Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Infoteca-e
País:  Brazil
Título:  Comportamento de termorregulação do jacaré-do-pantanal, Caiman crocodilus yacare.
Autores:  CAMPOS, Z. M. da S.
COUTINHO, M. E.
MAGNUSSON, W.
Data:  2004-08-18
Ano:  2003
Palavras-chave:  Jacaré
Comportamento termal
Temperatura corporal
Ecologia
Pantanal
Caiman crocodilus yacare
Body temperature
Termal behavior
Caimans
Ecology
Resumo:  A temperatura corpórea de 51 jacarés do Pantanal foi monitorada nos períodos de frio e calor em áreas de lagos e rios. A massa corpórea desses jacarés variou de 2 a 42 kg e seu tamanho afetou a temperatura média e a amplitude corpórea. A temperatura média corpórea alcançou 25oC, na estação fria, e 30oC, na estação quente, com valor mínimo de 16,9 oC e máximo de 37,9 oC. A temperatura corpórea de Caiman crocodilus yacare na natureza variou com temperatura do ambiente nas estações fria e quente. No período quente, os jacarés permaneceram mais tempo em áreas sombreadas, tanto na terra como na água, do que expostos diretamente aos raios solares. Sua temperatura corpórea manteve-se próxima à da superfície da água, independente de estarem no sol, na sombra, na terra ou na água. Na estação fria, em dias quentes, os jacarés ficaram expondo aos raios solares, tanto na terra como na água, mas sua temperatura aproximou-se da temperatura do ar. Em ambas as estações, a temperatura corporal dos jacarés, à noite foi similar com à da água. Em temporadas quentes e secas, os jacarés movimentaram-se regularmente entre terra e água, durante o dia e à noite, mas esses movimentos não tiveram significado óbvio de termorregulação. O padrão dominante observado no calor, quando a temperatura do ar chegava, geralmente acima de 30 oC, foi o de termoconformidade e, no frio, com índice menor que 30oC , os jacarés pareceram estar termorregulando, selecionando microambientes mais quentes ou ensolarados. As vocalizações e interações agressivas ocorreram primariamente pela manhã, quando as temperaturas do ambiente eram mais baixas. A temperaturas corpóreas das cinco fêmeas com folículos pré-ovulatórios foram similares às das outras fêmeas monitoradas no mesmo período. Os jacarés jovens adotaram diferentes padrões diurnos de exposição ao sol e de atividade terrestres, em diferentes dias, e esses movimentos não pareceram ser, inicialmente de termorregulação. Todos os resultados deste estudo sugerem que o ambiente termal no Pantanal está dentro de uma área de muitas atividades e que vários comportamentos não são primariamente para termorregulação.

2003
Tipo:  Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Idioma:  Português
Identificador:  53998

http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/811101

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/37399/1/BP51.pdf
Editor:  Corumbá: Embrapa Pantanal, 2003.
Relação:  Embrapa Pantanal - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
(Embrapa Pantanal. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 51).
Formato:  28 p.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional