Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  UnB - FAB
País:  Brazil
Título:  Avaliação dos efeitos da adição do óleo essencial de orégano (origanum vulgare) na dieta, sobre a fisiologia e a produtividade de codornas japonesas (Coturnix Coturnix Japonica)
Autores:  Jesus, Denise Neves Celestino de
Data:  2010-01-11
Ano:  2007
Palavras-chave:  Codornas
Fisiologia veterinária
Alimentação dos animais
Resumo:  Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2007.

O uso de antibióticos como promotores de crescimento está sendo gradualmente banido, devido ao possível risco de resistência a drogas por bactérias patogênicas humanas, o que resulta em um crescente interesse por alimentos produzidos organicamente que, o público em geral associou como alimento saudável. Entre as opções, os extratos herbais (dentre eles o orégano) fazem parte de uma classe de produtos que poderá substituir os agentes antimicrobianos. No primeiro capítulo foi avaliado os efeitos da adição do óleo essencial de orégano (Origanum vulgare) no consumo de ração, ganho de peso, postura e carga parasitológica fecal de codornas japonesas (Coturnix coturnix japonica). As possíveis alterações nos padrões hematológicos e bioquímicos destas aves também foram analisadas. Para isso, cem codornas japonesas fêmeas foram distribuídas em 2 grupos (controle e experimental) de 50 animais.Cada grupo foi subdividido em 5 lotes com 10 codornas. Cada gaiola possuía um lote de animais do grupo controle e outro do grupo experimental. O grupo controle recebeu ração padrão para codornas, adicionada de óleo vegetal de canola na proporção de 20g/kg de ração. O grupo experimental recebeu, para cada quilograma de ração, 20g da mistura de óleo de canola adicionada de óleo essencial de orégano a uma concentração de 1%, visando fornecer 200mg de óleo por quilograma de alimento. A adição do óleo essencial de orégano não alterou os índices de desempenho dos animais e não revelou atividade antiparasitária nas aves pertencentes ao grupo experimental. Nenhum efeito foi detectado nos parâmetros bioquímicos e hematológicos da codornas tratadas com o óleo, em 90 dias de administração crônica. No segundo capítulo, a atividade antioxidante do orégano foi avaliada. Para isso, no último dia do experimento 30 animais (15 de cada grupo) foram submetidos ao estresse de contenção (o qual é capaz de gerar estresse oxidativo) e outras 30 aves (15 de cada tratamento) não sofreram esta intervenção, permanecendo as mesmas nas gaiolas (aves não estressadas). As aves do grupo experimental obtiveram menores valores de monócitos, bastonetes, taxa monócitos/linfócitos e glicose, quando comparadas ao grupo controle. Não houve diferenças significativas nos índices que medem os danos oxidativos teciduais (TBARS e proteínas carboniladas).Os resultados obtidos permitiram sugerir que o óleo essencial de orégano promoveu um efeito protetor nos animais suplementados quando estes foram submetidos à imobilização. ___________________________________________________________________________________________ ABSTRACT

The antibiotic use as growth promotional is being gradually prohibiteddue to the possible risk of drugs resistance for human pathogenic bacteria resulting in an increasing interest for produced organic foods, that the public in general associated as healthful food. Between the options, the herbals extracts (amongst them the oregano, Origanum vulgare) are part of a class of products that will be able to substitute antimicrobials agents. In the first chapter it was evaluated the effect of addition oforegano (Origanum vulgare) essential oilin theintake, body weight gain, posture and fecal parasitological load of Japanesequails (Coturnix coturnix japonica). The possible alterations in the hematological and biochemistry standards of these birds had been also analyzed. One hundred quails had been divided in 2 groups (experimental and control) of 50 animals. Every group had been divided in 5 lots with 10 quails each. Each cagepossessed one lot of the control group and another one of the experimental group. The control group had received ration standard for quails, added of canola vegetal oil in the ratio of 20g/kg ration. The experimental group had received for each kilogram of ration, 20g of the mixture of canola oil added oregano essential oil (in the concentration of 1%), aiming at to supply 200mg of essential oil for kilogram of food. The addition ofessential oil was not modified the performance and did not display antiparasite activity in the experimental group. No effect was detected in the biochemistry and hematological parameters of the quails treated with the oregano oil, in 90 days of chronic administration. In the second chapter, the antioxidant activity of the oregano was evaluated. For this, in the last day of the experiment, thirty animals (fifteen of each group) had been submitted to immobilization stress (this procedureisable to generate oxidative stress) and others thirty birds (fifteen of each treatment) remained in the cages (birds were not stressed). The experimental group had gotten lowers values of monocytes, band neutrophil, monocytes/lymphocytes ratio and glucose, when compared with the control group. It did not have significant differences in the carbonyl proteins and TBARS concentrations. The results suggest that the oregano essential oil promoted a protective effect in the supplemented animals when they had been submitted to immobilization.
Tipo:  Dissertation
Idioma:  Português
Identificador:  JESUS, Denise Neves Celestino de. Avaliação dos efeitos da adição do óleo essencial de orégano (origanum vulgare) na dieta, sobre a fisiologia e a produtividade de codornas japonesas (Coturnix Coturnix Japonica). 2007. 106 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.

http://hdl.handle.net/10482/3117
Direitos:  Open Access
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional