cada vez mais exigente. A pimenta BRS Mari tem como principal característica o elevado conteúdo de capsaicina - a substância que confere o ardor nas pimentas - em comparação a outras cultivares de pimenta do mesmo tipo. A cultivar Mari também se destaca pela alta produtividade, excelente uniformidade de planta e qualidade de fruto. A nova cultivar de pimenta dedo-de-moça pode ser utilizada na produção de conservas e de pimenta calabresa (pimenta seca em flocos). A BRS Moema também tem como características marcantes a alta produtividade, uniformidade de plantas e frutos. O diferencial dessa cultivar do tipo biquinho é a ausência de picância (pungência). Já a BRS Seriema é uma variedade pertencente ao grupo varietal popularmente conhecido como "bode", e é indicada para processamento em forma de conservas e para consumo in natura, uma vez que seus frutos são aromáticos, pequenos e saborosos. Segundo Francisco Reifschneider, os produtores de pimenta devem comprar sementes em companhias credenciadas, o que garante a qualidade e a sanidade do material adquirido. "É muito comum, ainda, no Brasil, que o produtor utilize sua própria semente, o que não é recomendado", destaca. "É uma prática que não vale a pena porque algumas doenças são transmitidas por semente, passando da planta para a semente e dessa para a planta nova", detalha. Danilo de Pinho, de Goiânia, em Goiás, trabalha com derivados, como pimentas em conserva e molhos. Danilo colaborou no desenvolvimento das pesquisas da Embrapa Hortaliças e passou a usar a variedade BRS Mari em seus produtos. "Essa cultivar é uma pimenta que tem muita polpa, um ardor bem perto da malagueta e a coloração bem vermelha. Então, o molho ficou com uma característica muito boa", conta.

2011

Programa de rádio.
Tipo:  Prosa Rural (INFOTECA-E)
Idioma:  Português
Identificador:  50981

http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/897475

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/39664/1/PGM-27-Cultivares-de-pimenta-mais-resistentes-e-produtivas.mp3
Editor:  In: [PROGRAMA Prosa Rural]: Centro-Oeste/Sudeste: agosto. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2011.
Relação:  Área de Informação da Sede - Prosa Rural (INFOTECA-E)
Formato:  2 CD-ROM
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional