Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Infoteca-e
País:  Brazil
Título:  Estoque de carbono orgânico do solo sob floresta e pastagem no município de São José de Ubá, Estado do Rio de Janeiro.
Autores:  COELHO, M. R.
FONTANA, A.
MONTEIRO, J. M. G.
GOULART, A. C.
TANIZAKI-FONSECA, K.
COSTA, M. M.
Data:  2012-03-15
Ano:  2011
Palavras-chave:  Mata atlântica
Argissolos vermelhos eutróficos
Topossequência
Resumo:  A substituição da floresta por outros usos acarreta importantes alterações no estoque de C do solo e, consequentemente, na ciclagem global desse elemento. Com o objetivo de avaliar o C estocado nos solos sob pastagem de Brachiaria decumbens e compará-lo a um remanescente florestal de aproximadamente 20 anos, foi desenvolvido o presente trabalho. Para tal, selecionaram-se áreas contíguas de floresta e pastagem fisiograficamente representativas do noroeste fluminense, situadas no município de São José de Ubá (RJ). O seguinte protocolo de amostragem foi utilizado: tanto no remanescente florestal como na pastagem foram demarcados três transectos de 50 m de extensão cada, situados perpendicularmente à linha de declive e localizados nos terços superior, médio e inferior das vertentes estudadas. Em cada transecto foram abertas três minitrincheiras de 1,0 m de profundidade, equidistantes 15 m entre si, totalizando nove minitrincheirasem cada área para a quantificação do estoque de C. Nas minitrincheiras foram coletadas amostras nas profundidades de 0-10, 10-20, 20-30, 30-50 e 50-100 cm e, nelas, efetuadas as análises químicas de rotina, granulométricas e de densidade do solo. Com os dados obtidos, observou-se que houve diferença significativa no estoque de C entre o remanescente florestal (70,8 Mg ha-1) e a pastagem (83,2 Mg ha-1) estudados, com os maiores valores para a pastagem. A análise dos dados também mostrou a importância de se efetuar estudos dessa natureza em topossequências, já que os atributos do solo normalmente variam em função da posição na vertente; e com o estoque de C não foi exceção, reduzindo seus valores no sentido do declive. No entanto, a análise dos dados obtidos em topossequência também evidenciou que, para as condições estudadas, a avaliação do estoque de C apenas do terço médio é uma informação econômica e tecnicamente viável, possibilitando a redução da densidade de amostragem sem grandes prejuízos à qualidade da informação. O terço médio, portanto, representou o balanço das condições médias e dosprocessos envolvidos na dinâmica e distribuição do C nas vertentes estudadas.

2011
Tipo:  Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Idioma:  Português
Identificador:  1678-0892

16244

http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/918968

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/79413/1/BPD-196-Estoque-Carbono.pdf
Editor:  Rio de Janeiro: Embrapa solos, 2011.
Relação:  Embrapa Solos - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
(Embrapa Solos. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, n. 196)
Formato:  32 p.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional